- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 17 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

MARANHÃO: Governadora Roseana se reúne com ministro de Integração Nacional

Mais Lidas

Projetos para a Baixada Maranhense, várzeas do Rio Flores e o Hidroagrícola dos Tabuleiros de São Bernardo foram alguns assuntos tratados pela governadora Roseana Sarney na audiência, desta quarta-feira (15), em Brasília, com o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho. Também foram discutidas obras de recuperação da Barragem do Bacanga (em São Luís), orçada em R$ 23.431.960,00; e da correção de área de erosão no município de Bom Jesus das Selvas, estimada no valor de R$ 5.500.000,00, com contrapartida do estado de 10%.

Participaram do encontro os secretários Cláudio Azevedo (Agricultura, Pecuária e Pesca), Cláudio Trinchão (Fazenda), Sérgio Macedo (Comunicação Social), Ribamar Vieira (Casa Militar); e os deputados federais Francisco Escórcio, Cleber Verde e Luciano Moreira.

“O ministro Fernando Bezerra, além de ter ficado entusiasmado com os projetos, garantiu que dará atenção e determinou celeridade ao Departamento Nacional de Obras contra as Secas (DNOCS) na barragem do Pericumã e no aproveitamento do Rio Flores”, enfatizou a governadora.

Cláudio Azevedo destacou a importância do projeto Diques das Águas da Baixada Maranhense. “Representa uma solução para a região, onde a população alterna momentos de fartura, no período das cheias, e de escassez, quando é tempo de seca. Por meio desse projeto, a água doce ficará retida nos campos por mais tempo, permitindo a execução de projetos mais eficientes de agricultura, pecuária e piscicultura. Constitui também uma solução para evitar o avanço do mar e, consequentemente, da área de mangue na região”, declarou.

O Rio Flores tem 1.813 ha localizados entre os municípios de Joselândia e Santo Antonio dos Lopes. Dessa área, 1.720 ha são destinados à irrigação, mas apenas 500 ha estão aptos à agricultura irrigada, sendo que 93 ha são utilizados com a cultura de sequeiro. Em suma, trata-se de um projeto de vital importância para o desenvolvimento do setor produtivo local.

O projeto Hidroagrícola dos Tabuleiros de São Bernardo, abrangendo os municípios de Araioses e Magalhães de Almeida, tem como fonte hídrica o Rio Parnaíba e estava incluído no Programa de Transferência de Gestão do DNOCS. Compreende um total de 11 mil ha desapropriados, dos quais 500 ha estão disponíveis para irrigação. Destes últimos, 150 ha estão ocupados com lavouras irrigadas de banana, coco anão, melancia, milho e acerola, beneficiando 72 produtores da região.

O pleito do governo diz respeito à execução e conclusão da segunda etapa do referido projeto, que compreende 5.299 ha, estimado em R$ 180 milhões pelo DNOCS, e está incluído na segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC II), do Governo Federal.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias