Connect with us

Tocantins

PARÁ: Governo entrega novo parque radioterápico do hospital Ophir Loyola

Publicado

em

A governadora Ana Júlia Carepa entrega à população do Pará nesta terça-feira, 20, às 10 horas, o mais moderno Parque Radioterápico do Norte/Nordeste e um dos mais bem equipados do país. O novo serviço funciona no Hospital Ophir Loyola, referência em oncologia. Com investimentos de cerca de R$ 9 milhões do governo do estado, além do parque, o hospital também vai inaugurar a Divisão de Medicina Nuclear. Este é o maior incremento que o setor já recebeu em toda a sua história.

Para modernizar o Parque Tecnológico de Radioterapia e ampliar a oferta de procedimentos e serviços oferecidos à comunidade, serão entregues novas tecnologias como um tomógrafo simulador, uma braquiterapia e um acelerador linear (Varian 2100 C), que vão melhorar intensamente a qualidade de atendimento ao cidadão. A entrega destes serviços no HOL representa um avanço histórico para o tratamento do câncer no Pará. Com estes equipamentos de última geração, o Ophir Loyola terá capacidade para atender entre 250 e 300 pacientes por dia. Isso representa o fim das filas para o tratamento de radioterapia no estado.

“Estes novos serviços consolidam o Ophir Loyola como centro de excelência em oncologia, com a mais alta tecnologia para diagnóstico e tratamento dos pacientes da rede pública”, afirma o diretor geral do HOL, Paulo Soares.

Todos os novos equipamentos são importados e já passaram pela adequação das normas exigidas pela Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN). No total, com a inauguração, em um espaço de 1.650 metros quadrados, o HOL vai contar com três aceleradores, um cobalto, uma braquiterapia nova e dois simuladores.

Definido pelo Ministério da Saúde como o único Centro de Alta Complexidade em Oncologia da região Norte, o Hospital Ophir Loyola, prestes a completar 100 anos, está agora preparado para o futuro oferecendo qualidade máxima em serviços.

Para atender a grande demanda de pacientes que, sempre contrasta com a carência de médicos e demais profissionais da área de oncologia que necessitam ter alta qualificação, o hospital contava com apenas três radioterapeutas e, hoje, vive uma nova realidade. O Governo do Estado contratou mais quatro médicos da área. Agora, com um total de sete radioterapeutas, o hospital está superando metas e a média atual de atendimentos, no momento, tem sido de 115 pacientes novos por semana além dos que já estão em tratamento.

Atendendo 100% SUS, o HOL oferece assistência digna, especializada e integral aos pacientes na área de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer. Antes mesmo do Ophir Loyola inaugurar o parque radioterápico, o hospital já havia normalizado o atendimento de pacientes em radioterapia e segue convocando de forma inédita os pacientes da capital e interior do estado para a antecipação de consultas.

O funcionamento da Divisão de Medicina Nuclear, representou um investimento de mais de R$ 1,6 milhão para o governo. O novo serviço vai funcionar com equipamentos ultramodernos como o Gama Câmara e também vai se igualar a estrutura de grandes centros de excelência do Brasil para diagnóstico e tratamento de tumores malignos e outras doenças.

O serviço de medicina nuclear utiliza substâncias radioativas de vida curta onde, neste tipo de tratamento, a radiação temporária entra em contato direto com o paciente, através de injeções, ingestão ou inalação para detecção precoce de doenças. O serviço terá capacidade de realizar 50 tipos de exames como as cintilografias nas suas várias modalidades.

No espaço físico, serão oito salas em 180m² incluindo a sala para consultas, exame e laboratório. Segundo Andréa Gama, médica especialista em medicina nuclear, todos os serviços e estrutura atendem ao padrão exigido pela CNEN. A Divisão de Medicina Nuclear vai fechar o círculo de serviços no tratamento do câncer.

Na área da radioterapia e na Divisão de Medicina Nuclear foram colocados adesivos em várias paredes e aplicadas pinturas no teto com motivos regionais para humanizar o ambiente e oferecer tranquilidade e conforto aos pacientes que passam pelos procedimentos.

Com a entrega do novo Parque de Radioterapia do Ophir Loyola, depois de mais de uma década sem receber recursos, o governo do estado investiu, além da aquisição de tecnologia de ponta, na reforma e ampliação de obras e nos insumos para o funcionamento dos serviços – de acordo com a Política Nacional de Atenção Oncológica (PNAO) e o Plano Estadual de Atenção Oncológica, no compromisso e na garantia da assistência oncológica aos usuários do SUS e, já considerando as necessidades atuais e futuras da população.

Radioterapia

A Radioterapia é uma ferramenta no tratamento do câncer. O uso de radiações visa destruir ou diminuir o crescimento de células com comportamento anormal no organismo. Os raios do acelerador linear são direcionados para o corpo do paciente e atingem o tumor. O acelerador Varian possui duas energias de fótons (único do Norte) e cinco de energias de elétrons. Já na técnica da braquiterapia, o material radioativo é colocado no interior do paciente, diretamente na área que será tratada. A nova braquiterapia incorpora as mais recentes tecnologias em modalidades terapêuticas de alta dose de radiação de contato.

Para a simulação de procedimentos radioterápicos, o novo tomógrafo simulador, da marca GE, possui 16 canais que permitem maior qualidade de imagem e definição, maior velocidade de varredura e menor exposição à radiação. Este equipamento de ponta é um dos únicos existentes no país e o único nas regiões Norte/ Nordeste e Centro-Oeste.

Foi adquirido ainda um Sistema de planejamento tridimensional (3D) em radioterapia, que possibilita tratamentos mais precisos, com mais qualidade e ferramentas compatíveis com fusão de imagens (CT Simulador + Ressonância) e com suporte para I.M.R.T (Radioterapia modulada). Posteriormente, terá suporte também para radiocirurgia no novo Acelerador Linear 2100 VARIAN.

Para a proteção radiológica, foi instalado um verdadeiro bunker (local especifico de concreto armado para abrigar o equipamento). Na obra que envolveu o acelerador, foi necessária uma blindagem específica das paredes onde foram utilizados em média 750 m3 de concreto.

Esta quantidade de concreto corresponde ao equivalente no que se gasta, por exemplo, em um prédio de 10 andares com 3 apartamentos por andar, somando 320 m². Para as obras da Medicina Nuclear e do tomógrafo simulador, foram utilizadas ainda paredes de alvenaria revestidas de argamassa baritada, tudo em conformidade com as normas da CNEM. (Diane Maués Casanova)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
1 Comment

Tocantins

Dia Mundial da Higienização das Mãos: BRK Ambiental reforça a importância de lavar as mãos corretamente

Publicado

em

Instituído em 2009 pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o dia Mundial de Higienização das Mãos foi comemorado nesta quarta-feira, 05 de maio, e neste momento de enfrentamento do Coronavírus, a medida é considerada uma das mais eficazes para combater a doença.

O uso de máscara e a correta higienização das mãos são as práticas mais eficazes para combater, reduzir e prevenir o contágio da doença. A BRK Ambiental, concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto no Tocantins reforça a importância da higienização, que deve ser frequente e realizada com sabonete e água ou com álcool em gel a 70%. 


Mesmo sendo simples, a lavagem das mãos necessita de atenção para que seja realizada da forma correta para eliminar todas as sujeiras e germes. Confira o passo a passo para a higienização adequada:

– Retire todos os adornos (relógios, pulseiras e anéis) para facilitar a higienização;

– Abra a torneira somente para molhar as mãos, feche-a na sequência e espalhe o sabonete por toda a superfície até o meio do antebraço;

– Esfregue a espuma nas palmas das mãos friccionando-as entre si, entrelace os dedos e esfregue também os espaços entre eles, assim como as costas das mãos e unhas;

– Faça uma conchinha com as mãos e friccione as polpas digitais e unhas de uma mão contra a palma da mão oposta, fazendo movimento circular;

– Reabra a torneira e enxágue as mãos em água abundante, evitando contato direto com a torneira;

– Por fim, enxugue as mãos com um pano limpo ou toalha de uso individual, ou toalha descartável.

Para eliminar qualquer vestígio do vírus das mãos a OMS orienta que o ritual completo dure de 40 a 60 segundos.

“Além da prevenção contra o Coronavírus, o simples ato de lavar as mãos é eficaz e evita a contaminação de outras doenças como as gripes causadas pelo vírus influenza, os resfriados, as conjuntivites, tanto bacterianas quanto virais, e doenças gastrointestinais como diarreias e parasitoses”, informa Eduardo Godinho médico responsável pela área de Saúde da BRK Ambiental.

Se existe algo que é fundamental nos cuidados com a saúde, é o ato de lavar as mãos, portanto priorize essa prática.

Continue lendo

Tocantins

Tocantins solicita autorização do Ministério da Saúde para vacinar profissionais da Educação

Publicado

em

Nesta quarta-feira, 5, o governador do Tocantins, Mauro Carlesse, encaminhou ofício direcionado ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, solicitando a autorização do órgão para que esses profissionais sejam vacinados, assegurando um ambiente mais seguro para o retorno das aulas presenciais no Estado.

“O secretário da Saúde, Edgar Tollini, vai amanhã à Brasília para entregar pessoalmente este ofício e iniciar as tratativas com o Ministério, para ver a possibilidade de fazer o mesmo que foi feito com as forças de segurança. Está passando da hora de vacinar os nossos professores e todos os profissionais da Educação. A vacinação é fundamental para o retorno das aulas”, destacou o Governador.

“Amanhã mesmo estarei em Brasília para discutir e saber como isso pode ser feito da melhor forma e da maneira mais rápida possível, com a anuência do Ministério da Saúde e dentro do Plano Nacional de Imunização”, complementou o secretário de Estado da Saúde, Edgar Tolini, informando que, especificamente, esse público-alvo é composto por 23 mil profissionais da educação básica e 7 mil do ensino superior, ou seja, em torno de 30 mil trabalhadores que compõem as redes de Educação em todo o Estado.

A secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), Adriana Aguiar, agradeceu pelo empenho do Governador em viabilizar a imunização da categoria. “Fico muito contente com a decisão e determinação do Governador Carlesse e o empenho do secretário Edgar Tollini, considerando que este foi o primeiro pilar anunciado pelo Governo na retomada das aulas ainda no ano passado, embora de forma não presencial. Para o retorno presencial, o Governador determinou que sejam vacinados não só os docentes, mas todos os profissionais que atuam dentro das nossas unidades escolares”, ressaltou.

“Estamos fazendo todo o esforço possível para vacinar não só os profissionais da Educação e sim toda a população do Estado. Mas agora, no momento, eu vejo como necessidade, vacinar esses profissionais. É um pedido que eu faço ao secretário e ao ministro da Saúde, que a gente consiga vacinar todos os nossos professores e profissionais envolvidos na Educação, o quanto antes”, concluiu o Governador. (Vania Machado)

Continue lendo

Tocantins

No interior do Tocantins, homem fazia da casa da avó, esconderijo de drogas

Publicado

em

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 78ª Delegacia de Aparecida do Rio Negro deflagrou, na manhã desta quarta-feira, 05, a operação “Drug War”. A ação resultou na prisão de um homem de 36 anos, suspeito por tráfico de drogas e na apreensão de grande quantidade de maconha na cidade.

Comandada pelo delegado-chefe da 78ª DP, Fabricio Piassi e com apoio da 70ª e 71ª Delegacias de Porto Nacional e da 1ª Delegacia de Palmas, a operação teve por objetivo dar cumprimento a dois mandados de busca e apreensão em residências pertencentes à avó e também a mãe do investigado, locais onde ele estaria escondendo porções de drogas, em Aparecida.

 Segundo apontaram as investigações da Polícia Civil, o suspeito estaria vendendo drogas no município e guardava o material, em sua residência e na de sua avó, sendo que os entorpecentes estavam enterrados nas proximidades das duas casas. Com o aprofundamento da ação, os investigadores descobriram que o suspeito pegava pouca quantidade de drogas em seu esconderijo, para tentar se passar por usuário e não traficante, no caso de uma abordagem policial.

Na casa da avó do homem, os policiais encontraram uma bucha de maconha em um dos quartos, que seria de um primo do suspeito, de 22 anos, além de mais 19 buchas de maconha e uma de crack, as quais estavam escondidas no quintal sob alguns escombros. Já na residência do suspeito, os agentes localizaram a quantia de R$605,00 em dinheiro, além de seis tabletes de substância análoga à maconha, que estavam enterradas dentro de um balde em um matagal que fica cerca de 100 metros atrás de sua casa.

O primo do suspeito foi autuado pela prática do delito de uso de drogas, previsto no art. 28 da Lei nº 11.343/06, e o suspeito preso em flagrante por tráfico de drogas, previsto no art. 33, caput, da Lei nº 11.343/06.

Após passar por exame de lesão corporal, o homem foi encaminhado a Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP). “A unidade policial de Aparecida do Rio Negro tem intensificado as investigações e o combate ao tráfico de drogas, novas operações podem ocorrer a qualquer momento”, destacou o delegado.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze