Connect with us

Pará

PARÁ: Governo, indústria e feirantes definem preços de quatro tipos de peixe

Publicado

em

Em uma reunião coordenada pela Secretaria de Estado de Pesca e Aquicultura (Sepaq), da qual participaram representantes do Sindicato da Indústria da Pesca e Aquicultura do Pará e Amapá (Sinpesca), setores da indústria e associações de feirantes, foi definido na tarde desta quarta-feira, 3, o preço do pescado a ser comercializado nas Feiras do Peixe Vivo e do Peixe Popular, visando o abastecimento para a Semana Santa. As espécies piramutaba e bagre serão vendidas a R$ 3,00 o quilo. Já o preço da pescada branca e da dourada não ultrapassará R$ 4,50 o kg.

Serão colocadas à venda 530 toneladas de pescado, de 31 de março e 1º de abril, data da realização das Feiras do Peixe Vivo e do Peixe Popular em 11 pontos de comercialização na capital e em mais 50 municípios. Os preços das outras espécies serão definidos nesta quinta-feira, 4.

O secretário-Adjunto da Sepaq, Constantino Alcântara, explicou como é possível garantir esses preços numa época em que o consumo aumenta e a tendência é a elevação dos preços. “Espécies como a piramutada e o bagre têm baixo valor comercial para a exportação, por isso podem ser vendidas no mercado interno a valores bem abaixo dos praticados normalmente. Outro fator significativo é o pacto que firmamos com a indústria pesqueira e os produtores, que repassam o pescado a preços de custo para as associações comercializarem nas Feiras do Peixe Vivo e do Peixe Popular”, esclareceu Alcântara. Ele afirmou ainda que as associações de feirantes abrem mão de parte do lucro para garantir o pescado a preços acessíveis nesta época do ano.

O presidente da Associação dos Feirantes de Belém, Dinho de Oliveira, reconhece o caráter social das feiras organizadas há cinco anos pelo governo do Estado, sob a coordenação da Sepaq. “O importante, nesse caso, não é apenas o nosso lucro, mas garantir peixe barato e de qualidade para a população”, disse ele.

Organização

O representante do Sinpesca, Francisco de Paula Batista Neto, reconheceu que desde que a Sepaq passou a organizar as feiras todo o processo melhorou muito. “Há alguns anos tentei vender pescado no Mangueirão (área externa do estádio Mangueirão) e saí de lá debaixo de protestos da população. Fiz tudo sozinho. Foi muito difícil. Hoje, fóruns como este que a Sepaq organiza fazem tudo ficar mais fácil. Ganhamos nós e ganha a população”, destacou.

Ainda nesta semana a Sepaq divulgará, em uma ampla campanha na mídia regional, os pontos onde serão realizadas as feiras do Peixe Popular e do Peixe Vivo. Serão divulgadas também informações sobre a importância do consumo de pescado para a saúde.

Em breve, deverá ser publicado o decreto que proíbe a saída do pescado do Estado no período de 18 de março a 1º de abril. “O principal objetivo da governadora Ana Júlia Carepa ao editar este decreto é garantir que os paraenses tenham peixe farto na mesa”, concluiu Alcântara.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Governo conclui os últimos quilômetros da construção e pavimentação da PA-252 importante via de acesso a região de Carajás

Publicado

em

Importante rota de escoamento da produção paraense, a PA-252, no nordeste estadual, será totalmente asfaltada. A obra está dividida em dois lotes. O primeiro, sai da Perna- Sul à Vila de Castanhandeua, no Acará, e está com mais de 70% dos serviços concluídos, como terraplanagem, sub-base, base e pavimento asfáltico. No segundo lote, que sai de Moju, o trabalho de terraplenagem está quase cem por cento concluído, assim com a base, sub-base a asfaltamento, que têm 80% prontos.

“A construção e pavimentação da rodovia PA-252 é mais uma das obras do Governo do Pará, que garantem infraestrutura de transportes e logística seguras para o Estado, e também geram emprego e renda para a comunidade local ”, destaca o titular da Secretaria de Estado de Transportes (Setran), Adler Silveira.

Atualmente as frentes de trabalho nos dois trechos em obra da PA-252 geram cerca de 400 empregos diretos.

A PA-252, é uma via alternativa para quem acessa as regiões sul e sudeste do Pará, e tem seu início no porto da cidade de Abaetetuba e chega à PA-483, a Alça Viária, no município do Acará. No percurso, ela intercepta as rodovias PA-151, PA-475, PA-140, PA-127, BR-010, PA-124 e a PA-108.

Nessa empreitada, dos 76 Km de extensão da PA-252, são asfaltados 63 Km de rodovia. Os 13 restantes já estão pavimentados, mas receberão reforço com nova camada de asfalto.

Além da Perna Leste, o Governo do Estado executa obras de reconstrução da PA-140 e há ainda a manutenção preventiva e rotineira da malha rodoviária do 7° Núcleo, que abrange as PA-125, PA-127, PA-140, PA-252, PA-256, PA-253, PA-451 e PA-466.

A Setran tem ainda em fase de licitação a construção e pavimentação de 150 Km da PA-256. O edital está disponível no Diário Oficial do Estado (DOE) e no site oficial da Setran. O serviço é um dos maiores investimentos na infraestrutura rodoviária do Estado, que também irá construir 18 pontes de concreto na via, garantindo o desenvolvimento através da malha rodoviária segura e integrada por todo o Pará. (Kátia Aguiar)

Continue lendo

Pará

Detran vai intensificar fiscalização durante o feriado de Finados no Pará

Publicado

em

O Departamento de Trânsito do Estado (Detran) vai reforçar a equipe de fiscalização durante o fim de semana prolongado do feriado do Dia de Finados. A ação inicia nesta quinta-feira (29) e segue até o dia 03 de novembro. Nesse período, a Operação Finados terá como foco a prevenção, educação, fiscalização de trânsito e tráfego. Além de intensificar o trabalho de prevenção a acidentes. Este ano a Operação Finados vai fiscalizar as restrições de circulação de veículos de carga nos horários de 7h às 10h e 17h às 21h, entre os KM 17 e 18 da-BR 316.

Além da BR, na saída de Belém, a operação também acontece nos municípios de Marituba (Alça Viária), Santa Bárbara (Mosqueiro), Altamira, Castanhal, Breves, Itaituba, Marabá, Paragominas, Santarém, Tucuruí, Conceição do Araguaia, Tome-Açú, Marapanim, São João do Araguaia, Brejo Grande do Araguaia, Palestina do Pará, Salinópolis, Bragança, Soure e Salvaterra. Ao todo, 219 agentes de fiscalização de trânsito atuarão nas estradas durante os seis dias da operação. A ação em Santa Bárbara e Benevides contará com equipes no posto de fiscalização na rodovia PA-391 em serviço de 24 horas. Já na Alça Viária a concentração será no posto de pesagem, no KM 14 da rodovia.

Nas vias de acesso aos municípios, além de coibir possíveis infrações, as equipes do Detran vão fiscalizar o consumo de bebida alcoólica de forma rotineira e por amostragem. “Nosso trabalho vai se concentrar na prevenção, de forma a manter a organização e fluidez do trânsito para garantir a segurança viária aos usuários da via, almejando o direito de ir e vir sem ocorrências de acidentes”, explica o diretor técnico-operacional do Detran, Bento Gouveia.

Continue lendo

Pará

MP Eleitoral pede à PF que investigue casos de violência contra candidatos Parauapebas, Dom Eliseu e Belém

Publicado

em

O Ministério Público Eleitoral enviou ofício à superintendência da Polícia Federal para que faça investigações preliminares sobre casos de violência contra candidatos nas eleições municipais no Pará.

O ofício cita o assassinato de um candidato a prefeito em Dom Eliseu, o atentado a tiros contra um candidato a prefeito em Parauapebas, ambos municípios no sudeste do estado. Cita também o alvejamento a tiros da casa de uma candidata a vice-prefeita na capital paraense.

O candidato a prefeito Adriano Souza Magalhães, do Solidariedade, foi assassinado a tiros quando jantava em um restaurante no centro de Dom Eliseu, no dia 7 de outubro.

No dia 15 de outubro, o candidato a prefeito de Parauapebas pelo PRTB, Júlio César, voltava de uma reunião na zona rural do município quando teve o carro abordado por um veículo com três homens encapuzados que atiraram e atingiram o político no peito. Ele sobreviveu.

Na madrugada do último dia 23, a casa de Patrícia Queiroz (PSC), candidata a vice-prefeita de Belém na chapa de José Priante (PMDB), também foi alvejada a tiros.

Os três casos são investigados pela Polícia Civil do Pará e até o momento nenhuma prisão foi efetuada. Os investigadores ainda não confirmaram se os atentados têm relação com as eleições de 2020.

O pedido do MP Eleitoral à PF é para que sejam feitas investigações preliminares no intuito de desvendar se há, de fato, relação dos casos de violência contra os candidatos e as disputas políticas municipais. E também para que acompanhe as investigações criminais realizadas pelas demais autoridades públicas.

Continue lendo
publicidade Bronze