Connect with us

Pará

PARÁ: Governo reforma escola de Marabá

Publicado

em

A escola estadual Plínio Pinheiro, de ensino médio, está passando por uma reforma completa após 40 anos de fundação. Os novos espaços vão garantir mais conforto, segurança e melhoria do aprendizado. A velha quadra de esportes vai ganhar cobertura, iluminação, além das demarcações apropriadas para a prática de várias modalidades esportivas, além de atividades culturais como gincanas, torneios de dança e as aulas de educação física.

A reforma também prevê a redução na quantidade de salas de aulas abrindo espaço para arquivo de documento, auditório e dois laboratórios de ciências físicas e biológicas e de informática. A escola Plínio Pinheiro é considerada modelo na cidade de Marabá e por lá já passaram alguns nomes ilustres do município como a da deputada Bernadete Ten Caten e do delegado Miguel Cunha, diretor de polícia do interior.

Na manhã da última sexta-feira, 18, o assessor especial da Secretaria de Integração Regional (Seir de Marabá), Sebastião Ferreira Neto, o “Ferreirinha”, como é mais conhecido, visitou o local para acompanhar o andamento da obra. Segundo ele, a escola necessitava urgentemente da reforma, “mas que só agora, na administração da governadora Ana Júlia Carepa, está se tornando realidade”, disse. Ainda durante a visita, o assessor destacou a realização de concurso público para 16 mil professores na região sul do estado e a entrega dos kits escolares; o que garantiu maior suporte ao desempenho das atividades escolares.

A escola Plínio Pinheiro, localizada no núcleo da Marabá Pioneira, atende 1.516 alunos nas três séries do ensino médio. Segundo professor José de Souza Júnior, vice-diretor do turno da manhã da escola, a reforma deve-se também à organização da área administrativa, que durante o ano 2009 trabalhou novos projetos pedagógicos sob a orientação do professor Wanderlei Lopes Barros. Outros bons fatores foram a criação do Conselho Escolar e a realização das eleições diretas para escolha do corpo direcional. A organização também rendeu a entrega dos kits escolares e dos uniformes aos estudantes. “E em 2010 nossos alunos devem ser beneficiados com a merenda escolar”, garante.

A partir da reforma, a administração planeja abrir a escola para atividades da comunidade de Marabá, assim como criar um arquivo moderno com a informatização dos documentos de alunos e ex-alunos. Em 2010, porém, a escola deverá reduzir o quadro de 1.516 para 1.200 estudantes, conforme determinação da Secretaria Estadual de Educação do Pará, que por sua vez, quer padronizar e melhorar ensino médio com escolas de menor porte. Isso deve garantir maior assistência e atenção especial aos alunos.

Violência – E para manter os estudantes longe dos riscos de uso e drogas e violência, a escola Plínio Pinheiro trabalha projetos educativos variados que envolvem tanto a atenção dos alunos quanto a participação dos pais e responsáveis. “Temos um bom relacionamento com todos e graças a este trabalho não temos registros de situações envolvendo nossos alunos com uso de drogas ou práticas de violência dentro e fora da escola”, comemora o professor José Souza, também ex-aluno da escola.

Vinte e cinco operários trabalham em ritmo acelerado no local. A ideia é aproveitar o período das férias escolares para concluir a obra. Os estudantes que concluíram o ensino médio este ano vão levar a saudade dos colegas e dos professores. “Para quem ficar será muito diferente. Espero que todos saibam aproveitar o que escola vai oferecer futuramente”, disse a estudante Brenda Reis, que agora vai se preparar para enfrentar o vestibular. Ela ainda está em dúvida entre os cursos de Enfermagem e Direito.

Além da escola Plínio Pinheiro, o governo Ana Júlia está promovendo a reforma física na escola Valquisia Viana, no centro de Marabá. Já no bairro de Morada Nova, periferia da cidade, o governo reconstruiu e já entregou a escola Gabriel Pimenta, que estava completamente abandonada havia cinco anos. “Isso é a marca de um governo comprometido com a qualidade da educação”, destaca José Ferreira, da Seir, em Marabá. (Selma Amaral)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

PARAUAPEBAS: Jacaré tenta invadir igreja

Publicado

em

Na manhã desta terça-feira, 26, um fato inusitado foi registrado por moradores da cidade de Parauapebas, um dos principais municípios da região de Carajás, no estado do Pará. Com as fortes chuvas que começaram a cair, ainda durante a madrugada, provocando alagamentos em diversas partes, um jacaré acabou chegando a uma via pública no bairro Cidade Nova e tentou subir uma escada na calçada de uma igreja evangélica.

A cidade de Parauapebas, está entranhada no meio da Floresta Nacional de Carajás, componente da Floresta Amazônica, e banhada por diversos rios e igarapés. Não é incomum, aos arredores da cidade, moradores encontrarem animais dessa natureza ou até mesmo onças.

Continue lendo

Pará

XINGUARA: EMATER fortalecerá piscicultura e fruticultura entre famílias do Projeto Casulo

Publicado

em

Cento e cinquenta famílias que integram a Associação Casulo, em Xinguara, sul do estado, serão assistidas com a inserção de novas atividades produtivas dentro do Programa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Proater), instrumento de gestão da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater-PA). O trabalho inclui estratégias de fortalecimento das cadeias de produção já existentes, como a fruticultura e a piscicultura.

Na sexta-feira (22), a propriedade rural da presidente da associação, Rosima da Rocha, recebeu a visita do técnico do escritório local, Eloelde Lima; do supervisor regional de Conceição do Araguaia, Leandro Santos; e da presidente da Emater, Lana Reis. Como encaminhamento, foi determinado a execução de um novo diagnóstico na área coletiva, visando a um plano de desenvolvimento de ações.

“Nosso trabalho de assistência técnica e extensão rural é contínuo, indo de acordo com as demandas do nosso público atendido em todos os 144 municípios paraenses para o fortalecimento da produção da agricultura familiar em todo o estado”, afirmou a presidente da Emater, Lana Reis.

A comunidade já contou com o assessoramento dos técnicos da Emater local para obtenção de financiamento via linha A, do Programa Nacional de Fortalecimento a Agricultura Familiar (Pronaf).

“Essa assistência da Emater é muito importante para nós,  pois recebemos orientação de como melhorar nossa produção, para nossas famílias acessarem as políticas públicas, para todo mundo crescer”, disse Rosima.

O supervisor regional da Emater em Conceição do Araguaia, Leandro Santos, disse que o trabalho na comunidade é feito há mais de 15 anos. “Com essas ações se busca trazer melhoria de vida para as pessoas que ali residem através da geração de emprego e renda”.

Através do Proater são desenvolvidas as ações de assistência técnica e extensão rural junto aos produtores familiares rurais, visando à produção sustentável, agregação de valor, geração de renda, organização social, diversificação agropecuária, inclusão social e manejo sustentável dos recursos naturais. (Paula Portilho) 

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Unidade integrada em São Félix vai garantir mais segurança pública ao município

Publicado

em

O governador Helder Barbalho inspecionou as obras da Unidade Integrada de Segurança do núcleo urbano de São Félix, em Marabá, nesta segunda-feira (25). Com um investimento de quase R$ 5 milhões, fruto de uma cooperação técnica com a empresa Vale, os trabalhos devem ser concluídos até abril de 2022. 

“Estamos iniciando hoje as obras do complexo de Segurança Pública na região que inclui São Félix, Morada Nova, os municípios que estão do outro lado do Tocantins, podendo, com isso, ter uma maior presença dos órgãos de segurança, a Polícia Militar, Polícia Civil, Departamento de Trânsito, Centro de Perícias e todo o Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, portando um conjunto de serviços de segurança para garantir paz para a população”, destacou o governador.

No local que abrigaria o centro de perícias, cujas obras ficaram inacabadas, serão instaladas estruturas da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), além da unidade básica de saúde do Comando de Policiamento Regional (CPR II), onde será feito atendimento médico, odontológico, psicológico e farmacêutico. 

O governador enfatizou o compromisso em oferecer segurança para acompanhar o crescimento do município. “Já vivemos a experiência em que a audácia da criminalidade chegou a fechar as pontes do município, deixando a situação em quase estado de sítio. E com a atuação deste complexo em São Félix representa ter uma estrutura dos órgãos de segurança do outro lado do rio Tocantins, permitindo que a comunidade possa ser assistida”, destacou Helder, durante discurso. (Dayane Baía)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze