- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quinta-feira, 19 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

PARÁ: Hospital do Baixo Amazonas terá 27 máquinas para hemodiálise

Mais Lidas

O governador Simão Jatene inaugura nesta quarta-feira (22), às 16h, no município de Santarém, a ampliação do Serviço de Terapia Renal Substitutiva (Hemodiálise) do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), que passará de 12 para 27 máquinas disponíveis ao tratamento de pacientes renais.

A instalação de mais 15 máquinas representa uma etapa importante do Plano Estadual de Nefrologia, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). O evento contará com a presença do secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, e do coordenador dos Hospitais Regionais, Arthur Lobo.

Quanto aos Hospitais Regionais gerenciados por Organizações Sociais, só falta concluir a ampliação do Hospital Regional da Transamazônica, em Altamira, que passará de sete para 16 máquinas ainda neste semestre. No município de Bragança, desde o dia 13 de junho está funcionando o Serviço de Terapia Renal Substitutiva do Hospital Santo Antonio Maria Zaccaria, com 10 máquinas, beneficiando pacientes do nordeste paraense.

Em Belém, está em andamento a construção da Unidade Satélite de Hemodiálise do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, que funcionará na Praça Batista Campos, com 34 máquinas, e a implantação do Serviço de Hemodiálise Pediátrica, com 10 máquinas, na Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará.

Redução

Será viabilizada, ainda, a contratação de um novo serviço para o município de Ananindeua, com 20 máquinas. Ao todo, a rede estadual de saúde terá disponíveis para a população 107 novas máquinas. Com esse aumento de vagas nos serviços, a Sespa está diminuindo a fila de pacientes renais crônicos que esperam por tratamento.

No início do atual governo, o Pará dispunha de 272 máquinas, para atender 1.522 renais crônicos, por meio de 16 serviços instalados nos municípios de Altamira, Ananindeua, Belém, Castanhal, Marabá, Santarém, Redenção e Marituba. Havia um déficit de 212 máquinas, obrigando 273 pacientes a aguardarem na fila de espera. Com a expansão, o Estado terá 20 serviços, 379 máquinas e capacidade instalada para atender 642 pacientes.

A Sespa também trabalha na elaboração de um Protocolo Médico destinado ao controle de pacientes hipertensos e diabéticos, para evitar que se tornem renais crônicos, uma vez que a hipertensão arterial e o diabetes são os principais fatores de risco da doença renal crônica.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias