- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 07 / agosto / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

PARÁ: Indústria de transformação fecha 2009 em queda no número de empregos

Mais Lidas

O setor da indústria de transformação foi uma das exceções na economia paraense em 2009. A atividade, mesmo com altas registradas nos últimos meses, fechou o ano com saldo negativo de postos de trabalho. A constatação é do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos).

Alta

Em novembro, pelo quinto mês consecutivo, o saldo de empregos formais no comparativo entre admitidos e desligados no setor foi positivo. Foram realizadas em todo o Pará 3.229 contratações contra 3.080 desligamentos, gerando um saldo positivo de 149 postos de trabalho, com crescimento de 0,16%. No mesmo período de 2008, o Estado apresentou saldo negativo de empregos. Foram realizadas 43.060 contratações contra 4.993 desligamentos, gerando um saldo negativo de 1.933 postos de trabalho.

Segundo o Dieese, quase todos os Estados que compõem a região Norte apresentaram crescimento no mês. A exceção ficou por conta de Rondônia e Acre, que apresentaram queda de empregos formais. No mês de novembro, o Estado do Amapá foi o que apresentou o melhor desempenho na geração de empregos, com um crescimento de 0,74% e um saldo positivo de 25 postos de trabalho; seguido do Tocantins, com um crescimento de 0,51% e um saldo positivo de 68 postos de trabalho; Roraima, com crescimento de 0,34% e um saldo positivo de 8 postos de trabalho.

Em seguida estão: Amazonas, com acréscimo de 0,24% e saldo positivo de 255 postos de trabalho e o Pará, com alta de 0,16% e um saldo positivo de 149 postos de trabalho. Na outra ponta, o Estado que mais perdeu postos de trabalhos foi Rondôniam com um saldo negativo de 374 postos de trabalho e um decréscimo de 1,11%, e o Estado do Acre, com a perda de 64 postos de trabalho e também um decréscimo no emprego formal de 1,11%.

No período, foram feitas em toda a região 8.742 contratações contra 8.675 desligamentos no setor, gerando um saldo positivo de 67 postos de trabalho e um crescimento de 0,03%. 

2009

Mas de janeiro a novembro, o cenário é o inverso. Mesmo com saldos positivos obtidos nos últimos cinco meses, o balanço efetuado pelo Dieese mostra queda no número de empregos formais, com decréscimo de 0,57% nos primeiros onze meses do ano.

Em 2009, foram feitas no setor, em todo o Pará, 37.005 admissões contra 37.527 desligamentos, gerando um saldo negativo de 522 postos de trabalho formais. No mesmo período de 2008, o saldo do emprego formal também foi negativo no setor, mas com uma perda bem maior de postos de trabalho. Naquela oportunidade foram feitas 44.782 admissões contra 46.952 desligamentos, gerando um saldo negativo de 2.170 postos de trabalho. (Portal ORM)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias