- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 17 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

PARÁ: Judiciário receberá caderno com dossiê sobre Jader Barbalho

Mais Lidas

O caderno apresentando a ficha corrida de Jader Barbalho (PMDB), publicado na edição deste domingo, 22, de O LIBERAL, será entregue a todos os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que poderão analisar as tentativas jurídicas do peemedebista para retornar ao Senado Federal. A entrega de cópias do caderno será feita pela senadora Marinor Brito (PSOL-PA), conforme ela anunciou ontem. O caderno apresenta a lista de processos contra ele dele – que, há 25 anos, desviou R$ 10 milhões do cofre estadual para sua conta e de seus familiares. Marinor também pedirá que o caderno fique registrado como lido no Senado. A socialista ocupa a cadeira que foi negada pelo STF a Jader, por impedimento previsto na Lei Ficha Limpa.

‘O jornal conseguiu sintetizar o histórico de processos judiciais que já foram enunciados pelo procurador Geral da República, Roberto Gurgel, quando ele manteve a posição dele no Supremo Tribunal Federal, que rejeitou o recurso do Jader para assumir no Senado. O Gurgel usou todo o arsenal que a imprensa nacional já tinha publicado, até de jornais extintos. É lamentável que depois de tantos anos esses processos não tenham sido julgados’, disse a senadora.

Marinor Brito também pedirá uma audiência com a presidente do Tribunal de Justiça do Estado (TJE), desembargadora Raimunda do Carmo Gomes Noronha, para que os processos de Jader e de outros políticos da mesma estirpe sejam julgados com prioridade antes que os crimes prescrevam. O pedido será feito em nome do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), de outros parlamentares e de lideranças estudantis e sindicais.

A senadora também já formalizou, por escrito, um pedido de informações ao TJE sobre o andamento dos processos abertos contra deputados, senadores, governadores, prefeitos, vereadores e presidentes de partidos no Pará. ‘Também estamos cobrando uma posição da Justiça federal sobre os mais de 10 processos que o prefeito de Belém, Duciomar Costa (PTB), responde na área da saúde. ‘Não queremos ver esses processos festejarem bodas, como se fossem casamentos’.

O caderno publicado também repercutiu entre a classe política paraense. O deputado estadual Edmilson Rodrigues (PSOL-PA), afirmou que ‘é papel da imprensa divulgar os fatos reais’. Na opinião do deputado, a Justiça funciona de maneira mais efetiva quando se trata dos menos favorecidos. ‘Espero que ele (Jader) possa provar a sua inocência, ou, se forem comprovados os desvios, que ele possa pagar pelo que fez’, disse o deputado.

Repercussão

A publicação de um caderno detalhando os processos de improbidade administrativa contra Jader Barbalho (PMDB) na edição de ontem de O LIBERAL foi bastante procurado por leitores desde a tarde do último sábado, 21, quando a publicação foi para as ruas. Todos queriam lembrar o currículo do  peemedebista que foi barrado pela Lei Ficha Limpa e agora tenta assumir o cargo de senador.

O leitor Edilson Oliveira, de 45 anos, pesquisador de Bragança, disse que o caderno sobre a vida de Jader foi importante para lembrar a população sobre a verdadeira trajetória política cacique do PMDB no Pará. Para ele, a publicação incita o eleitorado a reagir contra a corrupção: ‘Da corrupção nasce a prostituta, o bandido e o menor abandonado. Temos que mudar a sociedade,

tirar esses corruptos do poder’, defendeu.

O jornaleiro Josafá Bentes, de 63 anos, disse que os consumidores amanheceram ontem procurando o jornal em maior número que o normal. Ele defendeu a publicação do caderno: ‘O Jader quer aparecer de honesto para aparecer para os outros. Ele usa de baixaria. É importante O LIBERAL mostrar o que acontece para a população saber’. Ao ler o dossiê publicado no domingo, o aposentado Francisco Pinheiro, de 81 anos, relembrou os casos de corrupção que ele acompanhou pela imprensa ao longo dos últimos 25 anos. ‘Sou uma pessoa que sempre gostou muito de ler o jornal O LIBERAL e acompanhei toda a trajetória de Jader. Creio que a história dele é um péssimo exemplo para os nosso filhos e netos’, disse.

O taxista Abelardo Santos parabenizou a iniciativa de O LIBERAL de revelar, mais uma vez, a reputação de Jader. ‘Tudo o que está escrito nas páginas do caderno é a mais pura verdade e o povo paraense sabe disso. Este homem enriqueceu ilicitamente e não representa o nosso Estado’, destacou. Os representantes da sociedade civil organizada também consideraram o ‘Dossiê Jader’ esclarecedor.

Segundo a coordenadora de política sindical do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Federal do estado do Pará (Sintsep-PA), Neide Solimões, a imprensa possui papel fundamental em revelar para a população os escândalos políticos. ‘Já está mais do que na hora de investigar e punir tudo o que Jader Barbalho fez no Pará e no Brasil inteiro. A Justiça deve ser feita, Jader tem que ser preso e devolver aos cofres públicos tudo o que tirou deles. Não podemos nos calar e aceitar que a corrupção se torne algo comum em nosso país’, avalia Neide. (O Liberal)

- Publicidade -spot_img

1 Comentário

Assinar
Notificar-me
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
linha correta

aqui na cidade de Araguatins tocantins, tem uma obra parada de uma empresa que iria criar mais de mil empregos, e esta obra nunca foi pra frente, porque nele todo dinheiro aplicado veio da extinta SUDAM, a onde o corrupto do jader barbalho ajudou desviar mais de dez milhões, povo paraense vcs merece políticos melhores, vamos dá um basta na corrupção, vamos pra ruas fazer protesto contra esses bandidos desfaçado de político, como pode um pais como o Brasil, querer um vaga na ONU, ou em outra instituição de respeito, com tanto corrupto e corrupção, e muita impunidade nesse pais, Brasilia é uma faculdade de especialização de bandido pra roubar o dinheiro publico, e não da em nada, é bandido protegendo bandido, mais vão parar todos no inferno.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias