Connect with us

Pará

PARÁ: Justiça afasta a prefeita de Bujaru por improbidade

Publicado

em

O juiz Carlos Magno Gomes de Oliveira, da Comarca de Concórdia do Pará e respondendo por Bujaru, determinou, liminarmente, o afastamento da prefeita de Bujaru, Maria Antonia da Silva Costa, do PMDB, e imediata posse do vice-prefeito José Valdir Munes Junior, do PT. A prefeita e mais 12 pessoas, incluindo seu marido, Miguel Bernardo da Costa, empresários e advogados, foram denunciados pelo Ministerio Publico, através do promotor Bruno Beckembauer Sanches Damasceno, pelo crime de improbidade administrativa. Na sua ação, o promotor alega a ocorrência “de graves ofensas aos princípios regedores da Administração Pública, grave dano ao erário municipal e possível enriquecimento ilícito” cometidas pela quadrilha que se instalou naquela prefeitura.

No seu despacho, o magistrado também determina a suspensão dos pagamentos aos advogados e escritório de advocacia dos mesmos, réus na ação, suspensão de eventuais pagamentos às empresas Orion Engenharia e Prata Engenharia, ou pagamento a qualquer um dos seus sócios, quebra do sigilo bancário e fiscal de todos os envolvidos na roubalheira, e o afastamento do presidente da comissão de licitação da prefeitura de Bujaru, José Beltrão.

“Não há duvidas quanto à legitimidade do Ministério Público para propositura da presente ação”, afirma o juiz. Ele relata que a apuração dos fatos que servem de suporte às afirmações do MP iniciou-se mediante representação destinada à apuração da contratação irregular de advogados pela Prefeitura de Bujaru, “em detrimento da existência de advogado concursado”. E que “a partir daí verificou-se não somente a contratação de advogados pela prefeitura sem licitação, como também uma seria de irregularidades nos processos licitatorios, quando existentes, para a aquisição de bens e contratação de serviços pelo município de Bujaru”.

Somente o advogado Mauro Cesar Lisboa dos Santos, que defendeu interesses da coligação política que elegeu a prefeita Maria Antonia, recebeu, em 2009, “valores que totalizam a vultosa soma de R$ 144.648,00”. Na nota de empenho nº 0901020, datada de janeiro de 2009, foi paga a quantia de R$ 35,100,00 em favor de Serique e Oliveira Advogados Associados. “Até a mente menos perspicaz verá aí uma estranha e comprometedora coincidência: um município pobre, que não tem uma causa ou assunto de singular característica, que tem advogado concursado em seus quadros, mas que gasta por ano quase duzentos mil reais, até onde ficou constatado, com pagamentos de advogados contratados sem licitação e que, coincidentemente são os mesmos advogados a defender os interesses da gestora municipal perante a Justiça Eleitoral”, afirma o juiz.

O magistrado disse, ainda, que “isso tudo ainda é apenas a ponta do iceberg”, e que pela documentação entregue pelo MP “verificou-se que todo o processo licitatório era preparado depois da contratação, tanto que os documentos apresentados sequer estão assinados, mesmo muito depois da contratação. Isso aponta claramente na direção de que os processos licitatórios acostados aos autos são meros simulacros de licitações, que efetivamente nunca existiram ou que, no mínimo, não ocorreram como determina a lei”. (O Liberal)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
1 Comment

Pará

JACUNDÁ: Jovem faz cachorro inalar fumaça de maconha e caso vai parar na Polícia

Publicado

em

Um vídeo de uma influencer digital de Jacundá, na região de Carajás, Pará, publicado nas redes sociais foi alvo de denúncias por maus tratos à polícia.

Nas imagens, a jovem aparece tragando um cigarro de maconha e expirando na boca de um cachorro, o obrigando a inalar a fumaça.

Ainda no vídeo, uma pessoa que está com a jovem pede para ela parar, avisando que seria maus-tratos, o que é crime por lei: “Não faz isso não, mano. Coitado do animal. Isso aí é maus-tratos”.


A denúncia foi parar na Superintendência Regional do Lago de Tucuruí, da Polícia Civil (PC), que informou, em nota, ter instaurado um Auto de Investigação (AI) para apurar o caso.

De acordo com a PC, informações preliminares apontam que o vídeo foi gravado há cerca de um mês, quando a investigada ainda era adolescente.

“A investigada e o amigo, dono do animal, compareceram à unidade policial para prestar esclarecimentos e aguardam a conclusão da investigação”, segundo a PC.

O crime de maus-tratos a animais é previsto no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais 9.605/98 e, com atualização, pode ser punido com pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição de guarda.

Continue lendo

Pará

Tuna bate Paysandu e se aproxima do título do Parazão 2021

Publicado

em

Deu Tuna Luso nos primeiros 90 minutos da decisão do Campeonato Paraense 2021. Em partida no Estádio do Souza, a Águia Guerreira derrotou o Paysandu por 4 a 2 e chega com boa vantagem para o jogo de volta no próximo domingo, dia 23, na Curuzu. Na primeira etapa, os laterais Léo Rosa e Alexandre Pinho marcaram os dois primeiros para a Lusa. Na volta do intervalo, Lukinha ampliou. O Papão diminuiu com Perema, de cabeça. Paulo Rangel fez valer a lei do ex e marcou o quarto dos donos da casa, mas Gabriel Barbosa diminuiu o prejuízo para os bicolores minutos depois. No segundo jogo, a Tuna pode perder por até um gol de diferença que mesmo assim fica com a taça, feito que não acontece desde 1988.


Antes da partida começar, a Tuna já tinha o melhor ataque da competição e disparou ainda mais nesse quesito hoje. A equipe cruzmaltina tem 29 gols em 13 jogos no Parazão, uma média de 2,2 por partida. Paulo Rangel, com sete gols, é o artilheiro do time, o vice da competição, atrás de Cris Maranhense, com oito. Outro destaque é o lateral-direto Léo Rosa e o meia-atacante Lukinha, que têm cinco e três gols respectivamente.

O Paysandu chegou à final com a melhor defesa do campeonato, tendo sofrido apenas sete gols. A equipe chegou a ficar sete jogos sem ter a defesa vazada. O então ponto forte do Papão não funcionou hoje e levou quatro gols da Tuna, deixando as coisas complicadas para a volta na Curuzu.

O jogo de volta da final do Campeonato Paraense 2021 está marcado para o próximo domingo, dia 23, às 17h, na Curuzu. O Papão precisa vencer por dois gols de diferença, se quiser pelos menos levar a decisão para os pênaltis, ou mais, se quiser o título no tempo normal. Já a Tuna pode perder por até um gol de diferença que mesmo assim conquistará o 11° título estadual.

Continue lendo

Pará

BREU BRANCO: Chamonzinho leva ações do Mais Saúde

Publicado

em

Neste sábado, 15, o deputado Chamonzinho (MDB), levou até Breu Branco, na região de carajás, Pará, ações do Mais Saúde, promovidas pelo Instituto Miguel Chamon, com atendimentos de saúde para fortalecer o combate à pandemia.

Chamonzinho esteve acompanhado de vereadores, vice-prefeito e prefeito da cidade, onde também visitaram a Praça São Cristóvão, que será reformada e revitalizada, através de uma emenda destinada pelo parlamentar.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze