Uma de suas principais bandeiras de atuação na Assembleia Legislativa, o funcionamento em regime de 24 horas da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (DEAM), em Palmas, significa, para a deputada Luana Ribeiro, garantia de “respeito” e “da dignidade das mulheres tocantinenses”.

A unidade será inaugurada na próxima segunda-feira, dia 21, às 17h, no Setor Santa Fé, na Capital. O anúncio foi feito pelo governo do Estado. “O funcionamento da delegacia da mulher em regime de 24 horas é uma luta que tenho feito há muitos anos. Apresentei o primeiro projeto de lei fazendo essa solicitação, e fico feliz que o Governo do Estado finalmente irá implementar, no primeiro momento, na Capital”, afirmou a parlamentar.

Além do projeto de lei, Luana Ribeiro articulou junto ao governo do Estado, por meio da Secretaria de Segurança Pública, movimentos que culminassem com a concretização da proposta. Ela ressaltou ainda sua atuação em prol da segurança pública do Estado, como destinação de emendas para estruturação de delegacias, viaturas, equipamentos e reforma de unidades.

Luana Ribeiro fez questão de ressaltar o empenho do governador Mauro Carlesse, da primeira-dama do Estado, Fernanda Carlesse, da Assembleia Legislativa, do titular da SSP, Cristiano Sampaio, e demais órgãos e instituições que ajudaram a concretizar a proposta. “É uma conquista para a sociedade tocantinense. Vamos agora, todos juntos, lutar para que mais unidades sejam implantadas no interior do Tocantins, pois é muito importante para a segurança da mulher tocantinense.”

SEGURANÇA PÚBLICA

Nesta semana, em pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, a deputada reforçou a disposição de atuar também em prol de benefícios de servidores da segurança do Estado. Ela, por exemplo, que no começo do mês de outubro apresentou o requerimento com o anteprojeto de lei que solicita ao governo do Estado a regulamentação de carreira jurídica a delegados de polícia. E que em abril deste ano aprovou no plenário pedido ao Palácio Araguaia da indenização a servidores da Polícia Civil.

Foto 1 – Luana Ribeiro: “O funcionamento da delegacia da mulher em regime de 24 horas é uma luta que tenho feito há muitos anos. Apresentei o primeiro projeto de lei fazendo essa solicitação, e fico feliz que o Governo do Estado irá implementar”

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.