Connect with us

Pará

PARÁ: Mulher é espancada e baleada por PM em Belém

Publicado

em

Qual posicionamento esperar da Polícia Militar diante do fato de o cabo Jeferson Lobato Santos, do Regimento de Policiamento Montado, ser acusado de ter agredido Renata Modesto Ferreira, de 23 anos, com um soco no rosto e depois lhe balear pelas costas, na noite da última sexta-feira, no bairro do Bengui, em Belém?

Como procedimento de praxe, o comando da Polícia divulgou quais os desdobramentos o caso irá tomar, pelo menos, no âmbito militar. A exemplo de outros episódios similares, o cabo Jeferson Santos foi, temporariamente, afastado do serviço que normalmente exercia no Regimento de Policiamento Montado e, por enquanto, desempenha atividades internas, sob o acompanhamento de uma assistente social.

Além dessa medida, o coronel Dário Teixeira, comandante-geral da Polícia Militar, anunciou ontem que um processo administrativo seria instaurado, bem como três oficiais seriam nomeados para compor o Conselho de Disciplina gerido pela Corregedoria da PM, que se encarregará de apurar a denúncia.

Durante a entrevista concedida no Comando Geral da PM, o coronel Dário Teixeira ressaltou que, caso as investigações da PM apontem a culpabilidade do cabo Jeferson, ele estará passível de punição de cunho militar.

Segundo o coronel, após o resultado da apuração, prevista para 30 dias e com possibilidade de prorrogação de mais 20 dias, compete ao Comando Geral decidir sobre a exclusão ou não do cabo Jeferson da corporação. “Com certeza, o comando não será conivente com conduta de abuso de poder”, garantiu o coronel Dário Teixeira.

Com relação à arma que o cabo Jeferson teria utilizado para efetuar os disparos contra Renata, o coronel informou que também será apurado se o policial portava o revólver irregularmente, já que ele alega que a arma lhe foi roubada.

“Caso o policial não apresente a arma, entenderemos que ela estava irregular”, comentou. O cabo Jeferson Lobato Santos está na Polícia Militar há 19 anos.

Se Lobato fosse pego com arma usada no crime, ele poderia ser preso em flagrante por porte ilegal de arma.

De acordo com quatro testemunhas, o cabo Jeferson efetuou três disparos contra Renata, sendo que um atingiu as costas dela, em frente ao Corpo de Bombeiros do bairro do Bengui. Antes disso, ele teria desferido um soco no rosto dela, que lhe quebrou os dentes, machucou a boca e o nariz. Conforme as testemunhas, o fato ocorreu na noite da última sexta-feira, minutos após Renata ter saído da padaria “Ebenezer”, localizada na rodovia Transmangueirão. Renata saiu do local discutindo com o policial, que estaria embriagado.

Depois de intensa discussão, o cabo Jeferson deu um soco no rosto da vítima e mandou ela correr. Quando ela virou de costas, o policial atirou três vezes.

Renata foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada para o Hospital Metropolitano de Urgência Emergência, em Ananindeua. Uma bala ficou alojada na coluna dorsal, por isso ela foi submetida uma cirurgia para a retirada do projétil.

Além disso, Renata passará por outra cirurgia, a fim de corrigir deformações decorrentes das agressões sofridas no rosto.

Por enquanto, Renata não consegue mover as pernas, mas segundo a assessoria de imprensa do Hospital Metropolitano, há possibilidade dela ficar paraplégica, assim como voltar a andar.

Cabo Jeferson

Na manhã do último sábado, o cabo apresentou-se na Seccional da Marambaia, onde caso foi registrado e alegou que efetuou os disparos porque Renata roubou-lhe um relógio. Primeiramente, o policial foi indiciado por lesão corporal grave, a qual responderia em liberdade.

Contudo, agora que apurado, o crime poderá configurar como tentativa de homicídio. Independente da punição que o cabo Jeferson está respondendo na Justiça Militar e na Justiça Comum, uma vez que o caso foi registrado na Polícia Civil.

Em estado de paraplegia. Joelhos e olhos machucados, boca inchada e dentes quebrados. Esta é a difícil situação enfrentada pela jovem Renata Modesto Ferreira, 23 anos. Ela ainda está internada no Hospital Metropolitano, após ter sido baleada pelo cabo Jeferson Lobato Santos, da Polícia Militar. O crime aconteceu na sexta-feira passada, na rodovia Transmangueirão, em Belém. Segundo pelo menos sete testemunhas, o cabo teria tentado assediar a garota.

“Eu não sei se ainda poderei andar, mas agradeço a Deus por estar viva e poder estar com minha família e amigos. Agora eu sei o quanto todos gostam de mim”, disse Renata.

Mesmo com a difícil situação, a jovem não perde a esperança de voltar a andar. Mas, tudo dependerá do trabalho de fisioterapia a qual ela será submetida.

“Ela sempre foi muito alegre, só vivia sorrindo e agora está nessa situação. É muito difícil”, disse uma amiga de Renata, que a acompanha no hospital, desde os primeiros dias do drama.

A amiga preferiu não ser identificada com medo de represálias do policial e de colegas dele. É ela quem tem acompanhado a garota, já que o pai, que é policial, mora no município de Curuçá, no nordeste do Pará, e a mãe já é falecida.

Segundo a senhora, ainda no sábado, um dia depois do crime, o próprio cabo Jeferson Lobato, provavelmente antes de se entregar, foi até o Hospital Metropolitano com amigos para saber da saúde da vítima.

“A gente estava lá na frente, quando dois homens chegaram e perguntaram se nós éramos parentes da moça que havia sido baleada pelo policial. Quando dissemos que sim, ele perguntou qual era o estado de saúde dela e nós dissemos que ela não corria risco de morte. No mesmo dia, quando estávamos vendo televisão, vimos que o homem que esteve aqui era o cabo Jeferson. A gente fica com medo que ele queira fazer mal a ela”, contou a senhora.

Renata é filha de policial e garante que tomará providências. “Isso não vai ficar assim”, disse a jovem, com muita dificuldade. Hoje, Renata passará por uma nova cirurgia para corrigir as fraturas na face.

19 anos

O cabo Jeferson Lobato Santos está há 19 anos na Polícia Militar. Atualmente, ele está lotado no Regimento de Policiamento Montado, conhecido também como Cavalaria. Anteriormente, o policial teve uma passagem pelo Batalhão de Choque.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Estado e prefeituras de Santa Maria das Barreiras e Santana do Araguaia vão recuperar estradas vicinais

Publicado

em

O governo do Estado do Pará e a prefeitura da cidade de Santa Maria das Barreiras assinaram nesta quarta-feira (28), dois convênios para a recuperação de estradas vicinais e para o repasse de combustível ao município. O documento foi assinado pelo governador Helder Barbalho, pelo prefeito Adriano Salomão e outras autoridades que acompanharam a cerimônia oficial, realizada em Casa de Tábuas, distrito de Santa Maria das Barreiras.

“Hoje nós estamos liberando cerca de R$ 3,6 milhões para a prefeitura de Santa Maria das Barreiras usar com combustível e recuperação de estradas. Com isso, vamos escoar a produção e, se Deus quiser, retornaremos aqui para trazer mais asfalto para as ruas de Santa Maria das Barreiras e também para Casa de Tábua”, destacou o governador.

No primeiro convênio está previsto, no total, a recuperação de  mais de 100 Km de vias. O trabalho será realizado em três trechos que ligam comunidades as principais rotas dentro do território barreirense. O objetivo é melhorar a trafegabilidade na região, garantindo assim, mais segurança para quem utiliza as estradas e para o escoamento da produção local.

“Esses grandes convênios pautados na área viária do Estado nos deixam muito felizes pelos benefícios que vão trazer”, destacou o prefeito de Santa Maria das Barreiras, Adriano Salomão.

Para quem precisa andar de moto pelas vicinais, como o estivador Claudionor Pereira da Silva, a ação para melhoria das estradas é importante. “Eu passo por esses lados todos os dias, então digo que esse serviço está melhorando muito a nossa vida. Passar por aqui, com a estrada ruim, é terrível”, destacou.

O segundo convênio assinado entre a prefeitura de Santa Maria das Barreiras e o governo do Estado será para repasse de óleo diesel, que servirá para abastecimento de equipamentos de terraplanagem e para o restabelecimento da trafegabilidade de vicinais.

Ao saber das ações realizadas pelo governo do Estado em parceria com a prefeitura municipal, dona Edinelza da Silva comemorou. “Esse trabalho está ótimo, eu acho muito bom. O serviço tá ficando maravilhoso em comparação com o que era antes”, disse a lavradora.

Durante a programação, o governador Helder Barbalho também assinou um terceiro convênio, desta vez, com a prefeitura de Santana do Araguaia. No documento consta a parceria entre Estado e município para garantir a reconstrução de vias e combustível para execução do serviço.

“Em Santana não será diferente. Nós assinamos um convênio com valor perto de R$ 600 mil para combustível. Assim, o prefeito poderá trabalhar nas estradas vicinais. Além disso, estou esperando a equipe do gestor terminar o projeto do hospital e do terminal. Na hora que terminar, nós vamos lá”, explicou o governador.

“O governador está doando combustível para Santana do Araguaia e nós vamos levar mais estradas ao nosso município”, destacou o prefeito de Santana do Araguaia, Eduardo Da Machado”.

Continue lendo

Pará

REDENÇÃO: Governo inicia a construção de 25 novas pontes

Publicado

em

Em uma iniciativa parceira do Governo do Estado com o município de Redenção, o governador Helder Barbalho autorizou, nesta quarta-feira (28), o início da construção de 25 novas pontes no município. Ao todo serão 16 nas áreas urbanas e outras nove na zona rural.

O chefe do Poder Executivo Estadual esteve no canteiro de obras de uma das pontes – localizado na avenida Marechal Rondon -, onde a estrutura de madeira existente será completamente substituída por outra erguida em cimento. O início das obras é motivo de celebração dos moradores, que de acordo com relatos, não aguentavam mais conviver com lama, poeira e alagamento. 

“Vai ajudar bastante. Primeiro, porque a realidade de hoje é de sofrimento. Esse pedaço, quando chove, fica bem lambuzado porque essa é uma rua bem movimentada. Além dos buracos perto da ponte, o local é perigoso, principalmente pela noite”, relatou o morador Cauã Silva. 

“Nós estamos executando, neste momento, mais de R$ 1 bilhão em obras de estradas, sejam manutenções, asfaltamento de rodovias e/ou conservação. Além da instalação de pontes de concreto que estão substituindo as antigas de madeira. Isso demonstra a preocupação em melhorar a nossa malha viária, garantindo trafegabilidade com segurança para as pessoas e também para o escoamento da nossa produção”, disse o governador quando firmou convênio com o município. 

Serão investidos R$ 5,8 milhões na construção de 16 pontes em concreto armado, nas vias públicas da zona urbana de Redenção. São elas: Av. João Gomes do Val; Av. José Carrion; Rua Curitiba; Av. Brasil; Av. Guilhermina C. Vaz; Av. Marechal Rondon; Av. Castelo Branco; Av. Rosa Lima de Almeida; Av. Bahia e Av. Presidente Humberto Castelo Branco. Para a área rural, serão destinados R$ 7,7 milhões para a construção de nove pontes em concreto armado, na estrada vicinal Sariema, no trecho entre a rodovia PA-287 e o Rio Arraia, divisa com o município de Santa Maria das Barreiras, na altura dos Km 2,2; 2,4; 6,9; 9,4; 23,1; 33,5; 36,2; 41,1 e 46,1.

Continue lendo

Pará

REDENÇÃO: Novo tomógrafo entra em funcionamento no Hospital Regional Público do Araguaia

Publicado

em

Nesta quarta-feira (28), o governador Helder Barbalho entregou, oficialmente, o novo aparelho de tomografia computadorizada ao Hospital Regional Público do Araguaia (HRPA), em Redenção. O novo equipamento tem capacidade para realizar até 1,2 mil exames por mês e auxiliará no atendimento dos moradores da região sudeste do Estado. 

O chefe do Poder Executivo Estadual destacou que a aquisição do novo equipamento faz parte da política de Estado para modernização dos equipamentos públicos em saúde. O investimento do Estado foi da ordem de R$ 1 milhão. 

O governador informou, ainda, que o Estado vai avançar na ampliação do HRPA. “Vamos continuar com o projeto de ampliação do Hospital Regional. Avançando também com estruturas fixas de atendimento a pacientes com Covid-19. A intenção é que possamos viabilizar com que o hospital de Redenção possa ampliar para diversas especialidades”, relatou.

“Em Conceição do Araguaia, estamos fazendo parceria com a UPA do município para que ela se torne um centro fixo de atendimento para a Covid-19. Com isso, as especialidades do dia a dia serão atendidas na no Regional”, complementou.

O aparelho da marca Philips, modelo Access TC, auxilia na redução da exposição dos pacientes à radiação por meio da tecnologia “MAR”, que melhora a leitura da tomografia mesmo quando o paciente possui implantes metálicos. O investimento do Governo do Estado visa melhorar o diagnóstico com resultados mais precisos.

A diretora do HRPA, Dagnar Dutra, ressalta que o novo equipamento chega em um bom momento, considerando que o anterior estava tecnologicamente defasado. “Tínhamos um tomógrafo muito velho com 15 anos de uso e que não fazia uma boa parte dos exames que hoje a medicina precisa para um bom diagnóstico e posterior tratamento”, disse. 

“A aquisição deste tomógrafo é de fundamental importância para o hospital e região porque ele atende os pacientes internados e os externos. O novo equipamento aumenta a resolutividade da assistência do hospital. Não precisamos mais encaminhar pacientes por falta de diagnósticos precisos”, completou a diretora. 

O prefeito de Redenção, Marcelo Borges, acredita que a nova tecnologia ajudará a desafogar o atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS) da região. “Importante ação do Governo em doar o equipamento pela qualidade no atendimento à população de Redenção e região. Um ganho extraordinário. Teremos celeridade nos atendimentos e resultados para que os nossos médicos identifiquem rapidamente o diagnóstico e nossos pacientes sejam atendidos com excelência”, avaliou o prefeito. 

Treinamento 

Recebido pelo HRPA no final de junho, o equipamento já foi instalado e a equipe de funcionários passou por treinamento e capacitação para operá-lo. Além de Redenção, também será beneficiada a população de outros 15 municípios da região do Araguaia. (Leonardo Nunes)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze