- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 09 / agosto / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

PARÁ: Novo estádio de Marabá começa a ganhar forma

Mais Lidas

O novo Estádio Municipal de Marabá já está ganhando forma, mas a previsão de conclusão foi estendida para o próximo mês de dezembro. Segundo a CCM, empreiteira responsável pela obra, cerca de 30% da estrutura já está pronta. A primeira fase de construção da praça de esporte está orçada em R$15 milhões e prevê arquibancadas com capacidade para receber aproximadamente 12 mil pessoas.

Após concluir a terraplenagem e as fundações, atualmente a CCM dá andamento a construção das lajes, que é a subestrutura feita para receber as arquibancadas. Cerca de 30% do anel já foi concluído. A rampa de acesso também já começou a ser feita.

O engenheiro civil Túlio Wagner Agostine, responsável pela obra, anuncia que a terraplanagem da área destinada ao campo será iniciada nos próximos dias, inclusive com o sistema de drenagem e de irrigação. A instalação do gramado, que provavelmente será de grama esmeralda, deve ser feita em última instância. As dimensões do campo serão fixadas em 110m x 75m.

O estádio fica localizado no quilômetro 9 da Transamazônica, no sentido Itupiranga. A obra contará com estacionamento, área de aquecimento, vestiários, banheiros, salas de musculação, salas de fisioterapia, cabines de imprensa, lanchonete, academia, entre outros.

Ainda segundo Agostine, a arquibancada pré-moldada contará com 14 degraus, sendo que não existe cadeira especial, apenas um único modelo. Como não consta no convênio a fixação de assentos nas arquibancadas, a prefeitura ficará responsável pela implantação do material, será semelhante ao fixado no Estádio Zinho Oliveira. Também está prevista, através do poder público, a instalação do placar eletrônico.

Por sua vez, o secretário de Obras de Marabá, Lucídio Collinetti revela que o projeto sofreu alterações após o início das obras. Uma das modificações será quanto ao nível do campo, que será aumentado em um metro para melhorar a visibilidade do torcedor. “Para aproveitarmos os espaços ociosos também vamos construir alojamentos e ampliar áreas como a dos banheiros”.

O novo estádio de Marabá é semelhante ao de Araguaína (TO). Segundo os responsáveis pela obra, quando a praça de esporte for entregue no fim do ano ela estará pronta para receber jogos oficiais, inclusive contando com o estacionamento e o projeto de urbanismo. O projeto ainda possibilitará a construção de um anel externo que permitirá dobrar a capacidade do estádio.

Capacidade

De acordo com o secretário Collinetti, num segundo momento a capacidade do estádio será ampliada para 20 mil espectadores. Ele explica que a obra completa está orçada em R$35 milhões, ressaltando que nessa primeira etapa a ser entregue até o fim do ano deve ser empenhado R$15 milhões.

“A prefeitura tem recurso suficiente para concluir essa primeira fase. Hoje já existem R$15 milhões alocados, sendo que R$5 milhões são de recursos próprios e o restante de emendas federais. Nos próximos dias devo seguir a Brasília atrás do Ministério dos Esportes para tentar alocar o restante dos recursos”.

Atraso

A Prefeitura fez o lançamento da pedra fundamental do estádio em junho de 2009 e tinha o objetivo de iniciar as obras 30 dias depois. Porém, isso não aconteceu, segundo Collinetti, por conta de entraves burocráticos. Os trabalhos começaram efetivamente no mês de agosto de 2010.

No mês de fevereiro deste ano, a prefeitura chegou a prever que a entrega do estádio aconteceria em setembro deste ano. O anúncio aconteceu durante visita ao canteiro de obras, feita pelo diretor de competição da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Virgílio Elísio, e o presidente da Federação Paraense de Futebol (FPF), coronel Antônio Carlos Nunes. Esta semana os responsáveis pela obra estenderam o prazo para o mês de dezembro.

Na oportunidade o presidente da FPF destacou que se for construído o estádio que está no papel, Marabá terá o melhor estádio do interior do Estado. Por sua vez, como a obra ainda se encontrava na fase de fundação, o representante da CBF avaliou que nas plantas prevê os Estatutos.

O convênio deveria ter sido cumprido em um ano, mas como o prazo se esgotou no último mês de agosto, a prefeitura precisou pedir um aditivo de mais 12 meses. “Enfrentamos dificuldade para a aprovação do projeto. Para se ter ideia, só conseguimos fazer a primeira medição recentemente, então para não travar o andamento da obra a prefeitura já investiu R$3,2 milhões em recursos próprios”.

Para cumprir a previsão de entrega do novo estádio até o fim deste ano, a CCM está empregando 80 funcionários. O ritmo da obra diminuiu no período chuvoso, mas segundo o engenheiro responsável a empresa conseguirá cumprir o novo prazo de entrega. “A questão climática pode interferir, caso volte a chover, mas acredito que terminaremos em dezembro”.

Águia

Quem aguarda ansiosamente a conclusão do novo é o Águia, único representante marabaense no Parazão e Campeonato Brasileiro da Série C. O Azulão conta hoje apenas com o Zinho Oliveira, que possui capacidade para receber cinco mil espectadores. Em diversas oportunidades o time local precisou mandar suas partidas longe de casa, como foi em Belém e Parauapebas, por não ter estádio com capacidade mínima exigida em competições nacionais. (Correio do Tocantins)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias