Connect with us

Pará

PARÁ: Pavimentação de 41 km da PA-256 abre caminho para o desenvolvimento

Publicado

em

Incentivar o setor produtivo, promover segurança, criar alternativas de lazer e garantir o desenvolvimento do Estado. A rodovia PA-256, com 41 km, faz parte da mais nova rota do transporte rodoviário paraense, e foi entregue pavimentada pela governadora Ana Júlia Carepa à população da Região do Rio Capim na última quinta-feira, 19. A estrada interliga duas das mais importantes rodovias do Estado: a Belém/Brasília (BR-010) e a PA-150.

O novo corredor de transporte favorece setores produtivos da economia paraense, como o madeireiro, o agropecuário, o de mineração e o da indústria de transformação, melhorando o tráfego e trazendo benefícios para o transporte interno e nas demais regiões brasileiras, em especial o Nordeste e o Centro-Oeste.

Ao partir do município de Paragominas, a 340 quilômetros de Belém, a PA-256 atinge a PA-150 na altura do município de Tailândia, num percurso de pouco mais de 200 quilômetros. O trecho pavimentado é o que vai de Paragominas até a margem direita do Rio Capim, local que serve para pesca e diversão, incluindo passeios de lancha e jet sky. A travessia é feita por balsa, que chega à outra margem, no distrito de Quatro Bocas, município de Tomé-Açu. Os 174 quilômetros que vão da margem esquerda do Rio Capim até a PA-150 ainda não receberam asfalto, mas já foram recuperados pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Transportes (Setran).

Segundo Ana Júlia Carepa, as obras fazem parte do projeto de desenvolvimento do Estado, beneficiando desde o cidadão que pretende se divertir nas margens do rio até agricultores que precisam comercializar seus produtos. É o caso de Verônico Bispo, agricultor e presidente da Associação Diamantina, localizada na comunidade de Canaã, no município de Ipixuna do Pará, vizinho a Paragominas. “A diferença foi expressiva, foi tão grande que as palavras não podem expressar. Gastávamos mais de uma hora para completar o percurso até o Rio Capim e, sem o asfalto, não tínhamos viabilidade para escoar a produção”, conta Bispo, relembrando também dos acidentes de moto que sofreu antes da pavimentação da PA-256.

Emprego e renda – O escoamento dos produtos gera emprego e renda para a população. Com a melhoria do transporte viário, segundo Verônico Bispo, as empresas de ônibus também criaram novas linhas e melhoraram a frota, colaborando ainda com o trabalho dos agricultores que necessitam desse corredor de transporte, como os moradores dos municípios de Concórdia do Pará e Tomé-Açu – onde se destaca o trabalho da indústria de beneficiamento de frutos da Cooperativa Agrícola Mista de Tomé-Açu (Camta).

A Setran iniciou o asfaltamento da PA-256 em outubro de 2007, por meio das Empresas Leal Júnior/Construa, com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), num montante de R$ 25 milhões, com a participação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Regional (Sedurb).

No trecho de 12 quilômetros da sede de Tomé-Açu até o distrito de Quatro Bocas, onde funciona a Camta, a Setran já recuperou a malha asfáltica, que estava em péssimo estado, investindo pouco mais de R$ 2 milhões de recursos do Estado.

Benefícios

Moradora de um estabelecimento comercial no KM-12 da PA-256, Maria José Gomes vê aumentar a clientela, formada por passageiros dos ônibus e carros de passeio. Segundo ela, depois da pavimentação, os acidentes reduziram em quase 100%, já que muitos eram provocados pela poeira da estrada de terra.

Quem também destaca as melhorias advindas da pavimentação da 256 é a comerciante Maria José da Silva, 66 anos, 25 deles morando à margem do Rio Capim, em Paragominas. Segundo ela, a substituição da estrada de piçarra ajudou também no controle do transporte ilegal de madeira. “Melhorou muito, porque acabou com os compradores de madeira ilegal e agora é só madeira legal. Também aumentou a pesca e vem mais ônibus de turismo. No final de semana vem muita gente brincar aqui no rio”, informa.

Na beira da PA-256, próximo à rotatória Belém-Ulianópolis-Paragominas, um posto da Companhia Independente de Policiamento Rodoviário do Estado ajuda na fiscalização dos veículos, garantindo a segurança nas estradas e coibindo o transporte ilegal de madeira. “Por aqui só passa madeira com nota fiscal”, garante o sargento Francisco Silva, que mantém uma equipe de policiamento no local por 24 horas.

Desenvolvimento

Com a nova rota, além da economia de tempo e de combustível, o transporte de cargas e passageiros oriundos do Nordeste, via Maranhão, e do Centro-Oeste, pelo Estado do Tocantins, também vai melhorar. O tráfego na Região Metropolitana de Belém até Santa Maria do Pará, e no percurso da Alça Viária, vai desafogar porque os veículos seguirão pela PA-256 até Paragominas, prosseguindo pelas BRs-010 e 316. Isso ajudará ainda no tráfego dos veículos menores e de passeio.

O complexo Albras/Alunorte, em Barcarena, também será beneficiado, já que grande parte da carga que chega e sai de Vila do Conde deverá utilizar esse novo corredor. A empresa Vale, que retira bauxita de mina perto do rio Capim – com acesso pelo trecho do KM-23 da PA-256 – também poderá escoar o minério com mais rapidez e segurança.

Um caminhão que vem pela Belém/Brasília para descarregar em Vila do Conde ou em Belém, por exemplo, ganha em tempo e dinheiro tomando essa nova rota, porque a PA-256 está interligada, a partir de Tomé-Açu, com a PA-140, que liga a região aos municípios de Acará e Bujaru. Essas rodovias dão acesso à capital paraense pela Alça Viária (Acará/Perna Sul) e BR-316 (Bujaru/Perna Leste).

Infraestrutura

A PA-256 tem pista de pouco mais de sete metros, acostamento, sinalização vertical e horizontal e placas indicativas nas comunidades e diversas vicinais existentes na região. De Paragominas até o trevo de entrada para a mina da Vale, o revestimento e o acostamento são em CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado à Quente) com 7,5 cm (para suportar o pedo dos veículos que transportam a bauxita). Daí em diante, possuem 5 cm, com acostamento em capa selante. Essa espessura está acima da média das demais rodovias estaduais, que fica em torno de 3 a 4 cm.

Audiências públicas com participação de lideranças comunitárias e empresários foram realizadas com a finalidade de contribuir para o andamento das obras e garantir a conclusão no prazo determinado pela Setran, que seguiu as instruções contidas na legislação e as exigências do próprio banco financiador.

A Secretaria ainda tomou os cuidados necessários quanto à preservação ambiental, como a proteção das matas ciliares, a fim de manter as nascentes e riachos ao longo da rodovia, bem como a recomposição das áreas das jazidas de onde é retirada a piçarra, e os cuidados com os resíduos químicos resultantes do manuseio do asfalto. (Luciane Fiúza)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Estado e prefeituras de Santa Maria das Barreiras e Santana do Araguaia vão recuperar estradas vicinais

Publicado

em

O governo do Estado do Pará e a prefeitura da cidade de Santa Maria das Barreiras assinaram nesta quarta-feira (28), dois convênios para a recuperação de estradas vicinais e para o repasse de combustível ao município. O documento foi assinado pelo governador Helder Barbalho, pelo prefeito Adriano Salomão e outras autoridades que acompanharam a cerimônia oficial, realizada em Casa de Tábuas, distrito de Santa Maria das Barreiras.

“Hoje nós estamos liberando cerca de R$ 3,6 milhões para a prefeitura de Santa Maria das Barreiras usar com combustível e recuperação de estradas. Com isso, vamos escoar a produção e, se Deus quiser, retornaremos aqui para trazer mais asfalto para as ruas de Santa Maria das Barreiras e também para Casa de Tábua”, destacou o governador.

No primeiro convênio está previsto, no total, a recuperação de  mais de 100 Km de vias. O trabalho será realizado em três trechos que ligam comunidades as principais rotas dentro do território barreirense. O objetivo é melhorar a trafegabilidade na região, garantindo assim, mais segurança para quem utiliza as estradas e para o escoamento da produção local.

“Esses grandes convênios pautados na área viária do Estado nos deixam muito felizes pelos benefícios que vão trazer”, destacou o prefeito de Santa Maria das Barreiras, Adriano Salomão.

Para quem precisa andar de moto pelas vicinais, como o estivador Claudionor Pereira da Silva, a ação para melhoria das estradas é importante. “Eu passo por esses lados todos os dias, então digo que esse serviço está melhorando muito a nossa vida. Passar por aqui, com a estrada ruim, é terrível”, destacou.

O segundo convênio assinado entre a prefeitura de Santa Maria das Barreiras e o governo do Estado será para repasse de óleo diesel, que servirá para abastecimento de equipamentos de terraplanagem e para o restabelecimento da trafegabilidade de vicinais.

Ao saber das ações realizadas pelo governo do Estado em parceria com a prefeitura municipal, dona Edinelza da Silva comemorou. “Esse trabalho está ótimo, eu acho muito bom. O serviço tá ficando maravilhoso em comparação com o que era antes”, disse a lavradora.

Durante a programação, o governador Helder Barbalho também assinou um terceiro convênio, desta vez, com a prefeitura de Santana do Araguaia. No documento consta a parceria entre Estado e município para garantir a reconstrução de vias e combustível para execução do serviço.

“Em Santana não será diferente. Nós assinamos um convênio com valor perto de R$ 600 mil para combustível. Assim, o prefeito poderá trabalhar nas estradas vicinais. Além disso, estou esperando a equipe do gestor terminar o projeto do hospital e do terminal. Na hora que terminar, nós vamos lá”, explicou o governador.

“O governador está doando combustível para Santana do Araguaia e nós vamos levar mais estradas ao nosso município”, destacou o prefeito de Santana do Araguaia, Eduardo Da Machado”.

Continue lendo

Pará

REDENÇÃO: Governo inicia a construção de 25 novas pontes

Publicado

em

Em uma iniciativa parceira do Governo do Estado com o município de Redenção, o governador Helder Barbalho autorizou, nesta quarta-feira (28), o início da construção de 25 novas pontes no município. Ao todo serão 16 nas áreas urbanas e outras nove na zona rural.

O chefe do Poder Executivo Estadual esteve no canteiro de obras de uma das pontes – localizado na avenida Marechal Rondon -, onde a estrutura de madeira existente será completamente substituída por outra erguida em cimento. O início das obras é motivo de celebração dos moradores, que de acordo com relatos, não aguentavam mais conviver com lama, poeira e alagamento. 

“Vai ajudar bastante. Primeiro, porque a realidade de hoje é de sofrimento. Esse pedaço, quando chove, fica bem lambuzado porque essa é uma rua bem movimentada. Além dos buracos perto da ponte, o local é perigoso, principalmente pela noite”, relatou o morador Cauã Silva. 

“Nós estamos executando, neste momento, mais de R$ 1 bilhão em obras de estradas, sejam manutenções, asfaltamento de rodovias e/ou conservação. Além da instalação de pontes de concreto que estão substituindo as antigas de madeira. Isso demonstra a preocupação em melhorar a nossa malha viária, garantindo trafegabilidade com segurança para as pessoas e também para o escoamento da nossa produção”, disse o governador quando firmou convênio com o município. 

Serão investidos R$ 5,8 milhões na construção de 16 pontes em concreto armado, nas vias públicas da zona urbana de Redenção. São elas: Av. João Gomes do Val; Av. José Carrion; Rua Curitiba; Av. Brasil; Av. Guilhermina C. Vaz; Av. Marechal Rondon; Av. Castelo Branco; Av. Rosa Lima de Almeida; Av. Bahia e Av. Presidente Humberto Castelo Branco. Para a área rural, serão destinados R$ 7,7 milhões para a construção de nove pontes em concreto armado, na estrada vicinal Sariema, no trecho entre a rodovia PA-287 e o Rio Arraia, divisa com o município de Santa Maria das Barreiras, na altura dos Km 2,2; 2,4; 6,9; 9,4; 23,1; 33,5; 36,2; 41,1 e 46,1.

Continue lendo

Pará

REDENÇÃO: Novo tomógrafo entra em funcionamento no Hospital Regional Público do Araguaia

Publicado

em

Nesta quarta-feira (28), o governador Helder Barbalho entregou, oficialmente, o novo aparelho de tomografia computadorizada ao Hospital Regional Público do Araguaia (HRPA), em Redenção. O novo equipamento tem capacidade para realizar até 1,2 mil exames por mês e auxiliará no atendimento dos moradores da região sudeste do Estado. 

O chefe do Poder Executivo Estadual destacou que a aquisição do novo equipamento faz parte da política de Estado para modernização dos equipamentos públicos em saúde. O investimento do Estado foi da ordem de R$ 1 milhão. 

O governador informou, ainda, que o Estado vai avançar na ampliação do HRPA. “Vamos continuar com o projeto de ampliação do Hospital Regional. Avançando também com estruturas fixas de atendimento a pacientes com Covid-19. A intenção é que possamos viabilizar com que o hospital de Redenção possa ampliar para diversas especialidades”, relatou.

“Em Conceição do Araguaia, estamos fazendo parceria com a UPA do município para que ela se torne um centro fixo de atendimento para a Covid-19. Com isso, as especialidades do dia a dia serão atendidas na no Regional”, complementou.

O aparelho da marca Philips, modelo Access TC, auxilia na redução da exposição dos pacientes à radiação por meio da tecnologia “MAR”, que melhora a leitura da tomografia mesmo quando o paciente possui implantes metálicos. O investimento do Governo do Estado visa melhorar o diagnóstico com resultados mais precisos.

A diretora do HRPA, Dagnar Dutra, ressalta que o novo equipamento chega em um bom momento, considerando que o anterior estava tecnologicamente defasado. “Tínhamos um tomógrafo muito velho com 15 anos de uso e que não fazia uma boa parte dos exames que hoje a medicina precisa para um bom diagnóstico e posterior tratamento”, disse. 

“A aquisição deste tomógrafo é de fundamental importância para o hospital e região porque ele atende os pacientes internados e os externos. O novo equipamento aumenta a resolutividade da assistência do hospital. Não precisamos mais encaminhar pacientes por falta de diagnósticos precisos”, completou a diretora. 

O prefeito de Redenção, Marcelo Borges, acredita que a nova tecnologia ajudará a desafogar o atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS) da região. “Importante ação do Governo em doar o equipamento pela qualidade no atendimento à população de Redenção e região. Um ganho extraordinário. Teremos celeridade nos atendimentos e resultados para que os nossos médicos identifiquem rapidamente o diagnóstico e nossos pacientes sejam atendidos com excelência”, avaliou o prefeito. 

Treinamento 

Recebido pelo HRPA no final de junho, o equipamento já foi instalado e a equipe de funcionários passou por treinamento e capacitação para operá-lo. Além de Redenção, também será beneficiada a população de outros 15 municípios da região do Araguaia. (Leonardo Nunes)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze