- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
sexta-feira, 20 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

PARÁ: Pecuaristas decidem futuro de entidade nesta segunda

Mais Lidas

Uma das mais importantes entidades de classe do interior do Pará, pela sua representatividade e antiguidade, o Prorural – Sindicato dos Produtores Rurais de Marabá –, decide o seu futuro nesta segunda-feira (21). É a data da Assembleia Geral Extraordinária para eleição da diretoria para o triênio 2012-2014. O que torna esta eleição diferente das demais é que pela primeira vez em 15 anos a entidade chega a esse momento dividida, devido a disputa entre duas chapas, a de situação e a alternativa.

O sindicato, como o nome diz, representa fazendeiros de uma das regiões mais fortes na pecuária do Estado do Pará. É o proprietário do Parque de Exposição e responsável pela Expoama – Exposição Agropecuária de Marabá. A entidade foi fundada em 1951, originalmente como Associação da Classe dos Castanheiros, evoluindo a Sindicato dos Castanheiros em 8 de outubro de 1965, tendo como primeiro presidente Plínio Pinheiro. Somente em 1987 passou a ter a atual personalidade jurídica, como Sindicato dos Produtores Rurais.

São pouco mais de 200 filiados e, nesta segunda-feira, 185 deles estarão aptos a exercer o voto. As urnas vão estar abertas na sede do Prorural, no Parque de Exposição, à beira da BR-155, no período das 8 às 17 horas.

Os interessados tiveram prazo de 15 dias para protocolar chapa e, a atual diretoria anunciou ter aberto mão de algumas exigências do estatuto, em entendimento com a chapa alternativa, para que mais pessoas tivessem acesso ao voto. Foi estabelecida, por exemplo, negociação de mensalidades em atraso.

Nessa data, além da eleição da diretoria executiva, serão escolhidos os membros do conselho fiscal e delegados, bem como os respectivos suplentes. O Prorural oficiou à Faepa – Federação da Agricultura do Estado do Pará, e esta vai enviar dois diretores para presidirem o processo eleitoral, sendo um deles da área jurídica.

Os Candidatos

Embora o Prorural venha tendo constante revezamento de presidentes, entre os membros é considerado que um mesmo grupo está à frente da instituição nos últimos anos, alternando funções na diretoria. Para esses diretores, a força que o sindicato adquiriu mais recentemente vem justamente dessa dedicação que alguns vêm tendo para com a entidade, muitas vezes deixando de lado suas próprias empresas.

O anúncio da formação de uma chapa alternativa, que veio mais tarde a ser encabeçada por Reinaldo Zucatelli, mexeu com os pecuaristas e rendeu várias reuniões entre os grupos, em busca de adesão. Alguns mais neutros tentaram estimular o entendimento para a formação de chapa única, mas restrições a um ou outro nome acabaram inviabilizando o acordo.

O atual presidente, Antônio Miranda Sobrinho, o Mirandinha, que a princípio não concorreria a reeleição, acabou apresentando chapa para mais um mandato à frente da entidade, convencido e estimulado por um grupo de associados. A atual gestão se encerra no dia 31 de dezembro. (Correio Tocantins)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias