Connect with us

Pará

PARÁ: Polícia Civil prende 12 traficantes e apreende 80 quilos de cocaína

Publicado

em

Na segunda etapa da operação “Candiru”, a Polícia Civil do Pará prendeu nesta terça-feira, 17, uma quadrilha de traficantes de drogas e apreendeu uma quantidade de cocaína estimada em R$ 3 milhões. Policiais da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) e do Grupo de Combate ao Crime Organizado (GCCO) de Santarém, município do oeste paraense, prenderam 12 pessoas. Oito acusados estavam no municípiode Monte Alegre, e os outros quatro no conjunto Pantanal, bairro do Mangueirão, em Belém.

Com os acusados em Monte Alegre, os policiais apreenderam cerca de 80 quilos de cocaína petrificada. A droga foi encontrada, por volta de meia-noite, em uma embarcação na orla do município. Foram presos Erivan Carvalho Batista, Martineles da Silva, conhecido por “Martins”, Elionete Nascimento de Souza, Jorival de Lima Peres, Gloria Figueroa de Rios(natural de Letícia, na Colômbia), Manoel Soares Corrêa, Rosinaldo dos Santos Ribeiro, apelidado de “Gito”, e Renato Gomes Sangama. A maioria dos presos em Monte Alegre é natural dos municípios de Tabatinga e Benjamim Constant, no Estado do Amazonas.

Em Belém, policiais da DRCO (Divisão de Repressão ao Crime Organizado), à qual a DRE está vinculada, efetuaram prisões durante a manhã. No local, cerca de três quilos de cocaína foram apreendidos. A polícia prendeu Damazon Peza Mafaldo, 25 anos; Antonio Alves Ribeiro, 40; Hector Fábio Brito de Sousa, 24, e José Ribeiro Magalhães Alves de Sousa, conhecido por “Zé Ribeiro”. Antonio Alves, natural de Oeiras do Pará, é apontado como o líder da quadrilha.

Rota – O delegado João Bosco Rodrigues Júnior, diretor da DRCO, informou que há seis meses a Polícia Civil vem investigando a rede de tráfico de drogas que entra no Brasil pelo Amazonas e chega ao Pará, via Santarém. No país, a droga entra por Tabatinga ou Benjamim Constant, no Amazonas. Depois, segue para Manaus, de onde sai em direção ao Pará, chegando a Santarém e Monte Alegre, de onde é levada a Curralinho, no Marajó, e por fim a Belém.

Na capital paraense, a droga é recebida e distribuída em pontos de venda em vários bairros, principalmente Jurunas, Cremação, Guamá e Terra Firme. A equipe da DRE estava há 20 dias acompanhando a movimentação dos traficantes. Há seis dias, parte do carregamento da droga chegou a Santarém. A outra parte chegou em Monte Alegre no domingo passado.

No início da madrugada desta terça-feira, quando a carga que estava em Santarém chegou a Monte Alegre para seguir viagem em direção à capital, os policiais prenderam os tripulantes e as pessoas que aguardavam na orla a chegada da droga. No espaço reservado à carga, a cocaína foi encontrada misturada a peixes.

Os presos foram levados para a Seccional Urbana de Santarém, onde foi lavrado o flagrante. Segundo os policiais, a colombiana presa em Monte Alegre atuava como “mula”, levando a droga até os traficantes.

A Justiça de Monte Alegre já havia decretado a prisão preventiva de Damazon, Antonio Ribeiro, Hector e Martineles. Eles responderão pelos crimes de tráfico e associação para fins de tráfico de drogas, além de formação de quadrilha. Todos os presos em Monte Alegre têm passagens pela polícia, inclusive já tendo sido detidos pelas Polícias Civil e Federal, por tráfico de drogas.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Remo, Paysandu, Tuna e Castanhal ficam no empate nas semifinais do Parazão 2021

Publicado

em

As semifinais do Campeonato Paraense 2021, ficaram empatadas. As duas partidas aconteceram neste domingo, 9.

Tuna vs Remo

Tuna e Remo fizeram um bom jogo na manhã deste domingo, dia 9, no estádio do Souza, em Belém. Ambos os times vieram com posturas ofensivas para o jogo, mas quem aproveitou melhor as chances no começo foi o Remo, que abriu o placar com Uchôa, aos 20 da etapa inicial. Em seguida, Léo Rosa marcou de pênalti, aos 34, e empatou a partida. Na segunda etapa, o Leão foi superiou, criou mais chances, levou mais perigo, mas parou em uma atuação de gala do goleiro tunante Gabriel Bubniack. Vaga na final precisará ser definida na quarta-feira, no jogo de volta, no Baenão.

Com o resultado, nenhuma das equipes obteve vantagem para o jogo de volta das semifinais. A vaga na final será decidida na quarta-feira, dia 12, às 19h30, no estádio do Baenão. Caso o segundo jogo termine em empate novamente, a classificação será definida nos pênaltis.

Castalhal vs Paysandu


Castanhal e Paysandu realizaram uma partida fraca tecnicamente e de poucas oportunidades. O destaque do primeiro tempo foi para o atacante Marlon, responsável pelas principais chances no jogo, acertando o travessão de Axel Lopes. O Castanhal tentava chegar à meta de Victor Souza, mas não conseguia dar o último passe de forma correta, ficando a maioria das vezes sob o domínio da defesa bicolor. As coisas melhoraram um pouco mais na etapa complementar, principalmente com a entrada do atacante Fidélis, do Castanhal. Ele deu maior dinamismo ao time, que conseguiu levar certo perigo à meta bicolor. Desta forma, cedeu a oportunidade de ataque do Papão trabalhar no contra-ataque, como foram nas chegadas do volante Elyeser e do lateral-esquerdo Bruno Collaço, que finalizaram bem, mas viram o goleiro Axel evitar que o gol.

Definição da vaga para a final do Parazão 2021 fica para a próxima quarta-feira, dia 12, na Curuzu, em Belém. (Fotos: Samara Miranda/Remo e John Wesley/Paysandu)

Continue lendo

Pará

Assista o Conexão Rural deste fim de semana – 8 e 9 de maio

Publicado

em

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Infraestrutura do Novo Terminal de Integração avança

Publicado

em

As obras da construção do novo Terminal de Integração de Marabá não param. O novo espaço pretende reduzir o tempo de espera nos pontos de ônibus e também reduzir custos para o usuário.

O engenheiro civil, Alex Amoury, da Secretaria de Viação e Obras Públicas (Sevop), é o responsável por acompanhar o andamento da obra. Ele conta que no momento os serviços se concentram nos dois blocos onde irão funcionar o setor administrativo e comercial do novo Terminal.

“Nos dois, as fundações foram executadas, assim como a estrutura de concreto, laje pré-fabricada (treliçada), o fechamento em alvenaria com blocos cerâmicos, tubulação de água e esgoto, laje para a caixa d’água, contrapiso dos dois blocos”, explicou o engenheiro.

Além desta etapa, os operários já iniciaram a construção da plataforma de embarque e desembarque que liga o bloco comercial e administrativo, além da construção de banheiros e outros setores.

“O prédio administrativo terá duas lojas na parte inferior, recepção da administração, banheiros masculino e feminino. No piso superior teremos a administração do terminal. Teremos também uma plataforma de aproximadamente 50 metros até o bloco comercial que será composto de seis lojas”, afirmou Alex Amoury.

A proposta é fazer com que a partir do funcionamento do Terminal os veículos possam ter um percurso menor, tendo em vista que serão planejadas novas linhas, num total de 14, atendendo os usuários em todos os bairros, com um tempo de espera bastante reduzido.

Está é uma das obras mais aguardadas para quem utiliza o transporte público em Marabá..

“Com o terminal de integração, numa área central da cidade, todas as linhas irão convergir e dar maior rapidez ao usuário, pois irá diminuir o tempo de viagem. Com o sistema integrado teremos melhor atendimento com conforto e mais segurança”, relatou Jair Barata Guimarães, secretário de segurança institucional e presidente do Conselho Municipal de Transporte do município. (Victor Haor / Fotos: Paulo Sérgio)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze