- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 08 / agosto / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

PARÁ: Polícia Civil prende 12 traficantes e apreende 80 quilos de cocaína

Mais Lidas

Na segunda etapa da operação “Candiru”, a Polícia Civil do Pará prendeu nesta terça-feira, 17, uma quadrilha de traficantes de drogas e apreendeu uma quantidade de cocaína estimada em R$ 3 milhões. Policiais da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) e do Grupo de Combate ao Crime Organizado (GCCO) de Santarém, município do oeste paraense, prenderam 12 pessoas. Oito acusados estavam no municípiode Monte Alegre, e os outros quatro no conjunto Pantanal, bairro do Mangueirão, em Belém.

Com os acusados em Monte Alegre, os policiais apreenderam cerca de 80 quilos de cocaína petrificada. A droga foi encontrada, por volta de meia-noite, em uma embarcação na orla do município. Foram presos Erivan Carvalho Batista, Martineles da Silva, conhecido por “Martins”, Elionete Nascimento de Souza, Jorival de Lima Peres, Gloria Figueroa de Rios(natural de Letícia, na Colômbia), Manoel Soares Corrêa, Rosinaldo dos Santos Ribeiro, apelidado de “Gito”, e Renato Gomes Sangama. A maioria dos presos em Monte Alegre é natural dos municípios de Tabatinga e Benjamim Constant, no Estado do Amazonas.

Em Belém, policiais da DRCO (Divisão de Repressão ao Crime Organizado), à qual a DRE está vinculada, efetuaram prisões durante a manhã. No local, cerca de três quilos de cocaína foram apreendidos. A polícia prendeu Damazon Peza Mafaldo, 25 anos; Antonio Alves Ribeiro, 40; Hector Fábio Brito de Sousa, 24, e José Ribeiro Magalhães Alves de Sousa, conhecido por “Zé Ribeiro”. Antonio Alves, natural de Oeiras do Pará, é apontado como o líder da quadrilha.

Rota – O delegado João Bosco Rodrigues Júnior, diretor da DRCO, informou que há seis meses a Polícia Civil vem investigando a rede de tráfico de drogas que entra no Brasil pelo Amazonas e chega ao Pará, via Santarém. No país, a droga entra por Tabatinga ou Benjamim Constant, no Amazonas. Depois, segue para Manaus, de onde sai em direção ao Pará, chegando a Santarém e Monte Alegre, de onde é levada a Curralinho, no Marajó, e por fim a Belém.

Na capital paraense, a droga é recebida e distribuída em pontos de venda em vários bairros, principalmente Jurunas, Cremação, Guamá e Terra Firme. A equipe da DRE estava há 20 dias acompanhando a movimentação dos traficantes. Há seis dias, parte do carregamento da droga chegou a Santarém. A outra parte chegou em Monte Alegre no domingo passado.

No início da madrugada desta terça-feira, quando a carga que estava em Santarém chegou a Monte Alegre para seguir viagem em direção à capital, os policiais prenderam os tripulantes e as pessoas que aguardavam na orla a chegada da droga. No espaço reservado à carga, a cocaína foi encontrada misturada a peixes.

Os presos foram levados para a Seccional Urbana de Santarém, onde foi lavrado o flagrante. Segundo os policiais, a colombiana presa em Monte Alegre atuava como “mula”, levando a droga até os traficantes.

A Justiça de Monte Alegre já havia decretado a prisão preventiva de Damazon, Antonio Ribeiro, Hector e Martineles. Eles responderão pelos crimes de tráfico e associação para fins de tráfico de drogas, além de formação de quadrilha. Todos os presos em Monte Alegre têm passagens pela polícia, inclusive já tendo sido detidos pelas Polícias Civil e Federal, por tráfico de drogas.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias