Connect with us

Pará

PARÁ: Policia desmonta fábrica clandestina de armas em Redenção

Publicado

em

O GCCO – Grupo de Combate ao Crime Organizado, da Polícia Civil, desarticulou um imóvel que funcionava como fábrica e oficina clandestina de armas de fogo, no município de Redenção, no sudeste paraense. No local, um arsenal formado por 17 armas de fogo, além de munições, foi apreendido. Formada pelos delegados Alberto Henrique Teixeira de Barros e Samuelson Yoiti Igaki, escrivão William Martinez Costa Braga e investigadores Antônio Olímpio Barros da Rocha e Nelson Costa, a equipe deu cumprimento ao mandado de busca e apreensão expedido pelo juiz de Direito, da 3° Vara da Comarca de Redenção, Fábio Penezi Póvoa.

No local, situado na Rua do Barbosa, s/n°, Setor da Serrinha, município de Redenção/PA, mora Neilson Ribeiro dos Anjos, 38 anos, conhecido por “Cabeludo”, natural de São José da Safira (MG). Os policiais, durante o cumprimento da ordem judicial, fizeram minuciosa revista na residência, onde também funcionava a oficina clandestina. No imóvel, Neilson  fabricava e fazia reparos em armas de fogo a pedido de fazendeiros, colonos e pessoas ligadas a crimes no município. O flagrante ocorreu durante as investigações do homicídio do sindicalista Pedro Alcântara, que era presidente da FETRAF (Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar), na região.

Os policiais apreenderam 13 cartucheiras, duas delas de calibre 16, oito de 20, duaNeilson dos Anjos está presos de 12 e outra com vareta, do tipo “por fora”; um rifle de calibre 22; uma garrucha calibre 22, sem marca de fabricante nem numeração; uma pistola calibre 6.35, e um revólver calibre 38 marca Rossi. Além do armamento, foram apreendidos diversos apetrechos para manutenção, reparo e fabricação de armas de fogo curtas e longas, de diversos calibres.

Neilson dos Anjos

Também foram achados no local seis munições intactas compatíveis com calibre 38 e outras oito munições, também intactas, para calibre 22. ainda, durante a revista no local, os policiais localizaram um cartucho intacto para calibre 12 e 20 outros cartuchos já deflagrados para calibres diversos, além de duas lunetas telescópicas para arma de fogo de longo alcance.

Diante disso, o acusado foi conduzido à sede da Delegacia de Conflitos Agrários (DECA), em Redenção, para ser enquadrado em flagrante pelos crimes. O delegado Alberto Teixeira explica que as investigações sobre a morte de Pedro Alcântara continuam.

Até o momento, onze pessoas já foram presas e grande quantidade de armas, munições e drogas foi retirado de circulação. “As prisões e apreensões repercutirão, sobremaneira, na redução dos crimes urbanos e rurais que acontecem no município”, ressalta o delegado.

As operações do GCCO atendem as determinações do delegado-geral da Polícia Civil, Raimundo Benassuly, e do diretor de Polícia do Interior, delegado Miguel Cunha, para repreender energicamente as ações criminosas na região.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

PARAUAPEBAS: Jacaré tenta invadir igreja

Publicado

em

Na manhã desta terça-feira, 26, um fato inusitado foi registrado por moradores da cidade de Parauapebas, um dos principais municípios da região de Carajás, no estado do Pará. Com as fortes chuvas que começaram a cair, ainda durante a madrugada, provocando alagamentos em diversas partes, um jacaré acabou chegando a uma via pública no bairro Cidade Nova e tentou subir uma escada na calçada de uma igreja evangélica.

A cidade de Parauapebas, está entranhada no meio da Floresta Nacional de Carajás, componente da Floresta Amazônica, e banhada por diversos rios e igarapés. Não é incomum, aos arredores da cidade, moradores encontrarem animais dessa natureza ou até mesmo onças.

Continue lendo

Pará

XINGUARA: EMATER fortalecerá piscicultura e fruticultura entre famílias do Projeto Casulo

Publicado

em

Cento e cinquenta famílias que integram a Associação Casulo, em Xinguara, sul do estado, serão assistidas com a inserção de novas atividades produtivas dentro do Programa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Proater), instrumento de gestão da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater-PA). O trabalho inclui estratégias de fortalecimento das cadeias de produção já existentes, como a fruticultura e a piscicultura.

Na sexta-feira (22), a propriedade rural da presidente da associação, Rosima da Rocha, recebeu a visita do técnico do escritório local, Eloelde Lima; do supervisor regional de Conceição do Araguaia, Leandro Santos; e da presidente da Emater, Lana Reis. Como encaminhamento, foi determinado a execução de um novo diagnóstico na área coletiva, visando a um plano de desenvolvimento de ações.

“Nosso trabalho de assistência técnica e extensão rural é contínuo, indo de acordo com as demandas do nosso público atendido em todos os 144 municípios paraenses para o fortalecimento da produção da agricultura familiar em todo o estado”, afirmou a presidente da Emater, Lana Reis.

A comunidade já contou com o assessoramento dos técnicos da Emater local para obtenção de financiamento via linha A, do Programa Nacional de Fortalecimento a Agricultura Familiar (Pronaf).

“Essa assistência da Emater é muito importante para nós,  pois recebemos orientação de como melhorar nossa produção, para nossas famílias acessarem as políticas públicas, para todo mundo crescer”, disse Rosima.

O supervisor regional da Emater em Conceição do Araguaia, Leandro Santos, disse que o trabalho na comunidade é feito há mais de 15 anos. “Com essas ações se busca trazer melhoria de vida para as pessoas que ali residem através da geração de emprego e renda”.

Através do Proater são desenvolvidas as ações de assistência técnica e extensão rural junto aos produtores familiares rurais, visando à produção sustentável, agregação de valor, geração de renda, organização social, diversificação agropecuária, inclusão social e manejo sustentável dos recursos naturais. (Paula Portilho) 

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Unidade integrada em São Félix vai garantir mais segurança pública ao município

Publicado

em

O governador Helder Barbalho inspecionou as obras da Unidade Integrada de Segurança do núcleo urbano de São Félix, em Marabá, nesta segunda-feira (25). Com um investimento de quase R$ 5 milhões, fruto de uma cooperação técnica com a empresa Vale, os trabalhos devem ser concluídos até abril de 2022. 

“Estamos iniciando hoje as obras do complexo de Segurança Pública na região que inclui São Félix, Morada Nova, os municípios que estão do outro lado do Tocantins, podendo, com isso, ter uma maior presença dos órgãos de segurança, a Polícia Militar, Polícia Civil, Departamento de Trânsito, Centro de Perícias e todo o Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, portando um conjunto de serviços de segurança para garantir paz para a população”, destacou o governador.

No local que abrigaria o centro de perícias, cujas obras ficaram inacabadas, serão instaladas estruturas da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), além da unidade básica de saúde do Comando de Policiamento Regional (CPR II), onde será feito atendimento médico, odontológico, psicológico e farmacêutico. 

O governador enfatizou o compromisso em oferecer segurança para acompanhar o crescimento do município. “Já vivemos a experiência em que a audácia da criminalidade chegou a fechar as pontes do município, deixando a situação em quase estado de sítio. E com a atuação deste complexo em São Félix representa ter uma estrutura dos órgãos de segurança do outro lado do rio Tocantins, permitindo que a comunidade possa ser assistida”, destacou Helder, durante discurso. (Dayane Baía)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze