Connect with us

Pará

PARÁ: Polícias prendem quadrilha interestadual em Paragominas e Maranhão

Publicado

em

As Polícias Civil e Militar de Paragominas, nordeste do Pará, prenderam integrantes de uma quadrilha interestadual especializada em roubos na região. As prisões foram realizadas nos últimos dias em Paragominas e no Maranhão. Armas, caminhões e placas clonadas de veículos foram apreendidos com o bando. A ação, denominada de operação “Sem Fronteiras”, contou com apoio das Polícias Rodoviária Federal e Civil do Maranhão. Os presos foram apresentados nesta quarta-feira, 24, na sede da Superintendência Regional da Zona Guajarina. O soldado lotado na Polícia Militar de Paragominas, Marcelo Souto de Sena, e dois comparsas de apelidos “Tarzan” e “Neto”, que também fazem parte da quadrilha, são procurados.

Estão presos na Seccional Urbana de Paragominas Adalto Araújo Portela; o motorista Domingos da Silva Ozório; o empresário maranhense Edilson Alves Rocha e o mecânico Antônio Fábio Borges Gomes. O bando já era investigado há duas semanas pela equipe comandada pela delegada Carmem Suely Souza da Silva e pelo chefe-de-operações, investigador Marileno. Os policiais tinham informações de que uma quadrilha estava se articulando na cidade para praticar um assalto, do tipo “sapatinho”, em que o gerente seria feito refém em casa com a família e, depois, obrigado a abrir o cofre. O alvo poderia ser a agência da Caixa Econômica ou a dos Correios. Para tanto, os bandidos pretendiam roubar dois caminhões e depois vendê-los a um receptador no Maranhão. As investigações foram intensificadas após o roubo de um caminhão, no último dia 20, às 11h30.

O veículo de propriedade da empresa Marka Engenharia foi seguido por Adalto, “Tarzan” e o soldado Marcelo, que estavam em um Fiat Pálio, logo após a saída do caminhão da sede da empresa, no centro de Paragominas. O condutor do veículo foi abordado pelos bandidos a 22 quilômetros de distância do município, na estrada do Rio Capim. Ele foi feito refém e levado no próprio caminhão por mais 700 metros. Depois, a vítima foi tirada do caminhão e levado até o mato, onde Adalto ficou o mantinho sob mira de uma arma. O caminhão foi levado por “Tarzan” seguido pelo carro Pálio conduzido pelo soldado. A vítima somente foi liberada por volta de 15h.

Adalto seguiu a pé até Paragominas, onde se encontrou, depois, com os comparsas, em um posto de combustível. O caminhão foi levado até Dom Elizeu, onde foi entregue ao motorista Domingos Ozório. O objetivo era levar o veículo até o Maranhão, onde o empresário, que atua no ramo de oficinas de veículos pesados, iria receber e comprar o veículo roubado. Com o dinheiro, os bandidos pretendiam alugar uma casa em São Luiz (MA) para planejar um assalto em uma agência bancária na capital maranhense.

O trabalho policial contou com o capitão João Luiz, que comandou uma guarnição do 19º Batalhão da PM, e com os investigadores Paulo Henrique, Cristiano e Denilson. Os policiais prenderam, inicialmente, Adalto Portela, em sua casa, na rua Castro Alves, bairro Promissão II. Com ele, uma moto Titan CG, placa JVG 5106, de propriedade do soldado Marcelo, e um revólver calibre 38 com seis munições, foram apreendidos.

O veículo, conforme as investigações, foi usada para monitorar a saída do caminhão roubado. O motorista Domingos foi preso enquanto dirigia o caminhão, em direção à capital maranhense. Ele foi abordado na cidade de Porto Franco, no Maranhão, por policiais rodoviários federais e por policiais civis maranhenses já previamente informados sobre o crime pela Polícia Civil de Paragominas. Após a prisão, o telefone celular de Domingos tocou e ele atendeu. Era o empresário Edilson, que aguardava a chegada do caminhão em um posto de combustível, situado entre Porto Franco e Estreito (MA). Os agentes foram até o local e prenderam Edilson e o mecânico Antonio Fábio, que trabalhava para o empresário. O empresário estava em uma caminhonete S10 de sua propriedade. Ao revistar o carro, os policiais acharam um revólver calibre 38 com nove munições, no toca-CD. No interior do estepe do carro, os agentes encontraram três placas clonadas e documentos referentes às placas dos veículos. Os presos vão responder por formação de quadrilha, roubo, receptação e posse ilegal de arma. (Walrimar Santos)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

JACUNDÁ: Jovem faz cachorro inalar fumaça de maconha e caso vai parar na Polícia

Publicado

em

Um vídeo de uma influencer digital de Jacundá, na região de Carajás, Pará, publicado nas redes sociais foi alvo de denúncias por maus tratos à polícia.

Nas imagens, a jovem aparece tragando um cigarro de maconha e expirando na boca de um cachorro, o obrigando a inalar a fumaça.

Ainda no vídeo, uma pessoa que está com a jovem pede para ela parar, avisando que seria maus-tratos, o que é crime por lei: “Não faz isso não, mano. Coitado do animal. Isso aí é maus-tratos”.


A denúncia foi parar na Superintendência Regional do Lago de Tucuruí, da Polícia Civil (PC), que informou, em nota, ter instaurado um Auto de Investigação (AI) para apurar o caso.

De acordo com a PC, informações preliminares apontam que o vídeo foi gravado há cerca de um mês, quando a investigada ainda era adolescente.

“A investigada e o amigo, dono do animal, compareceram à unidade policial para prestar esclarecimentos e aguardam a conclusão da investigação”, segundo a PC.

O crime de maus-tratos a animais é previsto no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais 9.605/98 e, com atualização, pode ser punido com pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição de guarda.

Continue lendo

Pará

Tuna bate Paysandu e se aproxima do título do Parazão 2021

Publicado

em

Deu Tuna Luso nos primeiros 90 minutos da decisão do Campeonato Paraense 2021. Em partida no Estádio do Souza, a Águia Guerreira derrotou o Paysandu por 4 a 2 e chega com boa vantagem para o jogo de volta no próximo domingo, dia 23, na Curuzu. Na primeira etapa, os laterais Léo Rosa e Alexandre Pinho marcaram os dois primeiros para a Lusa. Na volta do intervalo, Lukinha ampliou. O Papão diminuiu com Perema, de cabeça. Paulo Rangel fez valer a lei do ex e marcou o quarto dos donos da casa, mas Gabriel Barbosa diminuiu o prejuízo para os bicolores minutos depois. No segundo jogo, a Tuna pode perder por até um gol de diferença que mesmo assim fica com a taça, feito que não acontece desde 1988.


Antes da partida começar, a Tuna já tinha o melhor ataque da competição e disparou ainda mais nesse quesito hoje. A equipe cruzmaltina tem 29 gols em 13 jogos no Parazão, uma média de 2,2 por partida. Paulo Rangel, com sete gols, é o artilheiro do time, o vice da competição, atrás de Cris Maranhense, com oito. Outro destaque é o lateral-direto Léo Rosa e o meia-atacante Lukinha, que têm cinco e três gols respectivamente.

O Paysandu chegou à final com a melhor defesa do campeonato, tendo sofrido apenas sete gols. A equipe chegou a ficar sete jogos sem ter a defesa vazada. O então ponto forte do Papão não funcionou hoje e levou quatro gols da Tuna, deixando as coisas complicadas para a volta na Curuzu.

O jogo de volta da final do Campeonato Paraense 2021 está marcado para o próximo domingo, dia 23, às 17h, na Curuzu. O Papão precisa vencer por dois gols de diferença, se quiser pelos menos levar a decisão para os pênaltis, ou mais, se quiser o título no tempo normal. Já a Tuna pode perder por até um gol de diferença que mesmo assim conquistará o 11° título estadual.

Continue lendo

Pará

BREU BRANCO: Chamonzinho leva ações do Mais Saúde

Publicado

em

Neste sábado, 15, o deputado Chamonzinho (MDB), levou até Breu Branco, na região de carajás, Pará, ações do Mais Saúde, promovidas pelo Instituto Miguel Chamon, com atendimentos de saúde para fortalecer o combate à pandemia.

Chamonzinho esteve acompanhado de vereadores, vice-prefeito e prefeito da cidade, onde também visitaram a Praça São Cristóvão, que será reformada e revitalizada, através de uma emenda destinada pelo parlamentar.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze