- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quarta-feira, 25 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

Pará reforça combate a quadrilhas especializadas em assaltos a bancos

Mais Lidas

Apenas nos quatro primeiros meses deste ano foram presas 51 pessoas envolvidas com roubos a banco no interior do Pará. O número corresponde a 82,25% do total de prisões efetuadas durante o ano de 2010. “Além das prisões já concretizadas, existem 10 mandado a serem cumpridos”, destaca o diretor de Polícia Especializada, delegado João Bosco Rodrigues, frisando que essas prisões podem ocorrer a qualquer momento.

A captura dos acusados desarticulou nove quadrilhas especializadas em assaltos a bancos ou crimes relacionados, como extorsão conhecida por “sapatinho” – quando um familiar de um bancário é feito refém até que os envolvidos recebam o pagamento exigido.

Em 2010, a extorsão mediante sequestro se repetiu 10 vezes no interior paraense. Este ano, quatro episódios foram registrados, segundo números do Centro Estratégico Integrado do Sistema de Segurança Pública do Estado e da Delegacia de Repressão aos Roubos a Bancos (DRRB), vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO).

O trabalho policial não se restringe, porém, a capturar os assaltantes após o crime. No dia 06 de abril deste ano, a equipe de policiais da DRRB prendeu, no município de Barcarena (nordeste do Pará), uma quadrilha antes de mais um assalto a banco. Segundo o delegado Luís Xavier, titular da DRRB, “a quadrilha foi presa no momento em que se preparava para cometer mais um crime na modalidade ‘sapatinho’, tendo como possíveis alvos funcionários das agências bancárias das cidades de Traquateua e Augusto Corrêa (ambas na região nordeste)”.

Antecedentes

Segundo ele, o líder da quadrilha, Sandoval Xavier de Oliveira, havia participado, em 2009, de ações criminosas nas agências bancárias das cidades de Concórdia do Pará, no tipo  “sapatinho”, e em Garrafão do Norte, no tipo “vapor” – quando os acusados aterrorizam as vítimas. Havia ainda contra Sandoval dois mandados de prisão preventiva, referentes a esses crimes.

“Em contato com a Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Norte, tomamos conhecimento que havia outros dois mandados de prisão preventiva contra Sandoval Xavier de Oliveira, um no Estado da Paraíba e outro no Rio Grande do Norte, os quais nos foram repassados e cumpridos”, relata o delegado Luís Xavier. A quadrilha que Sandoval comandava era formada por seis pessoas. Todas foram presas.

Entre janeiro e abril deste ano, agências bancárias e postos de atendimento no interior do Pará foram alvo de 11 ações criminosas, mas apenas uma pode ser classificada como assalto – homens armados invadiram a agência do banco Santander, em Barcarena, no dia 17 de março. Os demais crimes foram quatro do tipo “sapatinho”, quatro do tipo “vapor” e dois furtos com arrombamento, como o ocorrido na agência do banco Santander, no município de Ananindeua, no último dia 16.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias