Connect with us

Pará

PARÁ: Secretaria de Agricultura lança o Frutal Amazônia e Flor Pará 2011

Publicado

em

O Frutal Amazônia e Flor Pará 2011 foram lançados nesta quinta feira (6), durante café da manhã com jornalistas e autoridades na sede da Federação da Agricultura do Pará (Faepa). A exposição de flores e frutas é promovida pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), e o Instituto Frutal, de 20 a 23 deste mês, no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.

Considerados os eventos mais importantes da fruticultura e floricultura do Norte do país, o Frutal Amazônia e Flor Pará demonstram o potencial da agricultura familiar e da agroindústria e reúnem produtores de toda a Amazônia e de outros Estados brasileiros. Especialistas vão ministrar cursos, palestras, seminários setoriais, painéis e oficinas florais para capacitar os produtores.

O titular da Sagri, Hildegardo Nunes, confirmou a presença do ministro do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence, para o lançamento do Plano Safra Estadual, que acontece dia 21, dentro da programação paralela do Frutal Amazônia e Flor Pará. Haverá também o encontro de secretários municipais de Agricultura. O tema do evento será “Agricultura e inovação: rota para o desenvolvimento sustentável”.

Sustentabilidade

Hildegardo Nunes destaca a importância do evento para o desenvolvimento econômico do meio rural e do Pará como um todo, partindo das práticas sustentáveis da agricultura. “O cacau e o açaí vêm se destacando na agricultura como fator de erradicação da pobreza com grande aceitação no mercado mundial”, diz. O Frutal Amazônia e Flor Pará proporcionam aos produtores a oportunidade do conhecimento, sem o qual não poderão crescer e alcançar novos mercados para os seus produtos.

O presidente da Faepa, Carlos Xavier, considera que o Pará tem um imenso potencial para transformar a região Norte em uma grande produtora mundial do setor. O Frutal Amazônia e o Flor Pará 2011 vêm para atuar como uma ferramenta em prol do desenvolvimento, pontua. “O evento propõe discussões e  estimula a preparação dos representantes do setor produtivo para essa nova fase do agronegócio”, afirma.

Na opinião do presidente do Instituto Frutal, Euvaldo Bringel, o evento complementa as políticas públicas ao apoiar a fruticultura, a floricultura e agroindústria, promovendo a inovação do setor para o desenvolvimento aliado à sustentabilidade. “O Frutal Amazônia e o Flor Pará 2011 proporcionam o conhecimento e a discussão entre produtores e tecnólogos sobre o potencial da região para o agronegócio”, reforça.

Destaques

A programação técnica vai abordar temas sobre as culturas industriais, como o cacau, produção agroecológica, cooperativismo e solução de problemas, todos com enfoque na Amazônia. Os painéis vão tratar de incentivos e crédito para o setor, regularização ambiental, informando os projetos que vêm sendo implantados pelo governo do Estado para facilitar a comercialização de produtos do setor.

O Parque Tecnológico será uma das maiores atrações na área da fruticultura. A instalação de dois túneis vai mostrar todo o funcionamento da cadeia produtiva do cacau e do açaí. Os visitantes poderão entrar e conhecer toda a evolução produtiva das duas culturas, desde a fase do plantio até a industrialização do chocolate e a produção artesanal dos batedores de açaí.

Na área da floricultura, será montado um grande painel com flores tropicais que dará as boas vindas aos visitantes. Os jardins darão ideia de paisagismo para diversos ambientes, demonstrando tipos de flores e plantas ornamentais, combinação de cores e artesanato.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

PARAUAPEBAS: Jacaré tenta invadir igreja

Publicado

em

Na manhã desta terça-feira, 26, um fato inusitado foi registrado por moradores da cidade de Parauapebas, um dos principais municípios da região de Carajás, no estado do Pará. Com as fortes chuvas que começaram a cair, ainda durante a madrugada, provocando alagamentos em diversas partes, um jacaré acabou chegando a uma via pública no bairro Cidade Nova e tentou subir uma escada na calçada de uma igreja evangélica.

A cidade de Parauapebas, está entranhada no meio da Floresta Nacional de Carajás, componente da Floresta Amazônica, e banhada por diversos rios e igarapés. Não é incomum, aos arredores da cidade, moradores encontrarem animais dessa natureza ou até mesmo onças.

Continue lendo

Pará

XINGUARA: EMATER fortalecerá piscicultura e fruticultura entre famílias do Projeto Casulo

Publicado

em

Cento e cinquenta famílias que integram a Associação Casulo, em Xinguara, sul do estado, serão assistidas com a inserção de novas atividades produtivas dentro do Programa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Proater), instrumento de gestão da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater-PA). O trabalho inclui estratégias de fortalecimento das cadeias de produção já existentes, como a fruticultura e a piscicultura.

Na sexta-feira (22), a propriedade rural da presidente da associação, Rosima da Rocha, recebeu a visita do técnico do escritório local, Eloelde Lima; do supervisor regional de Conceição do Araguaia, Leandro Santos; e da presidente da Emater, Lana Reis. Como encaminhamento, foi determinado a execução de um novo diagnóstico na área coletiva, visando a um plano de desenvolvimento de ações.

“Nosso trabalho de assistência técnica e extensão rural é contínuo, indo de acordo com as demandas do nosso público atendido em todos os 144 municípios paraenses para o fortalecimento da produção da agricultura familiar em todo o estado”, afirmou a presidente da Emater, Lana Reis.

A comunidade já contou com o assessoramento dos técnicos da Emater local para obtenção de financiamento via linha A, do Programa Nacional de Fortalecimento a Agricultura Familiar (Pronaf).

“Essa assistência da Emater é muito importante para nós,  pois recebemos orientação de como melhorar nossa produção, para nossas famílias acessarem as políticas públicas, para todo mundo crescer”, disse Rosima.

O supervisor regional da Emater em Conceição do Araguaia, Leandro Santos, disse que o trabalho na comunidade é feito há mais de 15 anos. “Com essas ações se busca trazer melhoria de vida para as pessoas que ali residem através da geração de emprego e renda”.

Através do Proater são desenvolvidas as ações de assistência técnica e extensão rural junto aos produtores familiares rurais, visando à produção sustentável, agregação de valor, geração de renda, organização social, diversificação agropecuária, inclusão social e manejo sustentável dos recursos naturais. (Paula Portilho) 

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Unidade integrada em São Félix vai garantir mais segurança pública ao município

Publicado

em

O governador Helder Barbalho inspecionou as obras da Unidade Integrada de Segurança do núcleo urbano de São Félix, em Marabá, nesta segunda-feira (25). Com um investimento de quase R$ 5 milhões, fruto de uma cooperação técnica com a empresa Vale, os trabalhos devem ser concluídos até abril de 2022. 

“Estamos iniciando hoje as obras do complexo de Segurança Pública na região que inclui São Félix, Morada Nova, os municípios que estão do outro lado do Tocantins, podendo, com isso, ter uma maior presença dos órgãos de segurança, a Polícia Militar, Polícia Civil, Departamento de Trânsito, Centro de Perícias e todo o Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, portando um conjunto de serviços de segurança para garantir paz para a população”, destacou o governador.

No local que abrigaria o centro de perícias, cujas obras ficaram inacabadas, serão instaladas estruturas da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), além da unidade básica de saúde do Comando de Policiamento Regional (CPR II), onde será feito atendimento médico, odontológico, psicológico e farmacêutico. 

O governador enfatizou o compromisso em oferecer segurança para acompanhar o crescimento do município. “Já vivemos a experiência em que a audácia da criminalidade chegou a fechar as pontes do município, deixando a situação em quase estado de sítio. E com a atuação deste complexo em São Félix representa ter uma estrutura dos órgãos de segurança do outro lado do rio Tocantins, permitindo que a comunidade possa ser assistida”, destacou Helder, durante discurso. (Dayane Baía)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze