- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 17 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

Pará sediará o primeiro evento verde do país

Mais Lidas

Os organizadores do 20º Congresso Brasileiro de Apicultura e 6º de Meliponicultura, que serão realizados pela primeira vez na região amazônica, pretendem superar, com uma recepção calorosa, os outros Estados que já sediaram o congresso, hoje o maior evento do setor apícola na América Latina. O projeto foi apresentado na quarta-feira (29), na Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), por Gerson de Morais, presidente da Federação das Associações dos Apicultores do Pará (Fapic), durante reunião dos órgãos que formam a comissão organizadora.

O 20º congresso deverá ser o primeiro evento verde do Brasil, com a implementação dos conceitos de sustentabilidade, responsabilidade social, consumo consciente, certificação dos produtos, comércio justo e sequestro de carbono.

O congresso nacional de apicultores acontece a cada dois anos. A próxima edição será realizada em Belém em maio de 2014, mas devido à grandiosidade dos eventos a organização já começou. “Queremos dar uma formatação bem regional, capaz de surpreender os participantes que virão de todo o Brasil e de outros países da América Latina”, adiantou o presidente da Fapic.

A união do encontro técnico científico ao turismo e à cultura da Amazônia é a ideia que vem sendo discutida com as diversas comunidades produtoras de mel. São agricultores familiares, extrativistas, quilombolas e índios que terão lugar de destaque na feira, que será realizada paralelamente ao congresso, no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.

Temáticas

O congresso será realizado sob três eixos temáticos: Sustentabilidade, Mercado e Comercialização e Ciência e Tecnologia. Até 2014, o governo do Estado apoiará o crescimento do setor com a conclusão do georreferenciamento dos produtores pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater). A expectativa é aumentar de 3 mil para 5 mil apicultores, e a produção de mil para 3 mil toneladas de mel.

O Pará é o principal polo apícola da Região Norte e tem como principais consumidores crianças e idosos, por meio da merenda escolar e da distribuição de alimentos aos asilos, contribuindo para a segurança alimentar e nutricional da população.

Participaram da reunião Patrícia Leite, gerente da área de Organização Rural e Gestão Social da Sagri; Antônio Carlos Rocha, gerente do programa Pará Rural, vinculado à Secretaria de Estado de Projetos Estratégicos (Sepe); José Américo Viana, superintendente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab); Ricardo Lustosa, da Emater, e Vanessa Souza, da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará).

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias