- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 23 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

Pará tem 1,4 milhão na miséria

Mais Lidas

Quase um quinto da população paraense é extremamente pobre. São exatos 1.432.188 habitantes no Estado, que residem em domicílios com rendimento menor ou igual a R$ 70 por mês. Desse total, cerca de 500 mil pessoas têm rendimento nominal mensal domiciliar igual a zero. Em números brutos, somente a Bahia e o Ceará, tem quadros piores. A estimativa é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com base nos números do Censo 2010, a partir da linha de extrema pobreza definida pelo governo federal. Em todo o Brasil, esse número chega a 16.267.197, 8,5% da população, sendo 11,43 milhões com renda entre R$ 1 a R$ 70, e 4,8 milhões sem nenhum rendimento.

Para levantar o número de brasileiros em extrema pobreza, o governo levou em consideração, além do rendimento, outras condições como a existência de banheiros nas casas, acesso à rede de esgoto e água e também energia elétrica. Esse mapeamento foi feito pelo IBGE a pedido do governo federal para orientar o programa ‘Brasil sem Miséria’, que será lançado nas próximas semanas pela presidente Dilma Rousseff. A informação foi dada, ontem, em Brasília, pela ministra de Desenvolvimento e Combate à Fome, Tereza Campello. Conforme ela, o governo será capaz de erradicar quase que por completo a extrema pobreza em quatro anos.

“A ideia é de que estamos fazendo um esforço extraordinário do governo federal, dos governos estaduais e dos municípios para erradicar a extrema pobreza. Não estamos falando de um plano que continuará, mas de uma força tarefa [para erradicar a pobreza em quatro anos]. O plano acaba em quatro anos”, disse a ministra. Ela explicou que os programas sociais que beneficiam famílias pobres mas com renda superior a R$ 70 continuarão, como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida. (O Liberal)

- Publicidade -spot_img

1 Comentário

Assinar
Notificar-me
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
EU

Sai governo, entra governo e as coisas ficam do mesmo jeito!
Esses benefícios bem que poderiam aumentar mais um pouco. E também deveria ser feita uma investigação acirrada das famílias que possuem esses benefícios, pois tem muita gente que não precisa e mesmo assim esta recebendo, tirando assim o direito de outras pessoas que realmente precisam desse dinheiro!

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias