Connect with us

Pará

PARÁ: Tráfego na ponte do rio Arraias entre Redenção e Conceição será liberado em 10 dias

Publicado

em

O tráfego na ponte sobre o rio Arraias na PA-287, entre Redenção e Conceição do Araguaia deverá ser liberado daqui a dez dias, tempo suficiente para curar o concreto que será estendido sobre a base de ferro e concreto na sexta-feira (18), segundo informou o engenheiro responsável pela recuperação da ponte.

Por enquanto os carros estão passando sobre uma ponte improvisada feita de madeira, cuja água do rio já está quase passando por cima. “Se a chuva continuar caindo na região, principalmente na parte sul do rio, logo essa ponte ficará submersa”, disse o caminhoneiro Odair Cardoso de Melo, que trafega pela região há 30 anos.

Comerciantes e membros da imprensa de Redenção estiveram vistoriando o trabalho e constataram que há número suficiente de operários e o trabalho está sendo bem feito. Entre o grupo que foi até a ponte, estava um engenheiro que confirmou a informação sobre o trabalho bem feito que está sendo feito.

O trabalho de recuperação da ponte estava parado havia quatro meses, e somente foi reiniciado após uma denúncia de um grupo formado por comerciantes e imprensa de Redenção. De imediato o secretário de estado de transportes (Setran), convocou uma reunião com o representante da Setran, com sede em Conceição do Araguaia, e o dono da empresa que estava fazendo o trabalho e houve então acordo no repasse do restante do dinheiro e reinício da obra.  (Otavio Araújo / Foto: Lourivan Gomes)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
1 Comment

Pará

MARABÁ: 5° Grupamento Bombeiro Militar inaugura obras de infraestrutura

Publicado

em

Com atuação estratégica no combate a incêndios urbanos e florestais e atendimento emergencial durante as tradicionais cheias do rio Tocantins, o 5° Grupamento Bombeiro Militar (GBM), em Marabá, recebeu obras de infraestrutura. Nesta segunda-feira (25), o governador Helder Barbalho participou da entrega oficial do prédio que recebeu Polo de Formação, novo alojamento feminino, guarita e uma viatura auto-plataforma mecânica com alcance de 20 metros de altura.

Nas obras de reforma e ampliação do 5º GBM, o Governo do Estado empregou, por meio do Fundo de Investimento de Segurança Pública (FISP), o valor de R$ 721.898,18 e conta com serviços de pintura, reforma de instalações elétrica e hidráulica de todo o complexo.

Em discurso, Helder Barbalho destacou a importância das obras para garantir melhores condições de trabalho ao Corpo de Bombeiros e, por conseguinte, o reflexo na prestação de serviço à comunidade.

“Quero festejar aqui os investimentos de mais de R$ 700 mil para reconstruir essa estrutura que foi entregue em 1993, ainda na gestão do governador Jader Barbalho. Hoje, ela está sendo reestruturada e adaptada para as necessidades dos dias atuais. Também aproveito para festejar a chegada desta plataforma. Pela primeira vez teremos uma estrutura fixa em Marabá para atender a casos de incêndio e com isso prestar o serviço com maior qualidade para a população de Marabá”, enfatizou o chefe do poder Executivo estadual.

Participaram da agenda autoridades municipais como o prefeito Sebastião Miranda Filho, a deputada federal Elcione Barbalho e o estadual Chamonzinho, além do secretariado estadual e o comandante geral dos Bombeiros, Hayman Apolo.

Homenagem Póstuma

Durante a agenda, foi inaugurado o Polo de Formação Bombeiro Militar 2º Sargento BM Paulo Ronaldo Batista, cujo nome refere-se ao membro de trajetória ilibada na carreira militar e atuação na unidade, falecido em 2018.

Idealizado para qualificação, aperfeiçoamento e instrução dos militares da região de Marabá, objetivando a capacitação através de cursos de formação ou de especialização. O prédio é composto por duas salas de aulas, alojamentos e banheiros para atender e dar suporte aos alunos em curso.

Plataforma em Altura

Primeiro do interior do Estado, o 5º GBM recebeu uma viatura auto plataforma mecânica (APM – 04), com alcance de 20 metros de altura ao grupamento, auxiliando no suporte a operações de salvamento em altura e combate a incêndios urbanos. (Dayane Baía)

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Laticínio na Vila Sororó irá beneficiar cerca de 120 produtores rurais

Publicado

em

A instalação de um laticínio na Vila Sororó, localizada a 35 quilômetros de Marabá, pretende potencializar a produção de leite na região, atendendo, em média 120 pequenos produtores rurais.

São famílias de agricultores que produzem nos 18 Projetos de Assentamentos (PAs), distribuídos da Vila Itainópolis até a Vila Piranheiras. A expectativa da produção diária é de aproximadamente 7.000 litros de leite, podendo chegar a 10.000 litros, onde serão produzidos também queijos, iogurtes e outros derivados do leite.

De acordo com Antônio Pereira Filho, o Toninho do Sororó, administrador da vila, a obra foi iniciada há 16 anos, pois era o resultado de esforços de produtores da região que pudesse atender a demanda crescente e necessitava de um espaço para direcionar a comercialização do leite.


“Era um sonho que já deveria estar atendendo nossa comunidade, no entanto a obra iniciava e depois parava devido a problemas no convênio com a prefeitura em gestões passadas. Mas graças a Deus que agora, a prefeitura juntamente com a Caixa, está finalizando a obra e acredito que até o final de dezembro estaremos entregando o laticínio pronto”, esclareceu Antônio Filho.

Antônio lembra que o laticínio vai mobilizar os produtores e incentivar outras famílias a também trabalharem na produção de leite e transformar a região numa das maiores bacias leiteiras do interior. “Este projeto vai agregar valor e gerar renda para a população, pois no funcionamento do laticínio vai ser ofertada uma média de 50 empregos diretos”, destacou o administrador da vila.

Para fazer o tratamento da água e efluentes gerados no laticínio, nas etapas de produção, foram construídas duas lagoas, sendo a maior com uma dimensão de 25×15 e com uma profundidade de 5 metros, a menor com uma dimensão de 5×5 onde receberam uma manta especial para evitar que os resíduos possam atingir a camada do solo.

“As famílias que produzem na região já estão com muita ansiedade para ver o laticínio em funcionamento, pois é um sonho antigo e logo logo estaremos entregando uma grande obra que vai potencializar a produção no campo na região da vila Sororó”, finalizou Antonio Pereira Filho. (Victor Haôr / Fotos: Sérgio Barros)

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Projeto ajuda a resgatar a autoestima de mulheres vítimas do câncer de mama

Publicado

em

Enfrentar o câncer é um grande desafio para qualquer ser humano, a doença tem um estigma social de ser incurável e afeta o psicológico e a autoestima. Com o objetivo de ajudar a minimizar esse impacto, o Projeto Transformando Vidas oferta, gratuitamente, serviços para mulheres vítimas do câncer de mama.

Por meio da micropigmentação paramédica, as pacientes têm reconstruído os seus mamilos e aréolas dos seios. “Nosso objetivo é trazer a autoestima para mulheres que tiveram o câncer e perderam uma referência do ser corpo”, afirma Lídice Marques, idealizadora do projeto, em parceria com a Secretaria Municipal da Mulher (Semmu) e o Instituto Vencendo o Câncer (Ivecan).

“Quando a pessoa descobre que tem um câncer, é como se tivesse pegado um ingresso pra morte, porque a gente nunca sabe se vai vencer. Quando eu descobri a doença, já estava em um nível elevado e precisei fazer a mastectomia radical total. Nesse procedimento, a gente perde o seio, o mamilo e metade da nossa autoestima vai para o lixo, por isso é tão importante esse projeto e o resultado é incrível, o serviço é muito bem feito”, relata Socorro Plácido, presidente do Instituto Vencendo o Câncer (Ivecan).

As mulheres que precisarem desse serviço podem entrar em contato com o Centro de Referência da Mulher (CRM), localizado à rua F, número 88, bairro União. A Semmu é responsável por fazer a triagem dessas mulheres e avalia critérios socioeconômicos para que elas sejam beneficiadas com o projeto.   

“Cuidar da mulher é a nossa missão, e a Semmu abraça esse lindo projeto, e essa parceria com o Ivecan, porque sabemos que assim podemos ajudar muitas mulheres que precisam desse serviço, mas que não tem condições de arcar os custos do procedimento. Cuidar da autoestima também é cuidar da saúde”, destaca Edileide Batista, titular da Semmu.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze