- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 16 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

PARÁ: Tráfego na ponte do rio Arraias entre Redenção e Conceição será liberado em 10 dias

Mais Lidas

O tráfego na ponte sobre o rio Arraias na PA-287, entre Redenção e Conceição do Araguaia deverá ser liberado daqui a dez dias, tempo suficiente para curar o concreto que será estendido sobre a base de ferro e concreto na sexta-feira (18), segundo informou o engenheiro responsável pela recuperação da ponte.

Por enquanto os carros estão passando sobre uma ponte improvisada feita de madeira, cuja água do rio já está quase passando por cima. “Se a chuva continuar caindo na região, principalmente na parte sul do rio, logo essa ponte ficará submersa”, disse o caminhoneiro Odair Cardoso de Melo, que trafega pela região há 30 anos.

Comerciantes e membros da imprensa de Redenção estiveram vistoriando o trabalho e constataram que há número suficiente de operários e o trabalho está sendo bem feito. Entre o grupo que foi até a ponte, estava um engenheiro que confirmou a informação sobre o trabalho bem feito que está sendo feito.

O trabalho de recuperação da ponte estava parado havia quatro meses, e somente foi reiniciado após uma denúncia de um grupo formado por comerciantes e imprensa de Redenção. De imediato o secretário de estado de transportes (Setran), convocou uma reunião com o representante da Setran, com sede em Conceição do Araguaia, e o dono da empresa que estava fazendo o trabalho e houve então acordo no repasse do restante do dinheiro e reinício da obra.  (Otavio Araújo / Foto: Lourivan Gomes)

- Publicidade -spot_img

1 Comentário

Assinar
Notificar-me
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Clebis Martins de Oliveira

Somos moradores de Brasília e temos parentes em Redenção, para onde sempre vamos. Estivemos em Redenção entre os dias 10/11 e 14/11, e qual não foi minha surpresa ao chegar em Redenção por volta das 17 horas (hora local) com a ponte já praticamente submersa e por volta das 20 horas a mesma já se encontrava em tal situação. Fico imaginando o descaso das autoridades e politicos para com o sul do Pará. Rodovias que não há trafegabilidade, pontes em péssimas condições e o absurdo de, onde existem pontes que se presam, as cabeças das mesmas são só buracos. Lendo a resportagem acima, fica ainda mais, a comprovação da falta de respeito para com os moradores da região e com as pessoas que se reportam ao local. Em uma distância de 1.180km, infelizmente quando entramos no Estado do Pará, sabemos que teremos prejuizo certo com os veículos,tais como, suspensão quebrada, pneus cortados, alianhemnto que se perde. Mas tenho fé que, com o plebiscito, fico torcendo para que os moradores votem pela divisão do Estado, pois pelo que posso perceber, só assim, o Sul do Pará terá desenvolvimento em todos os sentidos, assim como aconteceu com o Estado do Tocantins, Estado este que dá até gosto dirigir em suas rodovias bem cuidadas e sinalizadas. Sabe-se que também muitos moradores votarão pela não divisão do Estado, e a estes, deixo uma clara mensagem que a qualquer momento pode-se precisar deixar o Sul do Pará em caso de emergência e poderá não dar tempo de se chegar onde se precisa.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias