- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 05 / julho / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

PARÁ: Uepa prepara Plano Diretor para os campi no interior

Mais Lidas

Coordenadores dos campi do interior do estado, pro-reitores, diretores e assessores da Gestão Superior da Universidade do Estado do Pará (Uepa) estão reunidos, em Belém, para a elaboração do Plano Diretor Territorializado. A construção coletiva do documento faz parte do Seminário de Planejamento dos Campi da Interiorização.

O Seminário é uma prática anual da gestão para discutir estratégias de desenvolvimento da instituição nos 15 municípios paraenses onde estão implantadas unidades acadêmicas. Nos últimos dias 24 e 25 de fevereiro, um outro encontro para elaboração de ações reuniu coordenadores e dirigentes da capital.

O Seminário foi aberto com uma palestra ministrada pela reitora da Uepa, Profª Drª Marília Brasil Xavier, que falou sobre a importância da elaboração de um Plano Diretor para estabelecer diretrizes e determinar o melhor funcionamento da instituição e, assim, fortalecer o ensino superior nos demais municípios do Estado. “A perspectiva da gestão é ter uma visão sistêmica da Universidade. Por isso precisamos de um Plano Diretor Territorializado, posto que cada território tem sua característica e nós precisamos acompanhar as peculiaridades de cada campus”, afirmou.

O Plano Diretor começa a ser construído hoje com o encontro de todos os coordenadores de campi do interior e está previsto para ser concluído em dois meses. Após esse período, a Gestão Superior irá em cada município onde a Universidade está instalada para discutir com a comunidade local os rumos do Plano.

“Espero que o nosso Plano Diretor seja construído com várias mãos e que possamos deixar um legado para essa instituição”, desejou a reitora, que também apresentou aos coordenadores os avanços nas áreas de Graduação, Pesquisa e Pós-Graduação e Gestão e Planejamento e as metas da Uepa para os próximos dois anos, entre elas, a democratização da gestão dos campi, fóruns regionais, a aquisição de equipamentos, realização de obras e a fixação de professores no interior do Estado, experiência que tem se mostrado positiva na instituição.

Professores

Presente ao Seminário, a coordenadora do Campus de Conceição do Araguaia, Élida Moraes é uma das que conhecem, na prática, a realidade de professores fixos no campus. A região do Araguaia, segundo ela, foi uma das mais demandadas no último concurso para professores, realizado pela Uepa em 2010, com preenchimento de 14 das 17 vagas ofertadas.

“Assim que assumiram, os professores deram alma nova à produção do conhecimento no campus. Com mestres e doutores, tivemos um impulso significativo nas áreas de pesquisa e extensão. O campus, agora, começa a intensificar a produção acadêmica, o que antes acontecia de forma tímida”, afirma Élida.

A coordenadora cita ainda os benefícios com a fixação de professores, entre eles, a maior dedicação profissional na produção de projetos de pesquisa, a segurança e qualidade de vida do professor e a redução de custos com transportes, passagens e diárias para a Universidade, o que não acontecia com o movimento itinerante dos profissionais. “É um investimento com benefício incalculável”, finaliza.

Serviço: O Seminário de Planejamento dos Campi da Interiorização acontece até sexta-feira (18), das 8h às 18h, no Martan Spa e Hotel, localizado na rodovia Mário Covas, em Belém.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias