Connect with us

Pará

PARÁ: ‘Volto um melhor aprendiz’, diz Jader Barbalho no retorno ao Senado

Publicado

em

Empossado senador na tarde desta quarta-feira (28), em pleno recesso parlamentar, o senador Jader Barbalho (PMDB-PA) afirmou, em sua primeira entrevista já como senador, que retorna ao Senado na condição de um “melhor aprendiz”. Barbalho deixou o Senado em 2001, quando renunciou ao cargo para evitar um possível processo de cassação relacionado a suposto desvio de recursos.

“Medroso eu nunca fui. Acho que o medo e a dor são dois sintomas que o ser humano tem de ter. Evidentemente que eu tenho procurado fazer da minha vida um aprendizado. Eu volto um melhor aprendiz”, disse o senador.

Jader Barbalho assumiu o mandato em rápida cerimônia, logo após a reunião da Mesa Diretora, comandada pela vice-presidente da Casa, senadora Marta Suplicy (PT-SP). Depois do juramento, o senador foi diretamente para a sala da liderança do PMDB, onde conversou com jornalistas.

Barbalho lamentou não ter assumido antes o cargo. Ele havia sido barrado pela Lei da Ficha Limpa e ganhou condições de assumir o cargo por uma decisão do Supremo Tribunal Federal, que não considerou a lei como válida para a eleição de 2010, em que obteve quase 1,8 milhão de votos. No lugar dele, tomou posse Marinor Britto (PSOL-PA), que recebeu 727,5 mil votos.

“Eu lamento que, a partir que do momento que o Supremo declarou que a lei era a inconstitucional, eu não ter o direito de exercer o mandato, que me foi concedido pelo povo do Pará. Lamento profundamente, mas o mandato de senador é longo, de oito anos, e eu terei mais de sete anos para exercer o mandato pelo Pará, e devolver a solidariedade ao povo do Pará. Não foi uma eleição fácil […] Eu nunca tinha enfrentado um adversário tão difícil”, afirmou.

Renúncia

O peemedebista lembrou o episódio que teve de renunciar ao mandato, em 2001, e especialmente o seu principal adversário político na época, o senador Antonio Carlos Magalhães, já falecido.

“Esta é até uma homenagem que eu quero fazer ao Antonio Carlos, que na última entrevista que ele deu disse que o episódio mais difícil da carreira dele foi ter se confrontado comigo. Eu gostaria de retribuir esta homenagem a ele neste momento”, disse.

Barbalho afirmou que, naquela época, renunciou porque não tinha “clima” para permanecer no cargo.

“Eu renunciei porque tinha um clima impossível de permanecer no plenário, impossível de algum tipo de julgamento político que não fosse passional. O embate político tinha sido muito grande. Eu quero inclusive dizer para vocês que, em certa forma, me arrependo da passionalidade que eu me permiti. O meu gesto [ao renunciar] foi de natureza política”, disse.

Adversários

Jader Barbalho afirmou que, desta vez, não quer cultivar adversários pessoais no Senado. “O adversário que eu elegi são as dificuldades do Brasil. Eu não tenho tempo a perder com divergências de natureza pessoal, com questões pessoais”, afirmou.

Sobre a possibilidade de assumir a liderança no PMDB na Casa, o mais novo senador afirmou que chega na Casa “no final da fila”.

“Eu fui seis anos e meio líder do PMDB. Entro aqui no final da fila, como recruta, para aprender ainda mais no Senado e colaborar com os projetos do país. Não sou candidato a nenhum posto.”

Novo integrante da base do governo, ele elogiou o trabalho da presidente da República, Dilma Rousseff, mas adiantou que, dependendo da situação, poderá divergir de interesses do governo.

“Em princípio, eu aceito a posição do meu partido. Evidentemente que isso não me impede de vir a divergir. Eu devo meu mandato ao povo do Pará”, disse.

Filho

Ao final da entrevista, Jader ainda ouviu uma pergunta do filho, Daniel, de 9 anos, que chamou a  atenção pelas brincadeiras. O garoto perguntou ao pai qual era a principal denúncia de um vereador do PMDB, e o senador corrigiu.

“Filho, é senador”. O garoto, então, retrucou. “Tanto faz, senador, vereador”. Em tom de brincadeira, Jader respondeu. “Rapaz, tu não sabe o que é essa gente”, falou ao filho, referindo-se aos jornalistas. Diante das risadas, o senador disse ao filho: “Depois eu te dou uma entrevista exclusiva em casa”. (G1 / Foto: Beto Barata – Agência Estado)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
6 Comments

Pará

MARABÁ: Limpeza de grotas e bueiros vem sendo mantido nos bairros

Publicado

em

As equipes de limpeza do Serviço de Saneamento Ambiental (SSAM) estão atuando em toda a cidade, em diversas frentes para deixar os locais mais bonitos e limpos. Esta semana, entre os locais de atuação das equipes de roço estão às margens da Transamazônica e o Jardim Belo Horizonte, que também está passando por limpeza de bueiros na avenida Minas Gerais. Na Folha 28, Nova Marabá, homens estão trabalhando na limpeza da Grota Criminosa. Os moradores do Jardim Bom Planalto, entre a avenida Pará com a Travessa do Badeco, e no bairro Independência, na rua do Arame, também presenciam a limpeza de grotas. Nesta última, o serviço foi feito com o uso de máquinas. 

Felisbela Neto, que mora há sete anos no final da rua do arame, está satisfeita com o serviço do SSAM. Ela mora de frente à uma grota. A limpeza garante melhor escoamento da água. “Aqui quando não limpava, se chovesse a água subia até no batente, não tinha como passar, pra quem tem criança pequena, é difícil. Quando eles vêm limpar fica bom porque não enche tanto”, comenta a dona de casa. 

Vale ressaltar que as equipes do SSAM não param, todos os dias estão pelas ruas cuidando da limpeza da cidade seja na varrição, coleta de lixo domiciliar, coleta de entulhos, roço e capina, limpeza de valas, grotas e bueiros. De acordo com Odilon Cerqueira Leite, chefe de limpeza do SSAM, o cronograma é feito dia a dia e sempre baseado na necessidade de cada localidade.  

Para colaborar com a limpeza da cidade, que a população não jogue lixo nos canais porque causam alagamentos na rua e entupimentos de bueiros. É importante acondicionar bem o lixo em sacos para evitar ser espalhado pelo chão. Colocar o lixo para fora apenas no horário bem próximo da coleta, evitando a ação dos animais, que sujam a rua impossibilitando o serviço de coleta dos garis. Além disso, evitar jogar lixo em lugares inadequados. (Leydiane Silva / Fotos: Paulo Sérgio)

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: SEMEL de pendenga com árbitros do basquete

Publicado

em

Árbitros que trabalharam em uma competição de basquete 3×3, em Parauapebas, na região de Carajás, estão chateador com a Secretaria Municipal de Esportes de Lazer, que teria deixado pendências com os profissionais.

Representantes do grupo alegam que aguardem desde o dia 23 de outubro uma solução para a situação, mas que recebe apenas os licencio do secretário, Leandro Gambetas e do adjunto Jorge Antônio Benício.

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Consulta Pública vai discutir implementação do Parque Natural Maria Bonita

Publicado

em

Com o objetivo de preservar o patrimônio natural do município, a Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), realizará no dia 16 de dezembro uma consulta pública para a criação da Unidade de Conservação Parque Natural Maria Bonita. O processo foi iniciado em 2014, com base em estudo desenvolvido pela Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra).

Em Parauapebas, consta fragmentos remanescentes florestais, inclusive no perímetro urbano, que apresenta características relevantes para compor a Unidade de Conservação. A área proposta, localizada entre os bairros Alvorá e Nova Carajás. A criação da Unidade de Conservação tem capacidade de oferecer lazer e recreação para a sociedade com atrações que permitam o contato com a natureza, realização de atividade física e proporcionar o fomento do turismo em natureza local.   

Unidades de Conservação

O Estado do Pará possui 83 Unidades de Conservação, sendo 19 estaduais distribuídas no território de 32 municípios. As UC resguardam o habitat e o modo de vida dos povos tradicionais da floresta, protegem a biodiversidade e preservam o potencial econômico do bioma amazônico. Parauapebas tem três Unidades de Conservação federais e duas municipais. São elas: a Apa do Gelado, categoria de uso sustentável; Floresta Nacional de Carajás, categoria de uso sustentável, e Parque Nacional dos Campus Ferruginosos Carajás, categoria proteção integral. Já as Unidades de Conservação do município são: Apa do Igarapé Ilha do Coco, categoria de uso sustentável e do Parque Natural Municipal Morro dos Ventos, categoria de proteção integral.     

A criação de uma Unidade de Conservação em Parauapebas consta como meta da administração pública municipal, visando integrar a infraestrutura necessária para a preservação do bioma amazônico, desenvolvimento sustentável local, proteção da paisagem e fortalecimento das atividades de educação ambiental e produção científica.

Consulta Pública 

A consulta pública que discutirá pontos importantes para a criação da Unidade de Conservação Municipal “Parque Natural Maria Bonita”, ocorrerá no dia 16 de dezembro, às 10h, com transmissão ao vivo pelo canal do Youtube e Facebook da Prefeitura de Parauapebas.

Estarão presentes, representantes da Semma, da Ufra, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e autoridades do executivo e legislativo.

A população irá poder interagir tirando as dúvidas, enviando as perguntas para o e-mail: [email protected] . Os  questionamentos serão respondidos durante a transmissão.

Maria Bonita

A Maria Bonita é uma ave passeriforme da família Rhynchocyclidae, conhecida também como papa-mosca-de-peito-preto, mede cerca de 11,5 centímetros de comprimento e pesa entre 8 e 9 gramas. É uma ave pouco conhecida, e trata-se de uma espécie rara. Durante a pesquisa a ave foi encontrada na região da Unidade de Conservação. (Marcelo Duarte)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze