Connect with us

Pará

PARAUAPEBAS: Corpo do jornalista José Neves é sepultado

Publicado

em

Amigos, parentes e autoridades prestaram as últimas homenagens ao jornalista José Neves que morreu na madrugada de sábado (21), após complicações cardíacas por conta de uma pneumonia aguda. O velório aconteceu neste domingo (22) às 9h da manhã na Loja Maçônica do município de Parauapebas, sudeste do Pará. O corpo do repórter foi enterrado por volta das 11h no cemitério Jardim da Saudade.

O corpo do repórter saiu em cortejo pelas ruas da cidade no carro do Corpo de Bombeiros. Amigos, colegas de trabalho e admiradores conquistados ao longo dos anos de jornalismo se emocionaram. Eles usavam camisas estampadas com a foto de Neves como uma forma de uma última despedida. O momento marcante do cortejo foi quando o carro parou em frente à sede da TV Liberal. Uma chuva de balões brancos foi realizada para dar o último adeus a esse repórter que conseguiu deixar o seu legado na TV.

O prefeito Darci José Lermen decretou luto oficial de três dias no município em função do falecimento do Jornalista. ” Neves sempre foi muito simples e respeitado por todos. Considerado um profissional de comunicação exemplar, dedicou-se com fervor em cada pauta, levando a milhares de lares a informação precisa dos fatos”, disse o prefeito em nota.

O jornalista José Neves, 36 anos, morreu na madrugada de sábado (21), em Belém. Ele era repórter da TV Liberal em Parauapebas, sudeste do Pará. Neves estava internado em tratamento em um hospital particular da capital para tratar uma pneumonia aguda, teve complicações cardíacas e não resistiu.

O jornalista nasceu no município de Santa Luzia, no Maranhão, mas há 14 anos morava em Parauapebas, mesmo tempo em que atuava como repórter da TV Liberal.

Em nota o Sindicato dos Jornalistas do Pará (Sinjor-PA), também manifestou o “mais profundo pesar pela morte do jornalista José Neves.” A Prefeitura de Paurapebas disse em nota que “a morte tirou deste município um dos melhores jornalistas do estado. Seu legado de trabalho, certamente, será lembrado ainda por muito tempo e merece o nosso respeito e admiração.”

O prefeito de Ourilândia, Romildo Veloso, também se pronunciou sobre a perda. “Lamento profundamente a sua ausência. Acompanhei suas belíssimas reportagens usando sempre o jornalismo sério, usando o bom senso. O sul e sudeste do Pará perdem um grande repórter”, disse.

Para quem conheceu Neves nas coberturas sobre Amazônia, o pesar também é grande. “Uma perda para nós da Amazônia brasileira. Ele contribuiu muito, trouxe as notícias de forma integral, ele contou a verdade da Amazônia. Ele tinha comprometimento com o meio ambiente na região de forma incontestável. Estamos de luto, mas agradecemos a ele”, declarou Vitor Garcia, servidor do ICMBio. (G1)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Homem e dois adolescentes foram encontrados baleados dentro de ônibus no interior do Pará

Publicado

em

Um homem e dois adolescentes foram baleados com vários tiros e amordaçados dentro de um ônibus no residencial Goiânia em Capitão Poço, nordeste do Pará.

Um dos adolescentes morreu no local com tiro na cabeça e os outros dois ficaram gravemente feridos.

As vítimas foram encontradas por moradores no ônibus abandonado em área de mata, por volta das 10h30. As pessoas chegaram a entrar no veículo e fizeram imagens.

A Polícia Militar chegou às 15h30 no local, nas proximidades de um ginásio de esportes. Segundo a PM, ninguém no local soube dar informações sobre o caso, “imperando a lei do silêncio”.

As vítimas foram identificadas como Reinaldo Brito da Silva, de 23 anos, e os adolescentes A. C. V. C. e E.S.V. Dois deles foram transferidos para Belém.

Em nota, a Polícia Civil informou que, durante as buscas no ônibus, foram encontradas cápsulas de armas de fogo e que o caso está sendo investigado pela polícia local, com apoio da Coordenadoria de Operações Especiais, Diretoria de Polícia Especializada, Diretoria de Polícia do Interior e da Superintendência da 6º Região Integrada de Segurança Pública (RISP) Caeté.

Até então, a motivação e a autoria do crime ainda não foram confirmadas.

Continue lendo

Pará

SÃO DOMINGOS DO ARAGUAIA: Colisão entre caminhão e carreta deixa homem carbonizado na Transamazônica

Publicado

em

Um grave acidente entre caminhão baú e uma carreta foi registrada nesta segunda-feira (18), na rodovia Transamazônica (BR-230), em São Domingos do Araguaia, sudeste do Pará. Uma pessoa ficou presa nas ferragens e outra morreu carbonizada.

A carreta ultrapassou o corrimão de proteção e o condutor ficou preso nas ferragens. Ele foi retirado com vida e encaminhado para o Hospital Regional de Marabá.

O caminhão baú entrou em combustão e um dos passageiros teve o corpo carbonizado e morreu no local. O motorista do caminhão sofreu ferimentos leves e foi conduzido pelo SAMU a uma unidade de saúde da região.

Continue lendo

Pará

Vacinação contra Covid-19 começa no Pará

Publicado

em

A enfermeira Shirley Cuimar Cruz Maia de 39 anos foi a primeira paraense vacinada contra a Covid-19 em Belém. Em seguida, a técnica de enfermagem Marielza da Silva Monteiro, 57 anos, também recebeu a primeira dose da CoronaVac. As duas imunizadas atuam na linha de frente no combate a pandemia, no Hospital de Campanha de Belém.

A cerimônia simbólica que marcou o início da vacinação contra o coronavírus aconteceu na manhã desta terça-feira (19), no Hangar, Centro de Convenções, mesmo lugar onde funciona o hospital de campanha da capital. O ato foi acompanhado pelo governador do Pará, Helder Barbalho e pelos prefeitos de Belém, Edmilson Rodrigues, e de Ananindeua, Dr. Daniel.

Durante a cerimônia também foi realizada a primeira imunização do município de Ananindeua, região metropolitana de Belém. O enfermeiro João Bernardo, 37 anos, que trabalha no combate a pandemia foi o terceiro a receber a vacina.

As 173 mil doses de vacina devem imunizar cerca de 86 mil pessoas no Pará. De acordo com Helder, o carregamento que já está no estado precisam garantir as duas doses que cada pessoa imunizada.

Continue lendo
publicidade Bronze