Connect with us

Pará

PARAUAPEBAS: Vem aí a 1ª Copa Xikrin do Kateté de Futebol Indígena da região de Carajás

Publicado

em

Com o objetivo de promover a cultura esportiva entre os povos indígenas a Prefeitura de Parauapebas, por meio do Departamento de Relações Indígenas (DRI) e a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel) com apoio do Instituto Indígena Botiê Xikrin realiza a 1ª Copa de Xikrin do Kateté de Futebol Indígena. 

A abertura da copa ocorre neste sábado, 19 e as competições seguem até 25 de junho.  O palco das disputas será a aldeia Ôôdjã. Ao todo, 31 equipes (18 masculinas e 13 femininas) se apresentar para competir nas modalidades de futebol e futsal.  “Serão 13 comunidades indígenas participantes e decidimos realizar esse campeonato em cumprimento às diretrizes do governo municipal, a ideia é promover o esporte amador fazendo com que os indígenas recebam o reconhecimento de que também são bons de bola”, declarou o coordenador do DRI, Girlan Silva . 


O troféu da competição será em homenagem ao ex-cacique Bep Karoti Xikrin que faleceu no dia 31 de maio do ano passado vítima da Covid-19. O cacique deixou como legado a justiça, solidariedade, o amor pela natureza e a paixão pelo futebol . “A escolha do nome para representar o campeonato foi unanime, nada mais justo o “Bep” receber esse reconhecimento, além da premiação ao campeão e vice- campeão, a Semel vai oferecer apoio de comissão de arbitragem, medalhas, uniformes, bolas, revitalização dos campos e logística” detalhou o coordenador de esportes rurais e comunidades indígenas da Semel, Abreu Lima.

Preparação 

Na última terça- feira, 15, a equipe da Semel visitou a aldeia Ôôdjã para realizar o sorteio que define a ordem dos times de acordo com a tabela. Segundo o regulamento as regras serão as mesmas usadas pela Confederação Brasileira de Futebol e a Confederação Brasileira de Futsal para os jogos amadores. Se tudo ocorrer dentro do previsto, os times das tribos terão a chance de se profissionalizar e quem sabe serem incluídos no quadro da Liga Esportiva Parauapebas (LEP), atual responsável pela organização do Campeonato Municipal da cidade.  Ainda durante a Copa Xikrin está previsto a visita da comissão técnica do Parauapebas Futebol Clube (PFC) que aceitaou o convite para analisar o desempenho dos jogadores indígenas. 

“Estamos ansiosos, gostamos de futebol e na tribo tem muitos guerreiros que podem jogar bola como o homem branco, vai ser muito bom esse jogo e vai ser bonito”. agradeceu o cacique Djudjêkô Kamreik Xikrin.

No dia 26, após a cerimônia de premiação dos times campeões ocorrerá a posse do novo cacique Bep Oti Xikrin Filho que assume o cargo de cacique ocupando o lugar do pai Bep Karoti Xikrin. Para as comemorações as aldeias devem realizar o amistoso da Amizade entre as aldeias Xikrins e os indígenas Gaviões kyikatejê povos indígenas como forma de presentear o novo líder indígena. (Cleidi Rodrigues)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

PARAUAPEBAS: Educação vai discutir nesta quinta, 5, plano de retorno das aulas presenciais

Publicado

em

A Secretaria Municipal de Educação (SEMED) informou que o plano de retorno das aulas presenciais da rede de ensino já está pronto.

No entanto, diante do contexto atual da pandemia do novo coronavírus, da complexidade da rede municipal de ensino e seguindo os protocolos de saúde já instituídos, irá reunir nesta quinta-feira, 5 de agosto, com a Comissão Intersetorial de Biossegurança (formada por representantes dos conselhos, vigilância sanitária, sindicato e outras secretarias) para avaliação e tomada de decisão sobre o melhor momento para o retorno na rede municipal, que será de forma gradativa para garantir o máximo de segurança possível a toda comunidade escolar.

As aulas não presenciais começaram nesta terça-feira, dia 3 de agosto.

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Justiça determina que manifestantes desocupem Prefeitura

Publicado

em

O município de Parauapebas, em Carajás, Pará, ingressou com Ação de Reintegração de Posse com pedido de Tutela de Urgência em face dos integrantes do Movimento Morada Digna, que na terça, dia 3, por volta das 5h, invadiram e interditaram a via de acesso ao prédio da Prefeitura Municipal.

O acesso ao local, bem como o trafego de veículos foi impedido.

Por volta das 8h os funcionários do Município foram impedidos de entrar no prédio. A invasão foi encabeçada pelos representantes do movimento.

A Justiça considerou que a posse do órgão afetado ao serviço público e determinou a reintegração do prédio, ficando proibida qualquer obstrução do acesso ao prédio, sob pena de multa diária de R$ 5.000,00 limitada a R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) e desobediência.

Continue lendo

Pará

ITUPIRANGA: Com Prefeitura “lotada” de funcionários temporários, Concurso será realizado ainda este ano

Publicado

em

Na última sexta, 30, a Promotoria de Justiça de Itupiranga firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Município. O documento trata sobre o concurso público que deve ser realizado para cargos/funções que atualmente estão sendo ocupados por servidores temporários. Foi detectado que houve um impacto financeiro no orçamento do município causado pelo número excessivo de contratações em caráter temporário. 

Conforme estabelecido no TAC a gestão municipal se compromete a iniciar os procedimentos para realização do concurso até o dia 30 de novembro deste ano e enviar ao Ministério Público um cronograma de andamento do certame. O concurso deverá substituir no mínimo 70% dos servidores temporários por efetivos. Assim, na medida em que os aprovados forem empossados, os temporários deverão ser dispensados. 

Além disso, a prefeitura deve abster-se de contratar servidores em caráter temporário e deve nomear e empossar os candidatos aprovados em até três meses após homologação do resultado definitivo da prova e enviar mensalmente à Promotoria de Justiça relatórios informando a respeito das providências tomadas.  


Destaca-se que o TAC não valida qualquer ato ilícito anteriormente praticado por gestores ou servidores públicos, bem como não servirá de fundamento para práticas ilícitas. De forma que não isenta ou exime qualquer agente público ou privado de suas responsabilidades. 

O Ministério Pública ressalta que o ingresso no serviço público, como regra, ocorre mediante aprovação em concurso e que a criação de cargos em comissão e contratação de temporários devem obedecer ao princípio da proporcionalidade. Ou seja, devem haver motivos relevantes e concretos e que respeitem o interesse social. Os dispositivos constitucionais estabelecem como requisitos para contratação de servidores temporários, os seguintes itens: prescrição legal dos casos de contratação, tempo determinado, necessidade temporária, de excepcional interesse público, precariedade e vedação ao nepotismo. 

Em caso de descumprimento do TAC, poderá ser aplicada multa, por dia de atraso, no valor de um salário mínimo, a ser suportada pelo prefeito. Assinaram o Termo, o promotor de Justiça Josiel Gomes da Silva e o prefeito de Itupiranga, Benjamin Tasca. (Com informações de Juliana Amaral)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze