Connect with us

Maranhão

Policias receberão treinamento para combater o tráfico e uso de crack

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) deu início, nesta segunda-feira (1º), a realização do Curso Nacional de Multiplicador de Polícia Comunitária (CNMPC) com solenidade, no auditório da Fiema, que teve a participação do secretário Aluisio Mendes. A capacitação faz parte das ações do Programa Crack é Possível Vencer, desenvolvido em parceria do Governo do Estado com o Governo Federal. As aulas, que prosseguem até 26 de julho, serão ministradas no Colégio Militar 2 de Julho (Avenida dos Franceses, s/nº, Vila Palmeira, em São Luís).

O objetivo do curso, realizado por meio da Secretaria-Adjunta de Desenvolvimento e Articulação Institucional, é capacitar 40 policiais civis e militares, do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão e Guarda Municipal de São Luís no desenvolvimento de ações orientadas pela filosofia de Polícia Comunitária. Eles serão habilitados para atuarem, principalmente, no desenvolvimento do Programa “Crack é possível Vencer”.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Aluisio Mendes, destacou a importância da inserção de vários setores no combate ao avanço do crack. “A luta precisa acontecer, de forma integrada, entre o poder público, sociedade e família. Atualmente 72% dos homicídios na Região Metropolitana de São Luis estão relacionados com o tráfico de drogas. Fazer uma leitura interdisciplinar dessa situação e inserir a saúde, educação, direitos humanos é uma importante medida”.

Participaram da solenidade diversas autoridades, entre as quais o comandante geral da Polícia Militar do Maranhão, representantes de conselhos comunitários de segurança, delegados, entre outros segmentos do setor de segurança. 

Curso

O curso acontecerá em três edições: duas em São Luis e uma em Imperatriz. É composto por três módulos, sendo um deles o de Abordagem Policial a pessoas em situação de Risco. O objetivo deste módulo é capacitar os operadores de segurança pública que combatem o uso e tráfico de drogas.

O secretário-adjunto de Desenvolvimento e Articulação Institucional, Antônio Roberto dos Santos Silva informou que a capacitação faz parte das ações do eixo Autoridade, destinado a Segurança Pública. “Capacitados, os profissionais serão multiplicadores da filosofia que prega uma segurança Pública participativa”.

No Curso de Polícia Comunitária, os participantes estudarão temas como direitos humanos, gestão de projetos, polícia comunitária, relações interpessoais; estruturação de Conselhos Comunitários e resolução pacífica de Conflitos.

Haverá estudos sobre temas como Instrumentos do “Direito internacional dos direitos humanos aplicados ao uso da força, presença, verbalização e postura policial”, “Instrumentos de menor potencial Ofensivo”, “Substâncias psicoativas: conceitos fundamentais”, “Epidemiologia do uso de drogas no Brasil”, “Políticas e legislação sobre drogas no Brasil”, “Princípios da abordagem psicossocial” e “O papel do Sistema Único de Assistência Social (SUAS)”.

O curso tem uma carga horária total de 160 horas e está sendo ministrado por delegados de Polícia Civil, oficiais da Polícia Militar e profissionais da área de saúde com vasta experiência em políticas comunitárias de Segurança.

Combate ao crack

Por meio de parceria com o Governo Federal, por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), a SSP vai receber três bases comunitárias móveis para os atendimentos preventivos no enfrentamento do crack e de outras drogas. Estão equipadas com câmeras de videomonitoramento que vão auxiliar os militares no controle e no planejamento de ações. O projeto, no Maranhão, está sob a coordenação da Casa Civil, com participação da SSP e secretarias de Estado da Saúde e Educação.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

IMPERATRIZ: Mais de 1.000 idosos já foram vacinados contra a Covid-19 em suas casas

Publicado

em

A Prefeitura de Imperatriz vacina contra a Covid-19, nesta segunda-feira (08/03), idosos a partir de 80 anos, acamados ou com dificuldades de locomoção, em suas casas, e pelo sistema drive-thru montado na Universidade Ceuma desde 18 do mês passado. 

Já foram ministradas 1.547 doses em domicílio para idosos acamados, nas instituições de longa permanência na cidade ou no ponto do vacinação.

Na última quinta-feira, por ter atingindo a meta de vacinação imposta pelo Governo do Estado, Imperatriz recebeu mais 1.150 doses, D1. Deste total, 173 são destinadas aos trabalhadores de saúde, e 977 aos idosos de 80 a 84 anos que começam a ser aplicadas a partir de segunda-feira, 8. Idosos já devem aproveitar e fazer seu cadastro em imperatriz.ma.gov.br/vacina. Selecionando o meio drive-thru ou acamado.

Os idosos podem ir até o local de carro, para receber a dose pelo sistema drive-thru, ou a pé. Caso use o carro, a recomendação é que o idoso vá como passageiro, para ajudar a agilizar o processo de vacinação. 

Conforme a coordenadora da Vigilância em Saúde, para receber a dose, os moradores devem apresentar um documento pessoal com foto, o CPF ou Cartão SUS e o comprovante de residência. “A Secretaria Municipal de Saúde também tem visitados os idosos que moram na área rural, esses são imunizados em casa ou na Unidade Básica de Saúde da região mais próxima, como foi feito na sexta-feira em Coquelândia”, confirmou Gisely Vieira.

O município do Imperatriz atingiu na noite desta sexta-feira (05/03) a marca de 9.459 pessoas imunizadas, das 11.960 primeiras doses que a cidade recebeu, isso representa cerca de 79.08% de cobertura vacinal. Outras 2.993 pessoas que foram vacinados com 2ª dose. No total são 12.452 (72.06%) doses aplicadas, das 17.280 recebidas.

Continue lendo

Maranhão

PORTO FRANCO: Famílias de baixa renda poderão receber descontos nas contas de energia

Publicado

em

A Secretaria Municipal de Assistência Social de Porto Franco, município na região Tocantina, no estado do Maranhão e a concessionária de energia Equatorial Maranhão, vão instar o sistema SOMOS, que é uma ferramenta onde as pessoas serão cadastradas diretamente na plataforma da empresa e terão acesso ao benefício durante a pandemia com mais facilidade.

Uma reunião para acertar os detalhes, foi realizada na última sexta, dia 5.

Os digitadores do Cadastro Único do Polo de Porto Franco, já cadastrados pela Equatorial, incluirão o Número de Identificação Social (NIS) das famílias no SOMOS que, automaticamente, receberão descontos nas contas de energia elétrica.

Participaram também da reunião, a gestora do Cadastro Único/Bolsa Família, Vegna, e o diretor do SAAE, Nouredin Rocha, que se colocou à disposição para firmar parceria para o cadastro das famílias, por meio do sistema SOMOS.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Fiscalização contra aglomerações continua

Publicado

em

Com objetivo de evitar qualquer tipo aglomeração, a Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria Municipal de Governo e Projetos Estratégicos, Segov, realiza há mais de 40 dias fiscalizações ostensivas para conter a disseminação do coronavírus.

A força tarefa é composta pela Vigilância Sanitária Municipal e Estadual, Guarda Municipal, Polícia Militar, Planejamento Urbano, Meio Ambiente, Segov, Defesa Civil, Sefazgo, Setran e Corpo de Bombeiros.

A ação de fiscalização percorre todo o centro comercial, bairros distantes, incluindo bancos e lotéricas, com operação diurna e noturna em bares e restaurantes.

De acordo com o secretário de governo, Eduardo Soares, as fiscalizações irão percorrer os quatro cantos da cidade, com medidas mais rígidas com relação ao distanciamento entre mesas, capacidade de pessoas independente do lugar, disponibilidade de álcool em gel e máscaras.

“Estamos vivenciando um momento difícil novamente no Brasil, no Maranhão e em Imperatriz, que infelizmente veio mais forte e com variantes perigosas, por isso pedimos encarecidamente que todos contribuem. Sabemos da situação, mas não paramos em nenhum momento, buscando alternativas do comércio continuar trabalhando, mas todos devem contribuir e fazer sua parte”, afirma Eduardo.

Os trabalhos de vistorias continuarão ostensivamente seguindo as normas sanitárias e decreto municipal. Em caso de aglomeração ou descumprimento das medidas preventivas, a Prefeitura disponibiliza o contato para o Disk Aglomeração pelo número (99) 98416-9344, com atendimento das 8h às 23h.

Continue lendo
publicidade Bronze