Connect with us

Pará

Procuradoria denuncia Jader Barbalho por desvio na Sudam

Publicado

em

O deputado federal Jader Barbalho (PMDB-PA) está entre as 15 pessoas denunciadas pelo MPF (Ministério Público Federal) no Tocantins sob acusação de desvio de verba em um projeto da extinta Sudam (Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia).

O inquérito envolvendo o deputado está na PGR (Procuradoria Geral da República) pelo fato de ele ter foro privilegiado. Os demais –empresários e lobistas– já estão denunciados à Justiça Federal.

Jader foi citado em depoimentos na época da eclosão do caso, em 2001, e repetidos em juízo no ano passado, como o mentor de desvios de R$ 16,7 milhões de verbas do Fundo de Investimentos da Amazônia em projeto da empresa de grãos Agroindustrial Dona Carolina.

O MPF diz que Jader cobrou de 15% a 20% de cada uma das nove parcelas repassadas pelo governo federal à empresa, que usava notas frias para prestar contas de sua contrapartida, que nunca existiu.

Em 2001, após denúncias sobre desvios na Sudam, Jader renunciou à presidência do Senado e, mais tarde, ao seu mandato para evitar ser cassado. No ano seguinte, voltou à vida pública como o candidato mais votado à Câmara em seu Estado, com 344 mil votos.

As irregularidades apontadas agora pelo MPF não constam em outro processo sobre desvios da Sudam, que tem 59 réus e no qual o político é apontado como líder do esquema.

Segundo o procurador da República no Tocantins Rodrigo Luiz Bernardo Santos, uma cópia das evidências contra o deputado no caso da Dona Carolina já está na Procuradoria Geral da República. Não há prazo para a definição se haverá ou não denúncia ao STF (Supremo Tribunal Federal).

Na esfera criminal, os 15 investigados podem responder pelo crime de peculato, com pena prevista de até 12 anos de prisão. Ainda podem ser cobrados na Justiça sobre o valor atualizado do suposto desvio, que chega a R$ 73,8 milhões.

A reportagem tentou contatar ontem o deputado no seu gabinete, em Brasília, e na sede do partido, em Belém, mas foi orientada a procurar seu advogado, José Eduardo Alckmin. O advogado também não foi localizado. Funcionários de seu escritório disseram à Folha que ele tinha compromissos de trabalho e que não poderia falar com a reportagem. (Folha Oline)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

PARAUAPEBAS: Corpo de Faisal é sepultado sob forte emoção

Publicado

em

Velório na Câmara Municipal

O médico pediatra Faisal Salmen foi sepultado no final da tarde deste sábado, 24, no Cemitério Jardim da Saudade, em Parauapebas, região de carajás, Pará. O corpo foi velado na Câmara Municipal.

Faisal foi o primeiro prefeito de Parauapebas, deputado estadual por dois mandatos e vereador. Ele vinha lutando contra as sequelas de um câncer.

Faisal Faris Mahmoud Salmen Hussain, tinha 68 anos e era paulista de Agudos. Foi eleito prefeito de Parauapebas, em novembro de 1988 e cumpriu o mandato de 1989 a 1992.

Continue lendo

Pará

Helder tem celular clonado e Toni Cunha dispara, “Será que fez bobagem pelo telefone…?”

Publicado

em

Esta semana o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), disse por meio de suas redes sociais, que mais uma vez, teve seu telefone clonado. “Boa noite, pessoal. Fui vítima de crime cibernético. Meu número de telefone foi clonado. Já fiz boletim de ocorrência e estou tomando as providências para resolver o problema”, escreveu.

Encabulado, com a quantidade de vezes que o governador já teve seu aparelho alvo de ataques cibernéticos, o deputado estadual, Toni Cunha (PTB), seu adversário, escreveu. “De novo!! Será que o governador está mal orientado por quem cuida de sua privacidade!!? Toda vez é isso!! Acho que é o governador que mais teve telefones “clonados” na história do Brasil. Vá ser clonado assim “lá na China”!!. Será que fez bobagem pelo telefone e quer dizer que não foi ele?”

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Morre aos 68 anos Faisal Salmen

Publicado

em

Faisal Salmen, médico e primeiro prefeito de Parauapebas, município da região de Carajás, Pará, morreu na noite desta sexta, 23.

Faisal vinha lutando contra as sequelas de um câncer.

Faisal Faris Mahmoud Salmen Hussain, tinha 68 anos e era paulista de Agudos. Foi eleito prefeito de Parauapebas, em novembro de 1988 e cumpriu o mandato de 1989 a 1992.


O atual prefeito de Parauapebas, Darci Lermen (MDB), comentou sobre a morte. “Obrigado Faisal Salmen, nosso primeiro prefeito, por ter compartilhado, com todos nós, tanto carinho e dedicação. Nesse momento doloroso em que a natureza subverte o curso da vida. Parauapebas terá sempre muito orgulho desse cidadão parauapebense. A força de Faisal Salmen vem do seu exemplo e do seu caráter. leal à família, aos amigos, ao povo de Parauapebas, sua garra nos inspira e seu trabalho nos motiva”, disse o gestor.

O corpo de Faisal Salmen será velado na Câmara Municipal de Parauapebas a partir das 15 horas deste sábado e seu sepultamento está marcado para as 18 horas no Cemitério local.

A Prefeitura de Parauapebas decretou luto oficial de três dias.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze