Connect with us

Bico do Papagaio

Programa de Melhoria Genética chega para 6 municípios produtores de leite no Bico

Publicado

em

289870_1000

O Programa de Melhoria da Qualidade Genética está sendo reiniciado, neste mês, no Tocantins. A partir desta terça-feira, 21, serão iniciadas as visitas agendadas com pecuaristas de diversos municípios, começando pelo município de Palmeiras do Tocantins, e seguem em sequência por Luzinópolis, Cachoeira, São Bento, Angico, Santa Terezinha, Nazaré e Palmas. O cronograma de visitas é elaborado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), prefeituras e cooperativas, que fazem um cadastro dos interessados em cada município e orienta os produtores para que participem do projeto.

O Tocantins produz, em média, 280 milhões de litros de leite bovino por ano e, atualmente, é o terceiro maior produtor da Região Norte do País. O Programa de Melhoramento Genético é uma ação do Governo do Tocantins por meio da Seagro. Em 2015, as atividades do programa resultaram no atendimento a 548 rebanhos, inseminando mais de 17 mil matrizes em todo o Estado.

O objetivo é ofertar, aos produtores, a tecnologia da Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF), que tem várias vantagens em relação ao sistema convencional. A meta para esse ano é inseminar 2.550 matrizes, segundo a diretora de Políticas para a Pecuária da Seagro, Érika Jardim. “Para o produtor, o único custo é com o exame de brucelose e com o sêmen a ser implantado nas matrizes. Outras despesas são custeadas pela Seagro”, afirmou.

Programa

Para Érika Jardim, o Melhoramento Genético é uma importante ferramenta de apoio ao pequeno produtor. “Com o aumento da produção, é possível investir mais nos rebanhos e nas tecnologias, proporcionando independência ao produtor rural”, afirmou.

Os interessados em aderir ao programa e melhorar a produção de leite em suas propriedades devem entrar em contato com o escritório local do Ruraltins ou na Seagro. Para integrar o programa de melhoria da qualidade genética, o produtor deve estar em dia com a vacinação contra febre aftosa e brucelose. Segundo a veterinária, o Ruraltins faz um estudo anterior para verificar se o programa vai atender às necessidades do pecuarista e realiza o agendamento com a Seagro. “Por isso, é importante a parceria entre Seagro, Ruraltins e secretarias municipais de agricultura e pecuária, entre outras instituições”, ressalta.

IATF

A Inseminação Artificial por Tempo Fixo (IATF) tem várias vantagens com relação ao sistema convencional de inseminação artificial, conforme explica Érika Jardim. “Na IATF, o cio dos animais é alinhado, o que facilita o trabalho do produtor e reduz o intervalo entre os partos, além de poder programar a gestação para o período das chuvas, quando há maior disposição de pasto”, disse. O índice de sucesso das inseminações é de aproximadamente 50%, segundo a veterinária da Seagro.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

DARCINÓPOLIS: Ação dos bombeiros impede que fogo destrua caminhão

Publicado

em

A intervenção dos bombeiros militares do 2º Batalhão, em Araguaína, foi fundamental no combate ao incêndio em uma carreta na madrugada desta segunda-feira, 23. O caminhão Volvo FH 440, com placa MSK 1321 – Ananindeua – PA, estava na Rodovia Belém-Brasília, na BR 153, altura do município de Darcinópolis, quando o motorista Renan Martins de Oliveira percebeu as chamas no conjunto de rodas da parte traseira.

Apesar da distância, cerca de 80km de Araguaína, os bombeiros militares chegaram a tempo e combateram o sinistro, evitando que as chamas se alastrassem a destruíssem a carreta.

O fogo se limitou ao conjunto de rodas traseiras do caminhão, que teve o combate concluído após cerca de três horas de ação. (Luiz Henrique Machado)

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Homem de 28 anos morre em acidente entre Pálio e moto

Publicado

em

Na noite deste domingo, 22, um acidente nas mediações da rotatória da rodovia Transamazônica (BR-230), no distrito Transaraguaia, deixou uma vítima fatal.

Um veículo Fiat Pálio colidiu com uma moto Honda XLR, placa de Araguaína, onde seu condutor, Elielson Vitalino dos Santos, de 28 anos, veio a óbito. O motorista do Pálio fugiu em prestar socorro.

O local do sinistro foi isolado e a perícia acionada, além do Instituto Médico Legal (IML) para remoção do corpo.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ADAPEC alerta produtores sobre prazo para vacinação de rebanho contra aftosa

Publicado

em

A Agência de Defesa Agropecuária (ADAPEC), alerta os produtores rurais para ficarem atentos ao prazo final para vacinação contra a febre aftosa que encerrará na próxima segunda-feira, 30 de novembro. Nesta segunda etapa são obrigados a vacinar, especificamente, os bovídeos (bovinos e bubalinos) de 0 a 24 meses de idade, declarados na 1º etapa de maio. A expectativa é vacinar 4 milhões de animais, dos mais de 8,8 milhões existentes.

Segundo a ADAPEC, o produtor deve adquirir a vacina em loja licenciada e após a vacinação dos animais ele tem o prazo até o dia 31 de dezembro para realizar a comprovação do ato nas unidades da Agência, apresentando nota fiscal de aquisição da vacina e a carta-aviso. É importante destacar que mesmo os produtores rurais que não possuem animais nesta faixa etária em suas propriedades devem declarar o rebanho junto ao órgão.

Devido aos cuidados de prevenção à Covid-19, é necessário agendar o atendimento para evitar aglomerações, os telefones estão no site adapec.to.gov.br. E quem deixar de vacinar os animais pagará multa de R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada, além de outras sanções previstas na legislação.

Índice vacinal

O Tocantins sempre tem alcançado nas campanhas anuais altos índices de coberturas vacinais. Na primeira etapa da campanha, realizada em maio deste ano, foram vacinados 8.670.975 bovídeos, perfazendo um percentual de 98,71%. O total de animais teve um aumento de 3,64% em relação à última etapa de vacinação contra aftosa ocorrida em novembro de 2019, passando de 8.493.825 para 8.803.708 animais.

Continue lendo
publicidade Bronze