- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 16 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

PSD é criado no Tocantins com foco em Siqueira e Dilma

Mais Lidas

Aos olhos de várias lideranças e autoridades políticas, foi lançado na manhã de ontem, no Tocantins, o mais novo partido brasileiro, o Partido Social Democrático (PSD). O palco para o lançamento do partido foi o auditório da Assembleia Legislativa, totalmente lotado. A legenda  foi fundada sob o comando da senadora Kátia Abreu (DEM), e do seu idealizador o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

“O PSD hoje chega ao Tocantins com muita vibração, muita alegria, e chega com pessoas de caráter, com pessoas do bem, pessoas que vêm aqui ajudar a construir a história do Estado”, comentou Kassab. De acordo com o prefeito de paulistano, a sigla será formada por pessoas que tenham convicções comuns. “Pessoas que entendem que se o Estado não tiver uma preocupação prioritária, em relação às ações voltadas para a saúde e educação, o País não vai ocupar o lugar que deveria ocupar no cenário internacional. Essa é a razão de estarmos aqui criando o PSD”, enfatizou.

Segundo Kassab, o PSD é um partido que chega para ajudar o governador Siqueira Campos, a presidente Dilma Roussef, um partido que chega para ajudar o Brasil.

Para Kátia Abreu, ontem iniciou-se uma nova fase, um grupo novo. “Nós estamos recebendo pessoas de vários partidos, que estão acreditando nessa proposta e querem caminhar conosco. Nós estamos prontos para que, aqui no Tocantins, seja um dos partidos mais fortes do Brasil”, comentou a senadora.

No evento, o governador Siqueira Campos (PSDB) comentou que sua presença era uma demonstração de apoio ao partido e que a fundação desta nova legenda representa uma união mais forte dos companheiros, uma energização, um fortalecimento das forças existentes. “É um Estado que os companheiros não estão engessados, os companheiros estão sempre podendo fazer opção, todos eles são meus companheiros, eu não tenho nenhuma dificuldade com o novo partido, ao contrário, tenho muita alegria, por isso estou aqui”, explicou Siqueira Campos.

Entre as novas adesões ao partido, está o deputado federal César Halum (PPS), que compôs a mesa de abertura. Segundo o deputado o PSD foi a oportunidade que ele encontrou para apoiar a presidente Dilma Rousseff. Halum explicou que fazer parte da base do governo, em Brasília, é importante para que ele possa obter melhores resultados em sua atuação parlamentar, além de, neste sentido, poder atender melhor às demandas do Tocantins. O próximo passo agora, para o parlamentar, é fazer um reagrupamento com as outras lideranças, que, conforme comentou, já trabalhou no passado. “Eu não vejo nenhuma dificuldade nisso porque quando a gente passa por um lugar e deixa sempre o nome limpo, é possível você ter um novo entendimento e é o que está acontecendo agora. Vamos trabalhar pelo bem do Tocantins”, completou.

Partido

Gilberto Kassab explicou que o PSD, consolidado em noves estados brasileiros, ainda não nasceu juridicamente. Está marcado para a próxima quarta-feira, o registro do partido no cartório do Congresso Nacional, em Brasília.

Quanto as assinaturas necessárias para a criação do partido, 500 mil, Kassab comentou que está otimista e acredita que até o final de junho essa meta seja cumprida. Ele falou que só em São Paulo 150 mil assinaturas já foram colhidas. “Hoje é uma sigla, um sonho e uma esperança”, falou.

Adesões

Segundo relação passada ao  Jornal do Tocantins , entre os nomes que estão aderindo ao PSD, estão os deputados federais Irajá Abreu e César Hallum; o deputado estadual Toinho Andrade; os prefeitos de Brasilândia, João Emídio, de Araguaçu, Waltyr Rocha, Brejinho de Nazaré, Miyuki Hyashida, Praia Norte, Gilmar Pinheiro, Xambioá, Ione Leite, Nova Olinda, Aparecida Rodrigues, Monte do Carmo, Gilvane Amaral, e Alvorada, Reginaldo Martins Rodrigues; além de vereadores como Valdemar Júnior, de Palmas, e líderes, entre eles, o presidente da Codetins, Lutero Fonseca.Questionada sobre a possibilidade da deputada estadual Solange Duailibe (PT) aderir ao partido, a senadora Kátia Abreu comentou que ainda não tem nada decidido. Está marcada para hoje uma reunião para discutir o assunto. (Jornal do Tocantins)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias