Connect with us

Maranhão

Quadrilha de assaltantes é presa com fuzis de uso restrito das Forças Armadas

Publicado

em

A Polícia prendeu uma quadrilha que assaltava ônibus, transporte de cargas e bancos no Maranhão, Pará e estados vizinhos. Eles foram apresentados para a imprensa durante coletiva ocorrida na manhã dessa quinta-feira, 3, na sede da Secretaria de Segurança Pública, na Vila Palmeira, em São Luís.

Em poder deles, foram apreendidos fuzis, sendo um AR 15 calibre 556 e outro Fal calibre 762, armamento exclusivo das Forças Armadas, e ainda uma escopeta calibre 12 e uma pistola Colt 45.

Foram presos Adriano de Carvalho Laje, natural de Itinga; Francisco Vagner de Sousa Mesquita, de São Mateus; Josenaldo dos Santos, conhecido como Dodô, de Santa Quitéria; Valdinei Chaves Silva, Belém-PA; e ainda os irmãos Eliomar Gomes da Silva e Elielson Gomes da Silva, conhecido como “Dé”, naturais de Marabá (PA) e que estavam residindo em Itinga, no Maranhão.

O secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, falou que a prisão da quadrilha ocorreu nessa quarta-feira (2). Adriano Laje e Francisco Sousa foram presos na cidade de Santa Luzia do Tide, enquanto os outros em Buriticupu.

Eles estão sendo acusados de assaltos a ônibus, cargas e agências bancárias entre os municípios de Santa Luzia do Tide e Buriticupu e também em outros estados vizinhos do Maranhão. Além do armamento apreendido, a polícia encontrou um Voyage de cor prata, de placas NXC 2105.

Quem estava na coletiva era o delegado Luís Jorge, da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic). Segundo ele, a quadrilha estava planejando um assalto a uma agência bancária, provavelmente, na cidade de Buriticupu por esses dias.

Ainda afirmou que todos são de alta periculosidade e envolvidos também em assassinatos. Adriano e os irmãos Eliomar e Elielson são foragidos da Justiça. Eles foram beneficiados com saída temporada na Semana Santa e não retornaram à Penitenciária de Pedrinhas. Já Valdiney foi condenado pela Justiça pelo assassinato de um oficial da Marinha, no Estado do Pará, no ano de 2000. (O Progresso)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

ESTREITO: Orla corre risco de desmoronamento

Publicado

em

A Defesa Civil informou que há riscos de desmoronamento em partes da estrutura da Orla, na cidade de Estreito, na região Tocantina maranhense, que faz divisa com o Bico do Papagaio.

A Prefeitura solicitou que a população não ultrapasse as áreas interditadas que estão identificadas com as fitas zebradas.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Marginais estão saqueando casas alagadas

Publicado

em

Famílias da cidade de Imperatriz, na região Tocantina, sul do Maranhão, que faz divisa com o Bico do Papagaio, em São Miguel, além de passagem por sérias dificuldades por conta da enchente do Rio Tocantins, estão sendo vítimas de criminosos que estão saqueando as casas durante a madrugada.

Os marginais estão roubando telhas e fiação elétrica das residências.

A Polícia Militar de Imperatriz deflagrou a “Operação Anfibius” para caçar os delinquentes. A operação, que irá ocorrer até a normalização do nível do Rio Tocantins, com patrulhamento nas áreas alagadas com utilização de carros e lanchas.

Continue lendo

Maranhão

Técnico de enfermagem é suspeito de furtar medicamentos da rede pública no Maranhão

Publicado

em

Um técnico de enfermagem, pertencente a Rede Municipal de Saúde de Santa Luzia, a 294 km de São Luís, foi preso na tarde de domingo (16) suspeito de furtar medicamentos do hospital do município. A prisão foi realizada pela Polícia Militar (PM) após denúncia anônima.

A PM foi informada que o técnico de enfermagem, de 46 anos, que não teve a sua identidade revelada, aproveitava os plantões de fim de semana para praticar os furtos. A polícia revistou o carro do funcionário e no local foram encontrados alguns medicamentos do hospital público.

A polícia apreendeu frascos, de pelo menos, oito tipos de medicamentos. Além disso, foi encontrada uma carteira de identidade com a foto dele e o nome de outro homem. Também havia com ele um bloco de receita de controle especial, que fica sob responsabilidade do diretor do hospital e que somente o diretor deveria liberar esse documento.

Os policiais ainda apreenderam também carimbos em nome de dois médicos. O técnico de enfermagem foi apresentado na delegacia de Polícia Civil de Santa Inês.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze