Connect with us

Bico do Papagaio

RIACHINHO: Após ser afastado do cargo, prefeito diz que foi vítima de estelionato

Publicado

em

Após determinação da justiça para se afastar do cargo o prefeito de Riachinho, Eurípedes Melo, conhecido como Lipe (PR) encaminhou nota à imprensa onde afirma que foi vítima de estelionato.

O gestor e mais cinco secretários foram afastados por seis meses por participação em supostas irregularidades com empréstimos consignados no Banco Matone S/A.

 Segundo a nota o banco não cumpriu acordo com o município.

“A minha administração é transparente, confio na população e a mesma, confia em mim. Não somos do mal e sim, do bem. Tenho certeza de que não roubamos nada dos cofres públicos. O que está sendo roubado é a nossa vida e a nossa moral psicológica e financeira”, argumentou Lipe.

Veja a nota na íntegra com as explicações do prefeito afastado:

Nota

Em resposta à imprensa tocantinense, sobre o afastamento, por seis meses, da prefeitura municipal de Riachinho, pelo crime de improbidade administrativa, devido à participação em supostas irregularidades com empréstimos consignados no Banco Matone S/A, onde teve seus bens bloqueados pela Justiça, o prefeito Eurípedes Lourenço de Melo (PR), conhecido como Lipe, declarou que foi vítima de Estelionato (fraude). A determinação foi do Ministério Público Estadual (MPE). Riachinho fica na região do Bico do Papagaio, extremo norte do Tocantins, a 8km de Ananás.

De acordo com o Prefeito, desde 2007, no auge das financeiras, ele era procurado por pessoas que se diziam representantes de um Banco. As mesmas ofereciam créditos consignados a juros inferiores aos dos Bancos oficiais. Lipe disse que foi procurado pelo agente do Banco Matone – a sede do referido Banco fica em Porto Alegre, mas na época, foi montada uma agência no Tocantins. O representante falou das condições que o Banco oferecia para a realização de empréstimos consignados.

“Chegamos a achar que poderíamos fazer um bom negócio, uma vez que a maioria dos juros tem valores exorbitantes. Desta forma aconteceu, fizemos os empréstimos consignados com alguns servidores. O trâmite funciona da seguinte forma: o servidor interessado vai ao Banco, o mesmo fornece uma carta, em branco, e o Prefeito ou o servidor responsável, assina. O próprio Banco determina o valor a ser consignado pelo servidor. Foi exatamente isso, o que nós fizemos. Só fomos perceber que tínhamos sido vítima de um estelionato, quando veio a fatura para pagar”, disse Lipe.

Conforme o Gestor, o agente do Banco fabricou novos contracheques, preencheu à caneta, a folha com os valores de salários e os juros, e o valor a ser descontado. A taxa de juros cobrada na transação foi superior a 5%, ao mês.

O Prefeito disse que ligou no Banco e falou que “não era o que tinha combinado com o agente”. Ele solicitou à Instituição o valor total da dívida, porque iria pagar de uma única vez. O atendente respondeu que não era de interesse do Banco receber antecipado. Assim a Instituição começou a enviar as faturas para a Prefeitura Municipal de Riachinho, às quais foram rejeitadas, pois não cumpriam o que foi acordado pelo Prefeito.

O Banco Matone ingressou com uma ação de cobrança, na comarca do município de Ananás, contra todos os servidores que tinham feito o empréstimo, até que em 2010, foi firmado um acordo extrajudicial mais cabível. Os servidores tiveram que vender bens pessoais e muitos deles fizeram novos empréstimos, para que a dívida fosse quitada.

“A minha administração é transparente, confio na população e a mesma, confia em mim. Não somos do mal e sim, do bem. Tenho certeza de que não roubamos nada dos cofres públicos. O que está sendo roubado é a nossa vida e a nossa moral psicológica e financeira”, argumentou Lipe.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
1 Comment

Bico do Papagaio

CARRASCO BONITO: Irmãos suspeitos de homicídio em 2019 são presos

Publicado

em

Dois irmãos suspeitos de praticar um homicídio no município de Carrasco Bonito, no Bico do Papagaio, foram presos pela Polícia Civil do Tocantins na manhã desta quinta-feira, dia 24, mediante cumprimento a mandados de prisões preventivas, expedidos pelo Poder Judiciário da Comarca de Augustinópolis.

De acordo com o delegado regional, Eduardo Morais Artiaga, os dois irmãos de 30 e 32 anos foram localizados um no Tocantins e outro no Maranhão, após investigações das equipes da 1ª Delegacia Regional de Araguatins. Eles são suspeitos de assassinar a golpes de faca, o jovem Lucas Alves Carneiro, fato ocorrido no dia 29 de julho de 2019, em uma rua da cidade de Carrasco Bonito.

Ainda segundo a autoridade policial, o motivo do homicídio teria sido uma desavença que os irmãos tinham com a vítima, sendo que, no dia do crime, os três homens se encontraram, momento em que um dos irmãos de 32 anos, segurou a vítima, para que seu irmão desferisse um golpe de faca que atingiu o peito de Lucas. Mesmo socorrido, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local.

Logo após o crime, a Polícia Civil iniciou as investigações e pouco tempo depois conseguiu elucidar toda a dinâmica dos fatos. Assim, o delegado responsável pelo caso representou pelas prisões dos dois suspeitos. No entanto, antes de serem presos, os homens fugiram e passaram a ser procurados.

Com o aprofundamento das buscas e diligências, os dois irmãos foram localizados e presos, simultaneamente, nas cidades de Carrasco Bonito e também Imperatriz. Em seguida, eles foram conduzidos para a Central de Atendimento da Polícia Civil em Augustinópolis, onde a autoridade policial deu cumprimento aos mandados judiciais. Logo depois das providências legais cabíveis, os homens foram encaminhados à Cadeia Pública da cidade, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário. (Rogério de Oliveira)

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Conselheiros tutelares buscam melhoria salarial

Publicado

em

Os conselheiros tutelares do município de Araguatins, no Bico do Papagaio, estiveram na semana passada em reunião com os vereadores, para pedir apoio referente a reajuste salarial.

Foi apresentado aos parlamentares um relatório das ações desenvolvidas, enfatizando a realidade de como é desenvolvido o trabalho do Conselho Tutelar na garantia de direitos de crianças e adolescentes.

Continue lendo

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Dupla é suspeita de roubar vendedor ambulante

Publicado

em

A Polícia Militar prendeu um homem de 19 anos e apreendeu um adolescente infrator de 13 anos, na tarde dessa quarta-feira, 23, por volta das 14h30, depois que os indivíduos roubaram um vendedor ambulante e tentaram invadir uma residência. Com um dos suspeitos, foi encontrada a faca utilizada na ação criminosa.

As equipes policiais foram informadas sobre uma invasão em uma casa no Bairro Alto da Boa vista III, em Tocantinópolis, e ao chegarem ao local, os militares encontraram parte da parede da residência quebrada e se depararam com os dois indivíduos.

Durante a busca pessoal foi encontrada na cintura do homem de 19 anos, uma arma branca (faca). Os policiais descobriram que a mesma dupla havia roubado um vendedor ambulante a poucos minutos usando a faca. 

Diante da situação os envolvidos foram conduzidos e apresentados na delegacia de plantão em Tocantinópolis, para os procedimentos legais cabíveis.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze