Connect with us

Tocantins

Rodovias tocantinenses estão entre as piores do país, diz pesquisa

Publicado

em

TO-336, entre Guaraí a Belém, é considerada a pior ligação rodoviária do país (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

TO-336, entre Guaraí a Belém, é considerada a pior ligação rodoviária do país (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

As rodovias BR-222 e TO-336, que ligam Belém-PA a Guaraí-TO, foram consideradas as piores ligação rodoviária do Brasil por uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) e divulgada no dia 31 de outubro.

O levantamento considera ligação rodoviária os trechos formados por uma ou mais rodovias federais ou estaduais pavimentadas, com grande importância socioeconômica e volume significativo de veículos de cargas e de passageiros, interligando territórios de uma ou mais Unidades da Federação

A pesquisa percorreu 96714 km e constatou que 63,8% da extensão avaliada apresenta problemas ligados a três itens considerados fundamentais: pavimento, sinalização e geometria da via. Em 2012, o percentual era de 62,7%.

Além da BR-222 e TO-336, aparecem como as piores ligações rodoviárias, a BR-153 e BR-230 entre Marabá (PA) e Wanderlândia (TO), a BR-240, TO-040 e TO-280, entre Natividade e Barreiras (BA) e o trechos que ligam Palmas a Brasília, BR-010, TO-010, TO-050 e TO-342.

A pesquisa concluiu que 82% das rodovias tocantinenses são regulares, ruins ou péssimas, como a  TO-010, que foi avaliada como ruim, com pavimento regular, sinalização ruim e péssima geometria. Com todos esses problemas, a rodovia estadual, que passa pela capital, é tida como perigosa pelos motoristas.

“Não temos acostamento na rodovia, os carros andam em alta velocidade. É muito perigosa. A ultrapassagem é feita em todos os locais da pista sem nenhuma segurança, sem nenhuma vigilância. Os carros andam em velocidade de 160 km aqui”, diz o empresário José Meneses.

Ainda em relação às rodovias estaduais, a TO-050, que liga Porto Nacional a Natividade é considerada ruim, com pavimentação ruim, sinalização regular e geometria péssima.

A CNT avaliou também as rodovias federais. A BR-153, principal do estado, foi considerada boa mas ainda há problemas de infraestrutura e sinalização. A melhor avaliada é a BR- 230. Ela é considerada regular, com boa pavimentação e geometria, mas com deficiência na sinalização.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Mulheres de 40 a 69 anos farão exames gratuitos de mamografia

Publicado

em

A Secretaria da Saúde de Araguaína, em parceria com o Hospital de Amor, realizará exames de mamografia gratuitos nos dias 26 a 28 de outubro na cidade. A Unidade Móvel do Hospital de Amor estará em Araguaína para atender pacientes com idade entre 40 e 69 anos.    

“A unidade vem para intensificar a sensibilização da população para esse crescente problema de saúde pública e promover a oportunidade da detecção precoce para mulheres na faixa etária alvo. Queremos conscientizar as mulheres sobre a importância de se realizar os exames periódicos, para então evitar problemas futuros”, assegurou a coordenadora municipal do Ciclos de Vida, Littza Araújo.

Para a realização do exame, as pacientes deverão seguir alguns critérios, além da idade: não estar grávida ou amamentando; não ter realizado o exame em um período menor que um ano em outra instituição; e mulheres que já trataram de câncer de mama não podem realizar a mamografia na unidade.

Como ter acesso
As mulheres que tiverem interesse em realizar o exame de mamografia na carreta deverão procurar as UBS (unidades básicas de saúde) Manoel Maria (Setor Coimbra), Palmeiras do Norte e Maria dos Reis (Setor Barros).
Para ter acesso ao serviço é necessário levar cópia dos seguintes documentos: RG, CPF, Cartão SUS e comprovante de endereço. As mulheres passarão por um cadastro, serão agendadas e encaminhadas já com dia e local estabelecidos para a realização do exame.

Outubro Rosa

A ação da unidade móvel faz parte das atividades realizadas pela Prefeitura de Araguaína considerando a Campanha Outubro Rosa. O mês é mundialmente conhecido como de luta contra o câncer de mama e colo uterino.

Entre as atividades do Município estão ainda palestras sobre prevenção e conscientização das mulheres e a comunidade está recebendo diversas ações até o dia 29 nas UBS. (Thatiane Cunha / Fotos: Marcos Sandes)

Continue lendo

Tocantins

“Brevemente estaremos de volta”, diz Carlesse sobre afastamento

Publicado

em

Em vídeo divulgado na noite desta sexta-feira, 23, o governador afastado, Mauro Carlesse (PSL), disse que “brevemente estará de volta”. Ele também afirmou que ainda não tomou conhecimento das acusações. Veja o pronunciamento, no vídeo acima.

Continue lendo

Tocantins

Palestra aborda os relatos de pesquisas com educação escolar indígena

Publicado

em

Ministrada pelo professor Francisco Edviges, como parte da programação do III Simpósio de Linguística, Literatura e Artes, promovido pelo curso de Letras da Universidade de Gurupi – UnirG, a palestra “Relatos de pesquisas com Educação Escolar Indígena”, trouxe os desafios e soluções para educação comunitária esses povos, na quinta-feira, 21. O evento ocorreu durante a 7ª Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi.

Estiveram presentes, o professor da Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT), campus Araguaína, Dr Francisco Edviges. Ele abordou a sua experiência como pesquisador de povos indígenas dos estados do Tocantins, Maranhão e Mato Grosso. O encontro foi mediado pela professora do curso de Letras da UnirG, Drª Marcilene de Assis.

O palestrante atua como pesquisador na área de educação indígena tocantinense. Durante sua apresentação contou sobre as experiências em campo, e também chamou atenção para a valorização da cultura desse povo, no compartilhamento de saberes. “Precisamos levar em consideração não só o aspecto regional, mas a cultura deles, a linguagem. E assim levar educação e integração para as comunidades indígenas”.

A abordagem ressaltou ainda as novas formulações das propostas educacionais que levem em consideração os aspectos linguísticos, históricos e culturais, fazendo com que assim, sempre se tenha a participação dos professores indígenas, não-indígenas, comunidade e instituições públicas de ensino. As ações apoiam o desenvolvimento de projetos que propiciem e resultem qualquer tipo de produção de material pedagógico para o uso da escola indígena.

A professora e doutora Marcilene enfatizou a importância em levar de forma consciente e adaptada a educação para esses povos. “A proposta de uma educação escolar indígena, surge como uma educação diferenciada, possibilitando que o ensino trabalhado em cada escola preserve os universos socioculturais específicos de cada povo”, frisou.

Sicteg ON
 “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta”, é o tema da 7ª Semana Integrada de Ciência e Tecnologia de Gurupi/TO (SICTEG), que acontece entre os dias 20 a 22 de outubro de 2021. A SICTEG é uma ação alinhada à 18ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia – SNCT/MCTI.  O evento gratuito é coordenado pelo Programa InovaGurupi da Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia de Gurupi, Conselho de Gestores de Instituições de Ensino Superior de Gurupi e conta com a colaboração do Governo Federal/Estadual, Senac, Sesi, Senai e Sebrae.

Durante a Sicteg On são realizadas palestras, workshops, minicursos, mesas-redondas, desafio de games, campeonatos de LOL e Minecraft, apresentação de trabalhos acadêmicos, além de apresentações culturais. (Assessoria de Imprensa do Sebrae Tocantins)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze