Romaria Fluvial é a terceira e uma das mais bonitas da quadra nazarena.

Logo após a celebração da missa no trapiche do distrito de Icoaraci, pouco antes das 9h deste sábado (12), a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré foi levada ao navio da Marinha “Garnier Santiago” para dar início a terceira romaria da quadra nazarena: o Círio Fluvial, que levou a fé e devoção à Baia do Guajará.

A emoção dos devotos da mãe de Jesus era expressa na decoração das embarcações de portes variados. Nas casas dos ribeirinhos, era possível ver sorrisos, acenos e lágrimas de gratidão. “Eu me emociono quando vejo os nossos ribeirinhos agradecendo a ajuda de Nossa Senhora, eu sinto isso porque eu sei que ela também ajuda a minha família”, contou a devota Delma da Costa, durante a romaria.

O governo do Estado apoiou esse importante momento de religiosidade e cultura de tantos paraenses, por meio do Grupamento Fluvial da Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, que deram apoio a Marinha na organização e segurança do Círio das Águas. No total, 23 embarcações e 105 agentes  das forças de segurança estadual atuaram no controle das embarcações que acompanharam a romaria.

“Nós prestamos apoio nessa operação de forma a garantir que as embarcações conseguissem navegar em segurança, diminuindo o risco de colisões entre os participantes”, avaliou o comandante do grupamento fluvial, delegado Arthur Braga

Este ano, 307 embarcações foram cadastradas pela Capitania dos Portos da Amazônia Oriental para participarem do Círio Fluvial. A romaria ocorre desde 1986 e de acordo com o Corpo de Bombeiros não foram registrados acidentes entre barcos. “Não tivemos ocorrências de colisões ou principios de incêndio como em anos anteriores. Então consideramos que a operação de apoio a Marinha foi bem sucedida”, avaliou o major do Corpo de Bombeiros, Ricardo Anaissi.

Após cerca de 1h50min, às 10h55 da manhã, a Imagem Peregrina chegou a escadinhas ao lado da Estação das Docas, em Belém, onde foi recebida com honras de Chefe de Estado, chegando ao fim uma das romarias mais regionais do país. (Ronan Fria/Foto: Rogerio Uchöa)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.