João Paulo Silveira, Jacianny Amaral Maciel Silveira, Joaquim Alves da Silva Júnior e Dagna Martins da Cruz Sousa, são os presos na Operação Imhotep, da Polícia Federal (PF) e Controladoria Geral da União (CGU), com objetivo de combate a corrupção, lavagem de dinheiro, desvio de recursos públicos e fraude a licitações, realizada nesta quarta, 2 e que atingiu 11 municípios no Bico do Papagaio, com envolvimento direto de quatro Prefeituras: Praia Norte, Palmeiras, Sampaio e Augustinópolis.

Foram cumpridos ainda, 28 mandados de busca e apreensão, sequestro de 11 veículos, avaliados em R$ 1,5 milhões, bloqueio de imóveis e de R$ 2,5 milhões dos investigados, bem como suspensão de contratos em diversos municípios.

A decisão judicial foi expedida pela 1ª Vara Federal de Araguaína.

João Paulo Silveira, Jacianny Amaral Maciel Silveira e Joaquim Alves da Silva Júnior foram presos em Palmas, já Dagna Martins da Cruz Sousa, em Sampaio.

João Paulo Silveira que já é suspeito de envolvimento na operação ONGs de Papel, da Polícia Civil, é agora apontado pela Federal como verdadeiro dono da Coopertransmed. Jacianny Amaral Maciel Silveira, que é casada com João Paulo, seria que comandava os pagamentos da empresa. Joaquim Alves da Silva Júnior, é considerado o braço direito de João Paulo e também tinha relação com a cooperativa. Já Dagna Martins da Cruz Sousa, pregoeira nas cidades de Sampaio e Augustinópolis, apoiava o grupo nas fraudes, aponta a investigação.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.