- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
domingo, 14 / julho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

SÃO MIGUEL: Homem é preso por estupro em João Lisboa-MA e é investigado por compra de bebê

Mais Lidas

No final da tarde da última quarta-feira, 18, a Polícia Civil do Estado do Tocantins (PC-TO), prendeu em São Miguel, no Bico do Papagaio, um homem de 37 anos, que é acusado de praticar o crime de estupro, contra uma uma adolescente de 13 anos, fato ocorrido no ano de 2008. 

De acordo com o delegado Antônio Bandeira, a prisão foi feita em cumprimento a mandado de prisão preventiva, expedido pela Justiça da Comarca de João Lisboa, no Estado do Maranhão. A ação de captura do acusado foi deflagrada logo depois que os policiais civis da 16ª DP tomaram conhecimento de que um foragido da Justiça do Maranhão estava na cidade de São Miguel. 

“Após confirmar a informação, os agentes da 16º DP intensificaram as buscas e conseguiram localizar o homem, que estava em uma residência em São Miguel e efetuar a prisão do mesmo”, disse a autoridade policial. 

Crime e captura 

Ainda conforme explica a autoridade policial, no ano de 2008, o indivíduo, de iniciais W.S.S, teria se envolvido com uma adolscente, de apenas 12 anos, a qual fugiu de sua residência a fim de viver com o acusado. “Na oportunidade, os fatos foram descobertos pela família da vítima que acionou o Conselho Tutelar e registrou um Boletim de Ocorrência contra o acusado”, disse o delegado. 

Após apuração da Policia Civil do Maranhão, restou comprovado a prática do crime de estupro, sendo que o autor, W.S.S foi indicado pelo crime, mas acabou fugindo a fim de escapar da sansão penal. 

As investigações apontaram que o homem chegou a viver no Estado do Pará, mas já há algum tempo vivia no Tocantins, sendo localizado e preso na cidade de São Miguel. Após a prisão, ele foi encaminhado à Central de Atendimento da Polícia Civil em Araguatins, onde foi submetido às providências legais cabíveis, encaminhado para a Cadeia Pública da cidade, onde está à disposição da Justiça do Maranhão.

Investigado por compra de bebê 

O delegado Antônio Bandeira ressalta que o homem também é investigado por, supostamente, junto com sua companheira ter comprado uma recém-nascida de uma mãe do Estado do Piauí. Até o momento, a Polícia Civil já conseguiu levantar que o homem, inclusive, teria registrado a criança, que supostamente teria sido comprada, como sendo sua filha e de sua companheira.

“Inicialmente instauramos um procedimento no sentido de apurar a suposta compra de uma criança recém-nascida por parte desse indivíduo e sua companheira. Pelo que consta, esse casal teria abordado a mãe biológica da criança pelas redes sociais e feito um acordo para que a mulher, que é do Piauí, viesse para São Miguel a fim de ter a criança e entregar para o casal”, explicou o delegado. 

As investigações apontaram que de fato, a mãe da criança veio para o Tocantins. “Foi possível descobrir que a mãe biológica veio para o Tocantins, onde ficou por três meses até a filha nascer em um hospital de Imperatriz e entregá-la para W.S.S. e sua companheira, em troca de uma soma em dinheiro”, informou o delegado. Porém, a mãe teria se arrependido e queria a filha de volta, momento em que passou a receber ameaças do casal. 

As investigações serão aprofundadas para que a Polícia Civil possa esclarecer todas as circunstâncias do fato, visando constatar se de fato, o casal teria praticado o crime de registrar filho alheio como se fosse seu, que é tipificado pelo artigo 242 do Código Penal Brasileiro. 

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias