Connect with us

Bico do Papagaio

Sargento que esteve no Araguaia pede indenização

Publicado

em

Citado nos livros sobre a guerrilha do Araguaia como um dos mais ativos militares na campanha contra os militantes do PC do B, o sargento reformado João Santa Cruz Sacramento, 77, reivindica da União o pagamento de R$ 500 mil como indenização por supostos danos morais e sequelas psíquicas e físicas decorrentes da campanha na selva amazônica.

Por intermédio de seus filhos, os jornalistas Flávio e Fábio Sacramento, o militar informou à Folha ter condições de indicar em Marabá (PA), São João do Araguaia (PA) e Xambioá (TO) –municípios onde morreu a maior parte dos guerrilheiros– possíveis locais clandestinos de sepultamento.

Em 4 de setembro de 2001, o sargento Santa Cruz prestou um depoimento secreto à Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados.

Disse que “nunca houve um confronto” entre militares e guerrilheiros. “Eles já andavam era correndo da gente. Não estavam mais enfrentando ninguém, não, porque estavam praticamente passando fome, eles não tinham condições. E eles não tinham realmente armamento para combater o Exército”, disse Santa Cruz, segundo a transcrição do depoimento, obtida pela Folha.

Do depoimento participou Flávio Sacramento, diretor-presidente do “Correio do Pará”, jornal com sede em Parauapebas (670 km ao sul de Belém). Ele passou parte de sua infância e adolescência na fazenda Bacaba, onde morava com o pai, a mãe, uma irmã e o irmão Fábio. A Bacaba serviu de base militar na campanha contra os guerrilheiros rurais do então clandestino PC do B.

Para ter o sargento na ação antiguerrilha, o Exército permitiu que ele trouxesse a família para viver na Bacaba a partir de 1973, início da ação de extermínio promovida pelo governo militar contra os guerrilheiros. Santa Cruz ingressara no Exército 23 anos antes. Era considerado o mais capacitado militar brasileiro em ações de selva.

Flávio confirmou à Folha algumas informações do depoimento, como a de ter visto em sua casa na Bacaba a guerrilheira Luíza Garlippe, a Tuca, capturada em 1974. Seu nome consta da lista de desaparecidos no Araguaia –cerca de 60.

O irmão Fábio, 40, lembrou ter visto uma ossada junto da pista de pouso da Bacaba, local que será vasculhado pela comissão que há uma semana circula pelo Araguaia à procura de restos mortais dos guerrilheiros. “Eu estava “passarinhando” ali quando vi a ossada. Era pequeno, mas nunca me esqueci”.

A comissão encerrou o trabalho em três das quatro áreas escolhidas nesta primeira fase de buscas –nada foi encontrado. (Sérgio Torres – Folha Onine)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Dois homens morrem após moto bater em caminhão com 23 indígenas na carroceria

Publicado

em

Dois homens morreram após uma colisão entre uma motocicleta e um caminhão que transportava 23 indígenas da etnia Apinagé na carroceria. O acidente aconteceu na noite desta sexta-feira (14) na TO-126, próximo da entrada do povoado Mumbuca em Tocantinópolis. As vítimas estavam na moto e foram identificadas como Gustavo Borges de Sousa, de 39 anos, e Hildo de Araújo Moraes, de 42 anos.

O motorista contou à Polícia Militar que estava fazendo o transporte dos indígenas após passarem o dia coletando coco babaçu em uma fazenda da região. Durante a viagem ele ouviu um barulho e quando parou percebeu que a moto tinha colidido na traseira do caminhão.


A PM informou que uma equipe médica ainda foi chamada, mas apenas constatou a morte de Gustavo Borges e Hildo de Araújo.

Nenhum ocupante do caminhão se feriu. O motorista permaneceu no local e não apresentava nenhum sinal de alteração da capacidade psicomotora. Depois ele foi levado para prestar depoimento na delegacia de plantão.

A Polícia Científica foi chamada para fazer a perícia e depois o IML recolheu os corpos. Os dois veículos foram apreendidos e entregues na delegacia. (G1)

Continue lendo

Bico do Papagaio

PALMEIRAS: Saiu de Pedrinhas para Dia das Mães e foi pego roubando comércio

Publicado

em

Um homem de 25 anos, foi preso na manhã desta sexta-feira, 14, por volta das 10h, após uma tentativa de roubo em um estabelecimento comercial em Palmeiras do Tocantins.

A guarnição da Polícia Militar, foi acionada, via Central de Atendimento, para averiguar uma possível tentativa de roubo. No local, após constatar a veracidade dos fatos, a PM colheu informações de testemunhas que relataram que o acusado portava uma arma de fogo quando anunciou o assalto.


Durante o episódio, segundo relatos, o indivíduo chegou a efetuar disparos com a referida arma, vindo a atingir o vidro traseiro de uma caminhonete, porém ninguém ficou ferido.Não obtendo êxito, o indivíduo tentou empreender fuga, ocasião em que tentou roubar uma moto que estava estacionada em frente ao estabelecimento, momento em que foi contido por terceiros até a chegada da Polícia Militar. Com o indivíduo foi localizada uma arma de fogo, marca Taurus, calibre .38, uma munição deflagrada e, outras oito munições intactas.

Diante dos fatos, recebeu Ordem de Prisão e foi encaminhado, juntamente com todo o material apreendido, até a Delegacia de Polícia Civil, em Tocantinópolis, para as demais providências.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Dimas articula no Bico este final de semana

Publicado

em

Em Araguatins este final de semana, o ex-prefeito de Araguaína e pré-candidato a governador do Tocantins, Ronaldo Dimas (PODE), está recebendo e conversando com diversos líderes do município e da região.

Tema principal, é lógico, Eleições 2022.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze