Connect with us

Tocantins

SEAGRO promove encontro com produtores de leite e representantes de indústrias de laticínio do Tocantins

Publicado

em

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), ciente de um problema de conjuntura nacional com relação ao preço do leite, promoveu um encontro com representantes de laticínios e de produtores da cadeia leiteira. A reunião ocorreu nessa quarta-feira, 17, na sede da Seagro.

A convite do secretário da Seagro, Jaime Café, o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura (Mapa), Cesar Halum, participou da reunião e explanou sobre as discussões que tramitam na esfera federal e têm comprometido o preço do leite em todo o país. “O que está ocorrendo é chamado de Tempestade Perfeita para o setor do leite. Houve uma diminuição do consumo, houve o aumento da produção e a importação de leite de países do Mercosul como a Argentina e Uruguai. Não obstante, também houve o aumento dos preços dos insumos básicos, como por exemplo o milho e a soja, que compõem a ração do gado leiteiro. É preciso achar um ponto de equilíbrio e o Mapa não pode interferir nas relações comerciais de importação e exportação, mas diante dessa Tempestade estamos trabalhando para que não haja concorrência desleal e que produtos vendidos dentro do Brasil não prejudiquem quem produz, quem comercializa e quem consome”, pontuou Cesar Halum.

Conforme o presidente da Câmara Setorial do Leite, Marco Antônio Pitondo, o prejuízo já é considerável para o produtor do Tocantins. “Estamos passando por um momento muito difícil, tanto para o produtor quanto para a indústria. É na verdade uma situação catastrófica. E todas as ações que vamos tomar, daqui para frente, com certeza vão impactar bastante na cadeia produtiva do leite. Ouvimos tanto as informações do Governo do Tocantins quanto sobre o que está ocorrendo nacionalmente e, mesmo diante de tal cenário, nossa esperança foi renovada nessa reunião. A presença de várias instituições apresentando possíveis soluções já nos fizeram vislumbrar um futuro com resultados mais favoráveis”, declarou o presidente.

José Emerson Cavalcante Gomes é um pequeno produtor de leite no município de Barrolândia e, depois de participar das discussões, considerou que é possível uma retomada da cadeia produtiva do leite. “Queremos uma melhoria para o pequeno produtor. Nós sabemos que, hoje, o custo de produção de leite em uma propriedade com o encarecimento dos insumos agropecuários, o custo de energia elétrica, a falta de informação e de assistência técnica qualificada, gerou esse conflito. O produtor tem a esperança de melhorar e ser bem remunerado, pois o leite é uma questão social tanto no Estado do Tocantins como em todo o país, nossa dificuldade diante do que nos foi apresentado pode nortear em busca de soluções”, pontuou o produtor.

Segundo o gestor da Seagro, Jaime Café, é de interesse do governador Mauro Carlesse que haja um acordo entre os produtores e os laticínios. “Ao intermediar esse encontro, nós ouvimos as demandas dos produtores e da indústria. Dessa forma, é possível, por meio de um esforço de instituições públicas e privadas, reforçar o setor sem que haja prejuízos para ambas as partes”, ponderou Jaime Café. O gestor também colocou o corpo técnico da secretaria à disposição para orientar e verificar onde é necessário fazer um programa de gestão, custo de produção com a finalidade de proporcionar, aos criadores de gado leiteiro, preço justo na hora de vender para o mercado. “Organizar e fortalecer a cadeia produtiva do leite irá agregar todos os interesses dos produtores e da indústria”, concluiu Jaime Café. (Leide Theophilo / Foto: Wilson Rodrigues)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Tocantins terá novo Decreto nesta sexta, flexibilizando medidas anti-Covid-19

Publicado

em

Desde março, o Tocantins obteve uma redução de mais de 30% nas internações em leitos clínicos e em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), exclusivos para o tratamento da Covid-19. Além disso, as filas de espera estão zeradas e mais leitos serão ampliados em Paraíso do Tocantins e em Gurupi. Diante desse cenário, o governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, apresentou na tarde desta quinta-feira, 13, na reunião do Comitê de Crise de Combate e Prevenção à Covid-19, algumas medidas que visam à retomada gradual de atividades no Estado.

Foram discutidos o retorno das aulas nas redes públicas e privadas, das atividades comerciais, o funcionamento do serviço público e o retorno das aulas práticas de direção. O novo decreto será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira, 14.

Os eventos públicos e privados seguem vedados. O retorno das atividades presenciais no serviço público estadual será feito com a estratégia de revezamento a fim de reduzir o fluxo de servidores. A retomada das aulas presenciais deve seguir todas as normas sanitárias recomendadas pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde (OMS), além do protocolo elaborado pelo Governo do Tocantins.

Os bares e os restaurantes são o último eixo dos serviços não essenciais que permaneceram apenas no delivery, porém, será permitido o funcionamento observando todos os protocolos de higiene e a ampliação dos horários de atendimento.

O governador Mauro Carlesse afirmou que as medidas não são um afrouxamento, pois a fiscalização para evitar aglomerações será reforçada. “Não vamos afrouxar, vamos apertar mais ainda. Precisamos de toda a força, principalmente agora. Vamos retomando aos poucos as atividades normais que o Estado precisa. Sei da dificuldade e do custo disso. Mas peço que todas as nossas forças de segurança sejam firmes com essas aglomerações que não são permitidas. Neste momento, peço que continuem [a não aglomerar] mais um pouco. Esse sacrifício nós vamos fazer”, afirmou o Chefe do Executivo.

Retorno do trabalho presencial 

O secretário-chefe da Casa Civil, Rolf Vidal, explicou que para o retorno das atividades do serviço público será mantida a jornada de 6 horas, com divisão de equipes para evitar aglomeração. “No serviço público, teremos o retorno das atividades presenciais, com a jornada de 6 horas, para que as pastas funcionem normalmente e haja o retorno do atendimento ao público. Porém, obedecendo as medidas de distanciamento, proteção e higiene, e ainda existe a possibilidade da adoção da estratégia de revezamento, fazendo com que as secretarias que optarem por essa situação, tenham dois turnos de serviço”, pontuou.

Retomada das aulas presenciais 

A secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, Adriana Aguiar, destacou que mais de 3,5 mil professores do Estado já estão vacinados por serem idosos acima de 60 anos, indígenas ou se declararem com comorbidades. A expectativa é de que, com o avanço da vacinação do Estado, mais profissionais da Educação sejam imunizados.

A titular da Seduc ainda destacou que o retorno das aulas presenciais será de modo gradual e com 50% da capacidade das salas de aulas. “As escolas estão preparadas com EPIs [Equipamentos de Proteção Individual], com toda organização do ambiente e seguindo todos os protocolos de segurança. Os profissionais passaram por formação continuada. [O retorno às aulas] é desejo das famílias, dos pais e estamos em um momento favorável. Para manter o distanciamento, voltaremos com aquele formato de 50% com rotatividade para garantirmos o distanciamento. Estou muito otimista e acredito que estamos no caminho”, explicou a gestora.

Justificativa 

O secretário de Estado da Saúde, Edgar Tollini, informou que não há filas de pacientes esperando por leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e leitos clínicos. “E continuamos investindo e ampliando. Na terça-feira, 11, estivemos com o ministro da Saúde [Marcelo Queiroga] que nos recebeu e reconheceu que o Estado fez bom uso das verbas públicas”, destacou o secretário.

Nesta quinta-feira, 13, o Tocantins registrou 378 pacientes internados. Houve uma ampliação de 10 leitos em Porto Nacional e, em aproximadamente 15 dias, serão implantados mais 20 leitos no Hospital Geral de Gurupi e 20 leitos em Paraíso do Tocantins, contratualizados com a iniciativa privada. “O Estado vai fazer com que haja leitos cada vez mais próximos da sua cidade, para que o cidadão se desloque menos, usando menos UTIs terrestres ou aéreas, que tiveram um acréscimo muito grande nesses últimos 60 dias”, complementou o secretário Edgar Tollini.

Presença

Também estavam presentes na videoconferência do Comitê de Crise, o presidente do Tribunal de Justiça, João Rigo Guimarães; o procurador-geral de Justiça, Luciano Casaroti; o defensor Freddy Solórzano, representando a defensora pública-geral Estellamaris Postal; e os secretários Executivo da Governadoria, Divino Allan; da Comunicação, Élcio Mendes; Extraordinário de Assuntos Parlamentares, José Humberto; comandante-geral da Polícia Militar, coronel Júlio Silva Neto; comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Reginaldo Leandro; da Fazenda, Sandro Armando; o chefe de gabinete do governador, Sebastião Albuquerque; o secretário de Estado da Indústria, Comércio e Serviços, Tom Lyra; e a deputada Valderez Castelo Branco, representando o presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, Antonio Andrade. (Brener Nunes)

Continue lendo

Tocantins

Tocantins disponibiliza formulário para prestação de contas da Lei Aldir Blanc

Publicado

em

O Governo do Tocantins, por meio da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), já disponibiliza, no site da Adetuc, o formulário para prestação de contas dos premiados com recursos recebidos da Lei Aldir Blanc, de nº 14.017. O documento pode ser acessado na plataforma do Mapa da Cultura (http://mapa.cultura.to.gov.br), na aba Oportunidades.

Obrigatória, a prestação de contas demonstra e comprova a execução do projeto contemplado, por meio de relatórios, declarações, vídeos e registros fotográficos. A comprovação da execução financeira e da utilização adequada do recurso público é feita por meio de documentação fiscal. O prazo final para execução de todos os projetos é 15 de novembro e a entrega do formulário final deve ser feita até o dia 15 de dezembro.

“A prestação de contas garante transparência e legalidade tanto para os proponentes dos projetos quanto para o Governo do Estado”, ressalta o presidente da Adetuc, Jairo Mariano, enfatizando o empenho da gestão Mauro Carlesse na aplicação destes recursos.

Em caso de dúvida, os proponentes poderão recorrer às oficinas sobre prestação de contas, disponíveis no canal do Youtube da Adetuc; à cartilha publicada no site www.adetuc.to.gov.br, ou ainda pelos canais de atendimento direto, via  WhatsApp (63 99294-4721) e e-mail ([email protected]).

Pela Lei Aldir Blanc, no Tocantins, foram premiados 382 projetos de iniciativas culturais, distribuídos em 13 editais emergenciais de fomento à cultura, totalizando a execução de R$ 17.330.850,46, compreendendo 94% do valor repassado ao Estado. Os projetos contemplados foram dos segmentos de música, artes visuais e cênicas, literatura, audiovisual, áreas técnicas, além de cultura tradicional popular e urbana.

Continue lendo

Tocantins

Tocantins recebe mais 25.450 doses de vacinas contra a Covid-19 nesta sexta, 14

Publicado

em

Mais uma remessa de vacinas contra a Covid-19 chega ao Tocantins na madrugada desta sexta-feira, 14. Serão enviadas ao Estado, pelo Ministério da Saúde (MS), 25.450 doses de imunizantes, sendo 14,2 mil da CoronaVac e 11.250 da vacina AstraZeneca.

A nova remessa faz parte da 21ª pauta de distribuição da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Covid-19. O público-alvo é a população com deficiência permanente ou comorbidades, gestantes e puérperas e, ainda, pessoas com 65 a 69 anos que já receberam a primeira dose.

Os imunizantes serão levados para a Gerência Estadual de Imunização, em Palmas, onde passarão por conferência e, posteriormente, serão distribuídos aos municípios tocantinenses.

“Estamos avançando e conseguindo reduzir os números de internações e mortes em decorrência da Covid-19 no Tocantins. A vacinação é extremamente importante neste momento”, enfatiza o secretário de Estado da Saúde, Edgar Tollini. (Mariana Ferreira)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze