Connect with us

Maranhão

SSP entra na Justiça para suspender liminares contra concurso

Publicado

em

O secretário de Segurança Pública Aluísio Mendes anunciou que a secretaria entrou com recursos no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) para suspender 265 liminares concedidas a pessoas que conseguiram matricular-se na próxima fase do concurso para a Polícia Civil e Militar por decisão judicial.

A etapa final consiste nos cursos de formação das academias das polícias. “Há capacidade para 450 vagas na Academia de Polícia Civil, por exemplo, e, com essas liminares, teremos que atender 650 pessoas. Não temos dinheiro para pagar as bolsas e os materiais necessários para tanta gente”, disse.  Caso a secretaria não consiga derrubar estas liminares, pretende, pelo menos, conseguir autorização para formar duas turmas com datas diferentes de início das aulas.

O curso para policiais civis deveria ter começado no último dia 12, com os formados entrando em serviço no fim de novembro. Já o curso para policiais militares, está previsto para setembro, com os aprovados começando a trabalhar em fevereiro do ano que vem.

“Não podemos deixar esse concurso ser prejudicado, pois ele é um anseio da população. A falta de policiais é um problema gravíssimo e simplesmente não temos de onde tirar contingente, principalmente para mandar para o interior”, afirmou Mendes.

O Maranhão tem proporção de um policial para 877 habitantes, enquanto a Organização das Nações Unidas (ONU) recomenda um policial para 300 habitantes como “média aceitável”. É o Estado com a menor proporção entre número de habitantes e policiais militares do país (um policial para 692 habitantes, sendo que este cálculo foi feito já incluindo os policiais que entrarão pelo concurso, o que significa que a deficiência atual é ainda maior).

Dados do Sindicato da Polícia Civil (Sinpol-MA) também revelam que há 85 cidades sem nenhum policial civil e 135 sem delegado. A necessidade de contingente das polícias é de 5.700 funcionários, segundo cálculos da Secretaria de Segurança. O plano é de lotar no interior do estado 90% dos aprovados no concurso para a Polícia Civil e 50% dos aprovados para a Polícia Militar.

Problemas

O concurso da Secretaria de Segurança Pública foi realizado no fim do ano passado e abriu 2 mil vagas para policiais militares e 229 para policiais civis, além de 150 para bombeiros.  Mais de 76 mil pessoas se inscreveram.

Logo na primeira etapa, o concurso já foi alvo de cerca de 300 mandados de segurança contestando os resultados e exigindo aprovação para a fase seguinte, o Teste de Aptidão Física (TAF).

Durante o TAF, dois homens foram presos suspeitos de fraudar o concurso. O candidato Joanilson Diniz Correa, 33 anos, aprovado na primeira etapa do concurso para investigador da SSP, teria contratado Bremen Anderson Feitosa Dudman, de 23 anos, para fazer as provas do TAF no seu lugar.

Segundo a coordenadora de Testes da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Magnólia Figueiredo, o rapaz chegou a realizar as provas e, quando foi assinar o nome no fim do exame, acabou errando. Questionado sobre a data de nascimento, o suspeito errou novamente e acabou admitindo a fraude. Os dois acabaram detidos, autuados em flagrante.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

IMPERATRIZ: Assis Ramos quer passar Saúde do Município para OS

Publicado

em

Nesta terça, 26, o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos (DEM), esteve na Câmara Municipal, onde anunciou a vereadores a intenção de colocar uma Organização Social (OS) para gerir a Saúde Municipal.

O prefeito explicou que a intenção da prefeitura é repassar a gestão da saúde com o aperfeiçoamento do setor, cuidando principalmente do Hospital Municipal, mostrando um serviço de qualidade e rapidez, possam prosseguir para outras secretarias, a exemplo do que já é feito no Governo do Estado e no Federal.

Organização Social ou Organização da Sociedade Civil de Interesse Público são entidades privadas sem fins lucrativos, criadas por particulares e que com a autorização da Administração Pública, exercem atividades de interesse social.    

“A saúde pode avançar muito através das OSs e esse é um caminho sem volta. Temos que melhorar principalmente o Socorrão, procurando empresas com ‘know-how’, buscando alternativas para diminuir o que está ruim, muito por conta da demanda que é grande demais e quanto mais se melhora a saúde, mais gente vem em busca de atendimento”, disse o prefeito.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: 1.660 imperatrizenses já receberam primeira dose da CoronaVac

Publicado

em

Visando garantir a imunização destes trabalhadores que fazem parte do grupo prioritário da 1º fase, mas que não compareceram no seu local de trabalho no dia em que a equipe esteve atendendo, Prefeitura vai realizar dois dias de vacinação (quarta, 27 e quinta-feira, 28), das 14h às 17h, na sede da Secretaria Municipal de Saúde, Semus. 

Na quarta-feira, 27, serão vacinados faltosos do: Hospital de Campanha, Santa Mônica, Unimed, Socorrão, Socorrinho, UPAs Municipal e Estadual e ambulatórios (Milton Lopes e Vila Nova). Na quinta-feira, 28: Macrorregional e Materno Infantil. 

“Daremos uma segunda chance aos profissionais da linha de frente que não puderam comparecer quando estivemos nas instituições. Já entramos em contato com as unidades informando. Após esse momento, vamos dar continuidade à campanha vacinando os demais trabalhadores da saúde e outros grupos prioritários. Está previsto a chegada de um segundo lote de vacina ainda esta semana” , explicou a secretária Mariana Jales. 

Ela ressalta que até o momento já foram aplicadas 1.660 doses em Imperatriz. Foram imunizados profissionais da saúde e idosos institucionalizados (que moram em asilos) e que novas estratégias devem ser definidas para iniciar vacinação dos demais profissionais e das pessoas inclusas no grupo das comorbidades, como os pacientes oncológicos e renais crônicos (que fazem hemodiálise).

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Feirinha do Bacuri passa por reforma e modernização

Publicado

em

Após duas décadas de espera, o Mercado da Feirinha do Bacuri passa por importante reforma e modernização. Objetivo é melhorar as instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, para proporcionar mais conforto aos trabalhadores e consumidores. Ação foi iniciada em setembro de 2020, pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Sinfra.

Assim que finalizada, obra beneficiará trabalhadores, consumidores e também toda a comunidade da região. O empreendimento é executado em três etapas, por se tratar de uma estrutura dividia em três blocos. Ao finalizar a obra em uma parte, logo a equipe da Sinfra passa a trabalhar na seguinte, para que as atividades do local não sejam suspensas por completo.

Dessa forma, os feirantes que atuam no primeiro bloco, no qual se deu o início da reforma e modernização, foram realocados para outros boxes vazios, localizados ainda dentro do Mercado do Bacuri. Por conta da pandemia do Novo Coronavírus, Covid-19, houve um atraso na obra em decorrência do isolamento social e do desabastecimento de materiais de construção, mas as atividades comerciais no espaço seguem normalizadas.

A Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Produção, Seaap, é a responsável pela administração dos mercados municipais. O secretário da Seaap, Valdir Torres, explica que apesar do pequeno atraso na obra, os trabalhadores da feira não foram prejudicados. “Nenhum feirante deixou de exercer suas atividades na Feirinha do Bacuri. O feirante pode não estar utilizando o box que costumeiramente era dele, mas está utilizando, temporariamente, um espaço dentro do prédio”, disse.

Continue lendo
publicidade Bronze