Connect with us

Maranhão

Sul do MA vai ganhar Centro de Direitos Humanos

Publicado

em

Para atender aos municípios da Região Tocantina, a governadora Roseana Sarney criou o primeiro Centro de Referência de Defesa dos Direitos Humanos do Maranhão, órgão que será vinculado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Cidadania (SEDIHC).

No início desta semana, a psicóloga Rosângela Guimarães Rosa, assessora da SEDIHC, visitou os municípios de Imperatriz e Açailândia. Na oportunidade, manteve encontros de trabalho com gestores públicos, membros do Ministério Público, entidades de defesa dos direitos humanos, associações de mulheres, grupos que lutam contra qualquer tipo de discriminação e representantes das Polícias Civil, Militar e Federal.

“São encontros preliminares, de mobilização e preparação, num trabalho articulado entre o governo, órgãos das três esferas do poder e a sociedade, com o objetivo de buscarmos parceiros para implantação de políticas públicas de promoção dos direitos humanos e combate a qualquer tipo de discriminação, assédio, constrangimento e exploração do ser humano”, esclareceu a psicóloga.

A implantação do Centro de Direitos Humanos, informou Rosângela Guimarães Rosa, é fruto de convênio celebrado entre o Governo do Maranhão e a Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República. “Temos que envolver a sociedade, os governos, as instituições e também os grupos empresariais nessa cruzada. Como exemplo, entre 2001 e 2007, foram resgatados 1.600 trabalhadores que viviam em regime de escravidão em vários locais de trabalho no estado. Estima-se que perto de 9.500 pessoas ainda vivam em situação análoga ao de trabalho escravo no Maranhão. Precisamos mudar essa situação”, alertou.

Ações

Açailândia deve ser o município escolhido para sediar o primeiro Centro de Referência de Defesa dos Direitos Humanos no Maranhão, de acordo com a assessora da SEDIHC. “O município apresenta os mais altos índices de trabalho escravo e uso de mão de obra infantil, principalmente por causa das carvoarias, das guserias e das grandes propriedades rurais instaladas em seu território”, justificou.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

IMPERATRIZ: Novo decreto reforça medidas sanitárias de prevenção da Covid-19

Publicado

em

O decreto divulgado pela Prefeitura de Imperatriz, nesta segunda-feira (24), reforça as medidas sanitárias de prevenção da Covid-19 no município. O documento é válido até dia 07 de março e reitera uma série de normas estabelecidas para a realização de eventos no cenário de combate à doença na cidade.

Ficam suspensos os eventos públicos com potencial para gerar grandes aglomerações, como shows, festivais, música ao vivo, programações de carnaval e similares. Dessa maneira, está proibida no município a realização de eventos privados, em espaços abertos ou fechados, com público superior à 2.000 pessoas.

Já em eventos com mais de 300 pessoas em ambientes fechados, como bares, casas de eventos e afins, é obrigatório apresentar a comprovação de vacinação, em duas doses ou dose única, contra a Covid-19. A comprovação pode ser feita com o certificado digital gerado pelo Conecte SUS, assim como também pelo comprovante impresso ou cartão e caderneta preenchidos no dia da vacinação.

O secretário de Governo e Projetos Estratégicos (SEGOV), Eduardo Soares, explica que o maior objetivo com o novo decreto é dar continuidade ao cenário mais favorável do combate da doença em Imperatriz. “A Prefeitura reitera estado de calamidade pública e reforça mediadas de prevenção, principalmente à variante Ômicron. Objetivo é evitar que ocorra o aumento de casos na cidade”, comenta.

Em relação ao mesmo período no ano passado, o secretário ressalta que a situação está diferente, graças a vacinação e as medidas de restrição. “Em janeiro de 2021, estávamos com mais de 200 leitos de UTI ocupados por pessoas com a doença, e nível de mortalidade alto. Agora estamos com mais de 80% dos maiores de 12 anos vacinados e a quantidade de pessoas internadas com sintomas graves é pequena, maior parte dos casos atualmente são com sintomas leves e pessoas em tratamento domiciliar”, completa.

Vale lembrar que o uso de máscara de proteção continua obrigatório em ambientes fechados, público e privado, sendo a utilização facultativa em ambientes abertos, como vias públicas e praças.

Para conferir o documento, acesse: AQUI

Continue lendo

Maranhão

ESTREITO: Orla corre risco de desmoronamento

Publicado

em

A Defesa Civil informou que há riscos de desmoronamento em partes da estrutura da Orla, na cidade de Estreito, na região Tocantina maranhense, que faz divisa com o Bico do Papagaio.

A Prefeitura solicitou que a população não ultrapasse as áreas interditadas que estão identificadas com as fitas zebradas.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Marginais estão saqueando casas alagadas

Publicado

em

Famílias da cidade de Imperatriz, na região Tocantina, sul do Maranhão, que faz divisa com o Bico do Papagaio, em São Miguel, além de passagem por sérias dificuldades por conta da enchente do Rio Tocantins, estão sendo vítimas de criminosos que estão saqueando as casas durante a madrugada.

Os marginais estão roubando telhas e fiação elétrica das residências.

A Polícia Militar de Imperatriz deflagrou a “Operação Anfibius” para caçar os delinquentes. A operação, que irá ocorrer até a normalização do nível do Rio Tocantins, com patrulhamento nas áreas alagadas com utilização de carros e lanchas.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze