Connect with us

Tocantins

Temendo, Eduardo aciona PTB e suspende audiência do IGEPREV no Senado

Publicado

em

20130219120629_eduardo_siqueiraO pré-candidato a governador, secretário de Relações Institucionais e então presidente do Conselho Administrativo do Instituto de Gestão Previdenciária do Tocantins (IGEPREV), Eduardo Siqueira Campos (PTB), responsável direto pelos desvios de quase meio bilhão de reais, da aposentadoria dos funcionários públicos do Tocantins, conseguiu protelar a audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), do Senado Federal.

Eduardo primeiro tentou por meio do senador, Vicentinho Alves (SDD), suspender a audiência, mas com o enfraquecimento do senador em Brasília, devido a provável saída do mandato para dar lugar à Marcelo Miranda (PMDB), o pleito não avançou. Após a primeira tentativa ser frustrada, Eduardo resolveu acionar a direção nacional do seu partido o PTB, que orientou o senador Gim Argello (PTB, de Brasília, a entrar com novo pedido. Desta vez, aceito pelo Senado Federal.

Com isso, a audiência de ajudaria a apurar os desviou, marcada para dia 4 de dezembro, foi suspensa e os funcionário públicos, principais prejudicados continuarão sem respostas e definições.

A estratégia de Eduardo Siqueira e do PTB foi argumentar junto ao Senado Federal que o assunto não compete ao órgão, mas sim apenas ao Tocantins. De acordo com a CAE, a audiência fica suspensa até que o requerimento do senador Gim Argello seja votado pelos 27 senadores da Comissão.

Entenda

A CAE havia agendado para o dia 4 de dezembro, audiência pública do Igeprev que trataria dos possíveis desvios de recursos com aplicações em fundos que não são administrados por bancos de primeira linha. O requerimento partiu da Senadora Kátia Abreu.

A senadora afirmou em requerimento que “são fartos os indícios e as provas colhidas pela Polícia Federal que demonstram a existência de uma parceria firmada entre os responsáveis pela direção do Igeprev e os chefes da organização criminosa”. Ela também pontuou que “com um fundo de caixa de R$2,5 milhões, a administração do Igeprev aplicou R$ 500 milhões em fundos que não são administrados por bancos de primeira linha”.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
1 Comment

Tocantins

Filhotes de onça preta e caititu são encontrados em caminhonete durante abordagem na divisa do Tocantins com Pará

Publicado

em

Na noite desta terça-feira, 02 de março, Policiais Militares do Batalhão de Polícia Militar Rodoviário e Divisas (BPMRED) em parceria com o Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), resgataram dois animais silvestres durante abordagens na TO-080.  

Durante operação Hórus, uma equipe do BPMRED realizava bloqueio viário noturno na TO 080, km 250, município de Caseara, divisa com o estado do Pará, quando deram voz de parada a uma caminhonete Hillux de cor branca

Após checarem a documentação pessoal do motorista, os policiais passaram para a inspeção do veículo. Ao procederem uma busca no interior da caminhonete, os policiais localizaram dois animais silvestres: uma onça preta e um caititu, ambos filhotes.

Ao ser questionado sobre os animais, o autor alegou que possuía licença, mostrando imagens de documentos referentes a outro tipo de transporte de animais.

Em parceria com o Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), o autor foi conduzido até a delegacia de flagrantes de Paraíso, onde foi autuado na lei de crimes ambientais e multado em R$ 5.500,00. Os animais foram resgatados pelo BPMA e entregues ao Centro de Fauna do Tocantins (CEFAU).

Continue lendo

Tocantins

Governo do Tocantins anuncia novo concurso da Segurança Pública

Publicado

em

Conforme o secretário Cristiano Sampaio, o novo concurso é necessário devido ao fato de que 37% dos cargos da carreira da Polícia Civil encontram-se vagos.

O governador do Tocantins, Mauro Carlesse, anunciou na manhã desta quarta-feira, 3, a formação da comissão que irá preparar o novo concurso público da Secretaria de Estado da Segurança Pública. O anúncio, feito em solenidade restrita no Palácio Araguaia.

Conforme o secretário de Segurança Pública, Cristiano Sampaio, o novo concurso é necessário devido ao fato de que 37% dos cargos da carreira da Polícia Civil encontram-se vagos e à iminente aposentadoria de diversos outros policiais. 

Continue lendo

Tocantins

PF realiza operação para investigar organização criminosa suspeita de corrupção no TCE do Tocantins

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta, 3, a Operação “Esopo 267”, visando desarticular organização criminosa suspeita de fraudar processos licitatórios e a execução de contratos relacionados a construção do prédio anexo do Tribunal de Contas do Estado do Tocantins.

Aproximadamente 70 policiais cumprem 13 mandados de busca e apreensão, todos expedidos pelo Ministro Og Fernandes do Superior Tribunal de Justiça, além de outras medidas de interesse da investigação, nas cidades de Palmas/TO e Goiânia/GO.

A Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a Controladoria Geral da União constataram além dos indícios de fraude à licitação e de desvios na execução dos contratos, diversos outros elementos que apontam para o cometimento dos crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de ativos, evasão de divisas, além da constituição de organização criminosa por servidores públicos e empresários do ramo da construção civil.

Além da obtenção de novas provas, busca-se interromper a continuidade das ações criminosas, identificar e recuperar ativos frutos dos desvios, além de resguardar a aplicação da lei penal.

Os contratos investigados somam mais de R$ 25 milhões. A partir das movimentações financeiras suspeitas, laudos periciais e informações de campo, estima-se um prejuízo aos cofres púbicos da União superior a R$ 4 milhões.

A operação Esopo 267 faz referência a uma das versões da fábula do Lobo em pele de cordeiro, em virtude de que os ilícitos investigados estariam associados ao próprio órgão responsável por evitá-los.

Continue lendo
publicidade Bronze