Connect with us

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: 28ª morte por Covid é confirmada

Publicado

em

Nesta manhã de sábado, 6, foi confirmada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio de seu Boletim Epidemiológico, mais uma morte por Covid-19, no município de Tocantinópolis, no Bico do Papagaio. Agora são 28 óbitos.

A vítima é uma mulher de 79 anos, com diabetes e doença pulmonar obstrutiva crônica. Ela morreu no dia 24 de fevereiro, no Hospital Regional de Augustinópolis.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Unitins investe em plataforma 3D para equipar laboratório dos cursos de Medicina e Enfermagem

Publicado

em

O uso de cadáveres humanos para o ensino de anatomia em cursos de Medicina já está sendo substituído gradualmente por tecnologias realísticas. Pensando nisso, a Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), que está em fase de implantação do curso de Medicina no Câmpus Augustinópolis, investiu na Plataforma Multidisciplinar 3D, que funciona como uma mesa de anatomia e permite o estudo de materiais sintéticos, tecidos, sistemas e todas as funções de um corpo humano real.

A Unitins é a primeira universidade do Tocantins a adquirir esse equipamento, que já está pronto para uso no Laboratório de Anatomia do Câmpus Augustinópolis. A estrutura laboratorial da área de saúde da Unitins será compartilhada entre os cursos de Enfermagem e Medicina.

A mesa digital desenvolvida pela empresa Csanmek Tecnologia, empresa que venceu o processo licitatório, é uma ferramenta que pode ser destinada ao aprendizado de conteúdos como Anatomia, Histologia, Fisiologia, Citologia, Dissecação Virtual e até Simulações e Habilidades Cirúrgicas. A aquisição deste equipamento também possibilita realizar comparações entre várias fases de desenvolvimento humano e animal, com características específicas de cada espécie e acompanhamento do desenvolvimento gradativo, desde a embriologia, seguida da fase fetal, púbere, adulta e senilidade. 

O processo de pesquisa de mercado, compra e trâmites legais vem sendo desenvolvido desde o primeiro semestre de 2020, como explica o diretor administrativo da Unitins, Ricardo Oliveira Carvalho. “O investimento na plataforma multidisciplinar no início era algo muito grande para nós, mas assim que pesquisamos o equipamento, empresas fabricantes e fizemos todo o estudo de mercado, vimos que era tecnologia de ponta, já usada no Brasil e no mundo, ideal para o curso de Medicina da Unitins”, conta, ressaltando o padrão que a Reitoria quer já na abertura do curso.

A montagem da plataforma aconteceu recentemente com a presença de representantes da Csanmek Tecnologia, além da diretora do Câmpus Augustinópolis, Gisele Padilha; e de professores e acadêmicos do curso de Enfermagem.

As expectativas para os benefícios do equipamento para docentes e discentes da Unitins são animadoras. “O Câmpus de Augustinópolis já oferece o curso de Enfermagem com quatro laboratórios instalados. A Unitins está investindo em equipamentos novos e mais tecnológicos para os laboratórios que irão atender futuramente o curso de Medicina. Todo esse investimento trará benefício tanto para a universidade quanto para a realidade social e econômica do Bico do Papagaio”, comenta Gisele Padilha, diretora do Câmpus Augustinópolis.

A acadêmica do 3º período do curso de Enfermagem, Cianny Ximenes Rodrigues, que acompanhou a montagem e os testes do equipamento, conta que a chegada da plataforma disciplinar 3D incentivará não só os estudos teóricos, mas a prática de pesquisa. “Fiquei muito animada em presenciar esse investimento tão importante na Unitins. Com certeza, irá nos beneficiar e incentivar pesquisas em diversas disciplinas e áreas da saúde. Sairemos do curso profissionais muito capacitados para atender a população”, relata a discente.

O CEO da Csanmek, Cláudio Santana, explica que a plataforma já tem grande atuação nacional e mundial. “Estamos há seis anos no mercado e presente em mais de 100 instituições de ensino. Atuamos no mercado Internacional há aproximadamente quatro anos e, hoje, somos o terceiro maior fabricante de mesas anatômicas do mundo. Estamos presentes em 10 países”, ressalta.

O médico e presidente da comissão responsável pela implantação do curso de Medicina da Unitins, Valdir Odorizzi, afirma que a tecnologia será uma aliada ao ensino, porém sem substituir a autonomia do professor. “A tecnologia transforma o mundo e não poderia ser diferente no ensino da Medicina. Os laboratórios virtuais, hoje, facilitam o aprendizado de alunos que já são nativos digitais. Esse equipamento que adquirimos permite estimular o estudante a consolidar o conhecimento teórico para chegar mais preparado à prática da Medicina, em um ambiente controlado com uma experiência gamificada e guiada pelo professor. A plataforma 3D também facilita a estratégia de ensino, uma vez que munimos o professor com uma gama de ferramentas que mantém sua autonomia para lecionar, facilitando o processo de aprendizagem. Nossa meta é formar profissionais capacitados e empáticos e fomentar uma instituição de excelência aliada à tecnologia”, afirma.

Para o reitor Augusto Rezende, a aquisição desse equipamento é mais uma afirmativa do investimento em tecnologia e melhoria da Unitins. “Estive em uma visita técnica em 2019 na Bolívia e lá tive o primeiro contato com a plataforma multidisciplinar 3D em laboratórios de Medicina, que trabalham o ensino com o auxílio da tecnologia realística. Assim, buscamos o melhor equipamento existente no país para os nossos laboratórios na Unitins também. A plataforma disciplinar 3D tem a garantia cientificamente comprovada de aprendizado para que o acadêmico saia pronto para o ensino prático nas unidades de saúde. O investimento em equipamentos tecnológicos é um esforço do Governo do Tocantins e dos parlamentares que destinaram emendas para a Unitins, beneficiando os cursos de saúde da instituição [Enfermagem e Medicina] e incentivando o ingresso de alunos da rede pública na universidade”, destaca. 

Em breve, os professores do curso de Enfermagem do Câmpus Augustinópolis passarão por treinamento com profissional especializado para aprender todas as funcionalidades da mesa. O mesmo acontecerá com o corpo docente do curso de Medicina, quando o curso já estiver implantado e professores contratados. O curso de Medicina está em fase final de estruturação pedagógica e estrutural.

O investimento total da aquisição da plataforma 3D foi de R$ 347.500,00, recurso oriundo de emendas parlamentares dos deputados estaduais Eduardo Siqueira Campos, Fabion Gomes, Amélio Cayres, Jair Farias, Ricardo Ayres, Vilmar Oliveira e Olyntho Neto, destinada à implantação do curso de Medicina da Unitins. (Andréia Fernandes)

Continue lendo

Bico do Papagaio

AXIXÁ: Conjunto de ações ajudam no enfrentamento a Covid-19

Publicado

em

Diante do estado de Emergência na Saúde Pública decorrente do Coronavírus (COVID-19) no município de Axixá do Tocantins, foi implantado no dia 23 de março de 2021, o Centro de Atendimento a Covid-19 formado por uma equipe multidisciplinar composta de um médico, uma enfermeira, além de três técnicos em enfermagem, com o objetivo de prestar uma melhor assistência e identificar precocemente as síndromes gripais. Até o momento o Centro de Atendimento a Covid-19, prestou assistência para 500 pacientes, na maioria das vezes apresentaram sintomas similares o da doença.

A vigilância epidemiológica observou um pico da Covid-19 no mês de março, o qual obtiveram uma prevalência maior de casos confirmados e, consequentemente, 09 óbitos.

Vale ressaltar que os casos diagnosticados são decorrentes da testagem dos casos suspeitos através da realização dos testes rápidos para detecção da doença. Todas feitas entre 01 de janeiro a 12 de abril de 2021 e até o momento 800 testes rápidos, 20 PCR- SWAB.

No dia 30 de março foi expedido um decreto com medidas restritivas em combate a incidência do vírus no município de Axixá do Tocantins. Durante estes 15 dias houve redução no número de pacientes com a infecção ativa da Covid-19. Nos dias seguintes, foram diagnosticados 83 novos casos da doença e, lamentavelmente, o óbito de duas pessoas que estavam hospitalizadas.

Os demais apresentaram a forma mais leve da doença e não tiveram complicações graves, bem como a ausências de internações.

Segundo a secretaria de Saúde do município medidas de prevenção evitam que mais Axixaenses percam a sua precisa vida em decorrência do coronavírus, para isso a população devem reforçar as suas atitudes, a fim de controlar a disseminação da doença e também preservar a vida de população. Em Axixá já foram contabilizados 940 casos positivos, destes 97% tiveram a forma mais leve da doença, 18 óbitos com um percentual de mortalidade de 1.9% dos casos confirmados.

A vigilância está trabalhando ativamente, buscando evitar a circulação do vírus. (Ascom)

Continue lendo

Bico do Papagaio

Dinheiro para Prefeituras aumentou 17% no primeiro trimestre de 2021

Publicado

em

Repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) tiveram aumento de 17% no primeiro trimestre de 2021, na comparação com o mesmo período de 2020. Entre janeiro e março, o somatório dos repasses foi de R$ 23.558.885.883,16, enquanto nos três primeiros meses do ano passado, o montante foi de R$ 20.124.432.171,33.

O cálculo do FPM tem como base a arrecadação líquida do Imposto de Renda e do Imposto sobre Produtos Industrializados dos dez dias anteriores. Após o recolhimento desses tributos, a Receita Federal informa os números ao Tesouro Nacional, que vai separar uma parcela para os Fundos de Participação dos Municípios e o Fundo de Participação dos Estados (FPE), e descontar os 20% para o Fundeb.

Por isso, segundo o especialista em orçamento público, César Lima, o aumento dos repasses do FPM pode estar relacionado à alta generalizada de preços que houve em 2020.

“Como o FPM é produto da arrecadação – e a arrecadação está intrinsecamente ligada ao consumo, ao giro do dinheiro – para saber se esse aumento foi real, é preciso descontar a inflação do período”, esclarece.

Para César o repasse do FPM poderá aumentar ao longo do ano, caso a inflação se mantenha elevada.

“Se continuar havendo essa alta generalizada de preços, como ocorreu alguns meses atrás, pode ser que a arrecadação aumente e que o valor distribuído pelo FPM também aumente. Mas isso não necessariamente se dará pelo acréscimo da arrecadação, mas pela inflação que eleva os preços e o governo arrecada mais.”

Aplicação dos recursos

De acordo com o consultor da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) Eduardo Stranz, não há uma destinação específica para aplicar os recursos do FPM, mas a maioria dos municípios os utiliza para custear os serviços da prefeitura.

“Para 90% dos municípios brasileiros, o FPM é muito importante porque ele é o recurso para manutenção da prefeitura e dos serviços públicos. É um recurso livre, utilizado para pagar o material de consumo, para os veículos, salários dos funcionários públicos”, afirma.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze