Connect with us

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: 321 famílias tem o Bolsa Família bloqueado

Publicado

em

Quase cinco mil famílias em situação de pobreza com renda mensal por pessoa de até R$ 137,00 e de extrema pobreza de algumas cidades tocantinenses estão com os benefícios do Programa Bolsa Família, do governo Federal, bloqueados no Estado. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), o motivo do bloqueio foi à falta de informação da freqüência escolar de crianças e adolescentes de 6 a 17 anos beneficiárias do programa nos dois primeiros bimestres deste ano (fevereiro/março e abril/maio). Ao todo, 401.321 famílias tiveram as bolsas bloqueadas em todo o País. Em contrapartida, ao recebimento da bolsa, que vai de R$ 22,00 a R$ 140,00, as crianças e adolescentes devem freqüentar a escola.

Conforme o ministério, as diretrizes do programa consideram a educação como instrumento eficaz para o aumento da qualidade de vida da população pobre. Por isso, em parceria com o Ministério da Educação, tem utilizado a metodologia de cobrança através do bloqueio da bolsa. O Bolsa Família é parte das ações do Fome Zero. Notificação via Correios foi enviada pelo ministério às famílias atingidas pela medida.

No Tocantins, 117.443 famílias receberam a bolsa em agosto. Neste mês, 4.773 famílias ficaram sem o benefício. O município com maior bloqueio de benefícios é Araguaína, que tem 7.969 beneficiários e 911 bolsas bloqueadas, o que corresponde a 11,4% do total. Em seguida vem Tocantinópolis, com 2.285 famílias atendidas e 321 bolsas bloqueadas (14% do total de bolsas); e Palmas, com 236 benefícios bloqueados de 9.495 famílias inscritas no programa, 2,5% do total. Os demais municípios são Nova Olinda, com 131 benefícios bloqueados, 13,9% do total de 945 famílias; Guaraí, com 1.698 famílias e 119 bolsas bloqueadas (7%); e Colinas do Tocantins, com 101 benefícios bloqueados, 4,9% do total de 2.042 famílias. O município que tem maior número levando em conta a porcentagem é Novo Jardim, que de 183 beneficiários, 29 estão com as bolsas bloqueadas (15,8%).

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Cacique faz denúncias graves contra gestão Paulo Gomes e descaso com saúde de indígena

Publicado

em

Cacique Orlando Apinajé fez um desabafo grave, alertando quando a suposto descaso da Prefeitura de Tocantinópolis, quando a saúde de indígenas no município. O cacique quede socorro das autoridades.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Aquiles manda recado para assentados, “Não sou governado pelo rabo”

Publicado

em

O prefeito de Araguatins, no Bico do Papagaio, Aquiles da Areia (PP), ficou irritado por estar sendo cobrado por moradores de diversas regiões de assentamentos e distritos, por conta das más condições das estradas vicinais, que tem dificultado a vida dessa parte da população que necessita se locomover até a cidade.

O gestor gravou um vídeo e divulgou nas redes sociais, respondendo os críticos. Assista:

Continue lendo

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Estelionatário especialista em falsificação de diplomas de medicina é preso após desligar padrões de energia

Publicado

em

Por força de mandado judicial pelo crime de estelionato, a Polícia Militar realizou a prisão de um homem de 33 anos, na noite de segunda-feira, 24, na cidade de Augustinópolis, no Bico do Papagaio. 

A prisão foi feita pela equipe de policiais militares do 9º Batalhão da PM (9º BPM) e contou com o apoio de um militar que se encontrava de folga e agentes da Polícia Civil, que auxiliaram com informações que levaram a prisão do indivíduo.

As primeiras informações que chegaram para a Polícia Militar davam conta de que moradores da área central da cidade de Augustinópolis estariam amedrontados devido uma pessoa estar desligando o padrão de energia das casas durante a noite.

No local, a PM foi recebida por moradores que disseram para a polícia o nome do possível suspeito da ação e o indivíduo acabou sendo localizado pela equipe de policiais militares e preso. 

Através de consulta ao Banco Nacional de Mandados de Prisão, o sistema apontou que havia um mandado judicial aberto em desfavor do foragido, acusado pelo crime de estelionato. Segundo informações, o indivíduo era especialista em falsificação de certificados escolares e universitários, principalmente de curso de medicina.

O autor foi apresentado na Central de Flagrantes para as providências cabíveis.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze