Connect with us

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Chuva causa alagamentos, queda de árvores e falta de energia

Publicado

em

O temporal que caiu em Tocantinópolis na tarde desta terça-feira (7) causou grandes transtornos em vários pontos da cidade, com quedas de árvores, alagamentos de casas, transbordamento de córregos, além de danos em postes e na rede de energia elétrica. Os pontos mais críticos foram registrados na Vila Valdenor, Setor Lajinha, Povoado Mumbuca, Vila Santo Antônio, Centro e demais regiões da cidade.

O Córrego Lajinha mais uma vez transbordou e alagou várias casas no entorno. A recém-inaugurada Praça Maria Joaquina teve parte do muro de contenção quebrado pela força da água. O calçamento da Rua Alcides Miranda ficou danificado após a enxurrada, tendo pedaços de calçamento arrancados e carregados pelo perímetro da via.

O grande volume de água foi bastante, ruas como Pedro Ludovico, Travessa Pedro Ludovico e da Prata ficaram alagadas e intrafegáveis. No Centro, na Rua Sergipe, Rua da Cachoeirinha e em vários pontos da Avenida Nossa Senhora de Fátima foi impossível o tráfego de pedestres e veículos devido à forte enxurrada. O Ribeirãozinho também teve seu nível de água elevado durante o temporal e prejudicou vários ribeirinhos.

Na Vila Santo Antônio os moradores também vivenciaram momentos de transtornos. A enxurrada provocou quedas de paredes e alagamentos de casas, bem como a erosão de ruas, vindo a interromper o fornecimento de água.

A Prefeitura de Tocantinópolis tem um projeto de calçamento para a Vila Santo Antônio, inclusive foram iniciados os serviços de terraplanagem pela Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura. No entanto, o Município espera o término da conclusão do processo de licitação da obra para dar início aos trabalhos de pavimento.

Todavia, o período chuvoso poderá atrasar os serviços. O projeto prevê a execução de 1.673,75 metros de pavimento e drenagem e serão construídos 3.353,50 metros de calçadas e meio-fio.

Queda de árvores

Foram registradas ocorrências de quedas de árvores. No Povoado Mumbuca, por exemplo, a população teve que apelar para a luz de vela ou lamparina. A chuva torrencial e os fortes ventos provocaram a queda de uma árvore sobre a rede de energia. Até a manhã desta quarta-feira (8), o restabelecimento da energia ainda não tinha sido normalizado, no entanto, a Energisa, empresa responsável pelo fornecimento de luz elétrica, está trabalhando para que o problema seja resolvido o mais breve possível.

Corte de energia

Também houve relatos de corte no fornecimento de energia elétrica em vários pontos da cidade, como falta de luz em áreas do bairro Alto Bonito, dentre outros. Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), os próximos dias serão alternados entre ensolarado com pancadas de chuvas e possíveis trovoadas.

Alerta amarelo

O temporal já era esperado, tendo em vista o alerta emitido pelo Inmet, de que a cidade de Tocantinópolis estaria na região com aviso de perigo potencial. De acordo com o alerta, o acumulado de chuva registrado será de até 50 milímetros. Ventos intensos irão variar entre a 40 a 60 Km/h, o que pode ocasionar queda de árvores, alagamentos e descargas elétricas. (Dirceu Leno)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Cláudio destaca obras de infraestrutura e diz que progresso não pode parar

Publicado

em

Em mais um dia de intensa movimentação de campanha, nesta sexta, 23, o candidato da Coligação “Juntos Por Araguatins”, Cláudio Santana (MDB), acompanhado de seu vice Edgar Tolentino (SD) e candidatos a vereador, fechou as ações com uma reunião no bairro Sossego.

Durante o dia, Cláudio Santana visitou moradores do setor.

Na reunião noturna, Santana destacou os avanços de sua gestão e afirmou que as importantes ogras de infraestrutura não podem parar. “Estamos sendo bem recebidos por onde passamos. A população sabe reconhecer o trabalho que estamos realizando, com recuperação de vias, praças, avanços na Saúde. Não é fácil, mas estamos buscando sempre o melhor. Sabemos da necessidade do povo, e minha proposta para trazer qualidade de vida para a comunidade. Araguatins não pode parar”, disse o gestor em seu pronunciamento.

Neste sábado, 24, Cláudio promove ações de campanha no distrito de Transaraguaia.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: No Esquinão, Aquiles diz que município voltará a ter obras e Saúde de qualidade

Publicado

em

Durante comício realizado na noite desta sexta, 23, realizado entre os bairros Vila Miranda e Madalena, o candidato da Coligação Uma Nova Política Para um Novo Tempo”, Aquiles da Areia (PP), disse que o município de Araguatins, voltará a contar com políticas públicas eficientes.

“Vocês vão terminar essa campanha sabendo que vão ter um prefeito para a cidade voltar a ter obras, saúde de qualidade, valorização ao educador, apoio ao agricultor e ser destaque novamente no turismo”, afirmou Aquiles da Areia e ainda acrescentou: “Nosso compromisso é Araguatins, por isso temos projetos para a melhoria da cidade”.

Participaram do evento, além de candidatos a vereador e líderes, o deputado estadual Olyntho Neto (PSDB).

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Familiares de detentos reclamam sobre restrições e alertam para possibilidade de greve de fome e rebelião

Publicado

em

Esta semana a cadeia Pública de Araguatins, no Bico do Papagaio, foi palco de reclamações e queixas de familiares de detentos. Após a instauração da e Operação Legalidade Primavera Árabe, por parte dos policiais penais.

Os familiares alegam que as restrições impostas aos detentos, tem prejudicado inconsequentemente a permanência dos apenados e que além das visitas estarem restritas, vem enfrentando dificuldade, com as restrições impostas que bloqueiam a entrada de produtos de de limpeza, higiene pessoal e até remédios.

“Todos lá cometeram penalidades e estão pagando por isso. Agora, submete-los a não receber até medicamentos é demais. Sem contra que todos as famílias ajudam com materiais de limpeza, alimentação e higiene pessoal. Se existe problema entre os funcionários e o Governo, o caminho não deveria ser esse, mas sim o diálogo”, disse uma mãe de detento que pediu para não ser identificada, com receio de retaliação.

O movimento de reivindicação por direitos trabalhistas organizado por policiais penais no Tocantins já alcançou praticamente todas as unidades prisionais do estado. Batizado de Operação Legalidade Primavera Árabe, o movimento faz alusão à onda de movimentos e revoluções em países do Oriente Médio que teve início em 2010 e “faz referência a um movimento que começou pequeno, mas que se expandiu, tornando-se grande”, como explicou o presidente da Associação dos Prossionais do Sistema Penitenciário do Tocantins (Prosispen), Wilton Angelis Barbosa.

Apesar do nome, o movimento não se trata de uma ação operacional dentro das unidades, mas sim de um movimento que busca pressionar o Governo do Estado para cumprir o pagamento de direitos devidos aos policiais penais, como horas extras e adicionais.

De acordo com a Prosispen, a chamada Operação Legalidade Primavera Árabe suspende qualquer atividade que fuja às obrigações legais atribuídas aos policiais penais.

Os agentes prometem deixar de fazer horas extras, cumprindo somente as 40 horas semanais, de acordo com o estatuto da categoria, e ainda deixar de fazer escoltas fora do município de atuação por causa do não pagamento de diárias.

Ainda segundo a Prosispen, os agentes também pretendem como regalias de presos dentro das celas, como ventiladores, televisores, videogames, entrada de fumo e outros itens, além da proibição de contato de presos com parentes e advogados, a depender da disponibilização de equipamentos de proteção individual para prevenir o risco de contágio pela covid-19 no contato com pessoas do público externo.

Continue lendo
publicidade Bronze