Connect with us

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Educação Escolar Indígena Apinayé é discutida no III Fórum Social

Publicado

em

O professor doutor Francisco Edviges Albuquerque elucidou sobre a Educação Escolar Indígena na Mesa Redonda, do III Fórum Social Indígena do Tocantins, na tarde desta quinta-feira, 8. Segundo o educador, a educação escolar indígena entre os Apinayé foi introduzida na década de 1960, nas aldeias de São José e Mariazinha, por Patrícia Ham, no então Estado de Goiás. Naquela época, as políticas educacionais voltadas para os Apinayé não eram diferentes daquelas oferecidas aos demais grupos indígenas, que eram compatíveis às práticas pedagógicas desenvolvidas pelas escolas das comunidades rurais brasileiras.

A partir de 2001, com a implantação das ações do Projeto de Apoio Pedagógico e Educação Indígena Apinayé, os próprios professores Apinayé passaram a elaborar o material didático em sua língua e em português. “O Projeto de Apoio Pedagógico tem como meta a realização de curso de aperfeiçoamento que habilite os professores indígenas a atuarem nas escolas de suas comunidades como professores do Ensino Fundamental e Médio, dentro de uma proposta diferenciada, específica, bilíngue e intercultural”, acrescentou Albuquerque.

Dentre as conquistas educacionais do povo Apinayé, estão a Gramática Pedagógica Apinayé, o Dicionário Escolar Apinayé e Do Texto ao Texto: Leitura e redação.

Existem 12 escolas Apinayé, 899 alunos matriculados, em 2010, 32 professores indígenas e 25 professores não-indígenas.

De acordo com relatório técnico da Fundação Nacional de Saúde – Funasa, em 2010, a população Apinayé atual é de, aproximadamente, 1.793 índios, distribuídos em 19 aldeias. O Povo Apinayé está localizado no Bico-do-Papagaio. (Umbelina Costa)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
1 Comment

Bico do Papagaio

ARAGUATIS: Corpo de homem é encontrado às margens da TO-010 com 37 perfurações

Publicado

em

O corpo de um homem de 27 anos foi encontrado na TO-010 perto de Araguatins, no Bico do Papagaio, na noite de sábado, 31. A Polícia Militar informou que tinha sido chamada ao local, inicialmente, por causa de um acidente de trânsito. No local havia um carro e uma motocicleta batidos, mas quando analisaram a cena, os policiais perceberam que o rapaz tinha sido assassinado.

Em uma contagem inicial, a polícia constatou que o corpo tinha pelo menos 37 perfurações. Foram 30 na região do tórax e do abdômen, um no braço esquerdo e outros seis nas nádegas. Uma mulher, passageira da motocicleta, estava ferida e foi levada ao hospital. Por segurança, não foi informado em qual unidade de saúde ela está.


Ainda não está claro se o homem morto era o condutor da motocicleta ou do carro. A pessoa que conduzia o outro veículo não estava no local do acidente e ainda não foi localizada. A PM segue fazendo buscas na região.

A perícia esteve no local do crime e depois os dois veículos foram levados para o pátio do Pelotão do 9º Batalhão da PM, em Araguatins. O corpo foi para o Instituto Médico Legal de Tocantinópólis para identificação e necropsia.

Continue lendo

Bico do Papagaio

RIACHINHO: Município recebe caminhão basculante destinado por Damaso

Publicado

em

Na sexta, 30, o deputado federal Osires Damaso (PSC), entregou seis caminhões basculantes para municípios do Tocantins, entre eles, Riachinho, no Bico do Papagaio. O veículo é um 275 CV no valor de R$ 322.250,00.

A entrega foi realizada na sede da Feira Agrotecnológica do Tocantins (Agrotins), em Palmas, por meio das “Ações de Desenvolvimento Regional para o Tocantins” da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF) e teve a participação do presidente da companhia, Marcelo Moreira.

Além de Riachinho, os municípios de outras regiões do Tocantins, que recebem por meio de indicação de Damaso foram: Araguaçu, Bernardo Sayão, Campos Lindos, Guaraí e Presidente Kennedy.

Continue lendo

Bico do Papagaio

WANDERLÂNDIA: Suspeito de promover arrastão é preso pela Polícia Civil

Publicado

em

Um homem de 20 anos, suspeito de praticar uma série de roubos a transeuntes, na noite do dia 16 de julho de 2021, na cidade de Wanderlândia, no Bico do Papagaio, foi preso pela Polícia Civil do Tocantins, através de ação conjunta realizada por policiais civis da 30° Delegacia de Wanderlândia, com apoio da 29ª DP Araguaína e 32ª DP de Babaçulândia, na manhã desta sexta-feira, 30.

Coordenada pelo delegado-chefe da 30ª DP, Alexander Pereira da Costa, a prisão foi realizada na cidade de Babaçulândia, em cumprimento a mandado de prisão temporária, expedido pela Vara Criminal de Wanderlândia. Na oportunidade, os policiais civis também deram cumprimento a mandado de busca e apreensão na residência que era ocupada pelo suspeito. No local, foi localizada uma carteira, subtraída de uma das vítimas.

 
Os crimes

Segundo a autoridade policial, na noite do dia 16 de julho do corrente mês, o indivíduo preso hoje, juntamente com um comparsa foi até o município de Wanderlândia, onde passou a abordar transeuntes no sentido de praticar os roubos. Portando armas de fogo e conduzindo uma motocicleta, os investigados fizeram ao menos quatro vítimas de quem roubaram todos os pertences, incluindo aparelhos celulares, carteira e dinheiro.

Ainda segundo o delegado, os crimes em série foram praticados em um curto espaço de tempo e levaram pânico e terror à população. “Os dois indivíduos praticaram uma série de crimes que levaram terror à população, pois agiam sempre com muita violência e rendiam as vítimas, com o uso de armas de fogo. Dessa forma intensificamos as investigações para identificar os dois suspeitos e efetuar a prisão dos mesmos, pois trata-se de pessoas de alta periculosidade”, ressaltou o delegado.

Após ser preso, o homem foi conduzido até a sede da 30ª DP e após a realização das providências legais cabíveis, recolhido à Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA), onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário. 

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze