Connect with us

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Projeto de extensão da UFT incentiva a leitura entre os presos e contribui com a reinserção social

Publicado

em

Custodiados da Cadeia Pública de Tocantinópolis que participam do projeto de extensão, Clube dos Livres, desenvolvido pelo curso de Pedagogia da Universidade Federal do Tocantins (UFT) foram certificados. O projeto foi iniciado em 2018, sendo uma ferramenta importante para o processo de reinserção social e remição de pena.

O projeto que é desenvolvido na unidade prisional visa incentivar o hábito da leitura entre as pessoas privadas de liberdade. Os encontros ocorrem aos sábados no espaço da sala de aula da unidade e contam com a participação de até 23 custodiados, acompanhados por professores e alunos de pedagogia do câmpus de Tocantinópolis da UFT. Eles debatem sobre os livros, produzem resenhas e peças teatrais, a partir da leitura das obras literárias doadas pela própria universidade.

O diretor da Cadeia Pública de Tocantinópolis, Vinicius Lima, avalia que é um projeto enriquecedor e um meio importante de contribuição para a ressocialização das pessoas privadas de liberdade. “Quanto mais os custodiados participam de projetos como este, mais próximos ficam da liberdade, em razão da remição de pena, além de terem mais chances de uma boa colocação no mercado de trabalho ao saírem da unidade”, explica o diretor.

Remição da pena

A remição de pena pela leitura é recomendada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) ao condenado em regime fechado ou semiaberto, a cada obra lida possibilita a remição de quatro dias de pena, com o limite de 12 obras por ano, ou seja, no máximo 48 dias de remição por leitura a cada 12 meses. Na Cadeia de Tocantinópolis, a cada ciclo de leitura finalizado semestralmente, os participantes recebem a certificação de participação, expedida pela UFT, que é inserida em seus dossiês e remetidas ao juiz com solicitação da remição da pena.

Para a responsável pelo Setor de Política de Educação nas Unidades Prisionais da Seciju, Renata Keli Duarte, a educação é uma ferramenta importante no processo de transformação e ressocialização. “A educação impacta. Independentemente da motivação do preso em participar do clube da leitura, ao participar de um projeto como esse, ele nunca mais volta igual. A educação altera a vida dele”, acredita a gerente. 

Clube dos Livres adaptado

A professora da UFT e coordenadora do projeto, Aline Campos, explica que, neste momento pandêmico, enquanto as atividades estão suspensas, os custodiados estão participando do projeto Bibliotecas Ambulantes: oficinas de leitura e escrita criativa, iniciado na segunda quinzena de maio e que visa dar continuidade às atividades do Clube dos livres, porém adaptado à nova realidade da unidade.

Segundo Livro

A coordenadora contou que já está sendo produzido o segundo livro do Clube dos Livres. O primeiro, lançado em julho de 2019, titulado Ler e escrever na prisão: experimentações em Tocantinópolis, é uma coletânea de resenhas produzidas em 2018 pelos participantes do projeto, após a leitura de nove livros. O lançamento se deu na própria cadeia, no câmpus da UFT de Tocantinópolis e na Escola Superior de Gestão do Sistema Penitenciário Prisional (Esgepen) em Palmas. (Márcia Rosa)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Jovem morre após intoxicação com medicamento

Publicado

em

Neyva Ferreira da Silva, de 17 anos, morreu este final de semana na cidade de Araguatins, no Bico do Papagaio, após consumir elevada quantidade de medicamentos no sábado, 1º. A jovem sofria de depressão.

Após se sentir mal pela reação do medicamento, Neiva foi conduzida ao Hospital Municipal de Araguatins (HMA), onde recebeu atendimento e passou por uma desintoxicação e teve uma melhora momentânea, mas voltou a não se sentir bem, e teve de ser transferida para o Hospital Regional de Augustinópolis (HRAug).

No HRAug, a jovem foi atendida e logo depois mandada para casa, onde voltou a se sentir mal e morrer na madrugada deste domingo, 3.

Amigos relataram que a família encontrou dificuldades na liberação do corpo, devido a lentidão na burocracia no HRAug e HMA, fazendo com que o corpo da jovem ficasse por várias horas do domingo, no necrotério de Araguatins.

Continue lendo

Bico do Papagaio

XAMBIOÁ: Policial sofre infarto durante trabalho

Publicado

em

Um policial militar morreu vítima de um infarto na madrugada desta segunda, 3, na cidade de Xambioá, no Bico do Papagaio. O sargento Hailton Meneses de Carvalho, de 39 anos, estava de serviço no alojamento 1º Pelotão da 2ª Companhia Operacional.

Hailton se sentiu mal, por volta das 23h45, do domingo, 2 e foi encaminhado ao Hospital Regional de Xambioá, mas não resistiu. Ele havia atuado na segurança da eleição indireta para prefeito de Araguanã, que ocorreu no domingo.    

Continue lendo

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Traficantes que atuavam no Alto da Boa Vista II são tirados de circulação

Publicado

em

A Polícia Militar prendeu na manhã deste sábado, 1ºde agosto, no bairro Alto da Boa Vista II, em Tocantinópolis, dois suspeitos de tráfico de drogas. Em poder da dupla foram apreendidos 19 papelotes de uma substância análoga a maconha, além de um papelote de crack, foi apreendida também uma motocicleta com restrições administrativas e um aparelho celular.

A equipe da Força Tática juntamente com serviço ordinário havia recebido informações de que na noite anterior, indivíduos ocupando uma motocicleta, com as mesmas características dos elementos presos na tarde de hoje, fugiram de uma abordagem policial e ainda conseguiram furar um bloqueio montado pelas equipes.

Durante o patrulhamento, as equipes avistaram alguns elementos suspeitos reunidos, e quando procederam com a abordagem policial, dois deles empreenderam fuga, adentrando a própria residência, ocasião em que foram acompanhados pelos policiais militares, sendo detidos. Enquanto os elementos fugiam, os militares perceberam quando eles arremessaram uma embalagem por cima da cerca, e após a localização da referida embalagem foi encontrado dentro dela 13 papelotes de maconha. As buscas continuaram no interior da residência, onde foi achado mais seis papelotes da mesma droga e um de crack. Duas pessoas, ainda vão responder um TCO, por terem desacatado os policiais que atendiam a ocorrência.

Diante dos fatos, os suspeitos, juntamente com todo material apreendido, foram levados e apresentados na delegacia plantonista, local em que foram autuados pelo crime de tráfico de drogas.

Continue lendo
publicidade