- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
sexta-feira, 20 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img

TOCANTINÓPOLIS: TEC segura pressão do Tupi e empata em Minas

Mais Lidas

Numa tarde inspirada e de grandes defesas do goleiro Santos, o Tocantinópolis conquistou um importante empate sem gols diante do Tupi, na sábado, 23, no Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG), em partida válida pela segunda rodada do Grupo 5, do Brasileiro da Série D. Outro detalhe interessante é que o time tocantinense, além de superar a pressão dos donos da casa, fez uma viagem de quase 50 horas, de ônibus, chegando na véspera do jogo contra o Tupi. Agora na terceira rodada, o Tocantinópolis recebe a equipe do Itumbiara (GO), no Estádio Ribeirão, às 16 horas, no próximo domingo. Já o Tupi vai enfrentar o Gama, em Brasília, também no domingo. Com este resultado, o Tupi segue na liderança com quatro pontos, com a Anapolina em segundo, com três. O TEC ocupa a terceira colocação com um ponto. Gama e Itumbiara seguem sem pontos.

Jogo

O Tupi iniciou a partida num ritmo alucinante, buscando o gol e criando chances, mas seus jogadores não conseguiam acertar o alvo. Até os 20 minutos da etapa inicial, o Carijó teve o domínio territorial da partida. Aos 21 minutos, o ex-jogador do Corinthians, o meia Luciano Ratinho fez bela jogada e chutou para a grande defesa do goleiro Santos. Um minuto depois, o atacante Cassiano arriscou da entrada da área e acertou o travessão de Santos. A primeira jogada do Tocantinópolis só aconteceu aos 24 minutos com o lateral-direito Dominguinhos, mas a zaga salvou o lance. Aos 36, o zagueiro Sílvio, livre à frente do goleiro Santos, chutou para fora. Aos 45 minutos, o Tupi chegou a fazer um gol, mas o árbitro da partida, Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ), marcou falta do atacante Henrique no lateral Dominguinhos. Um minuto antes o volante Ismael sentiu uma contusão e foi substituído por Robélio.

2º tempo

Da mesma maneira que terminou o primeiro o tempo, o Tupi iniciou a segunda etapa em cima do time tocantinense. Aos 4 minutos, Henrique bateu forte, Santos espalmou e depois no rebote Augusto tentou no canto e o goleiro do TEC salvou. Aos 10 minutos, o volante Robélio, em jogada de contra-ataque, arriscou de fora da área e levou perigo. Santos defendeu uma cobrança de falta de Cassiano salvando os visitantes. Dois minutos depois o zagueiro Sílvio, sozinho, cabeceou por cima da meta – chance clara de gol. O TEC se fechou atrás saindo apenas em jogadas de contra-ataque. No finalzinho da partida, o árbitro saiu distribuindo cartões amarelos e até expulsou o zagueiro/volante Leivinha alegando que os atletas estavam fazendo cera. Com isso, ele acrescentou oito minutos, mas a equipe da casa, apesar da pressão, não conseguiu furar o forte bloqueio do Tocantinópolis.  

Ficha técnica

Tupi (MG): Rodrigo, Felipe Cordeiro (Vitinho), Silvio, Wesley Ladeira e Michel; Denilson (Denis), Assis, Augusto, Luciano Ratinho (Francis) e Henrique; Cassiano. Técnico: Ricardo Drubscky

Tocantinópolis: Santos; Ricardo Henrique, Leivinha e Kanu; Maninho, Renan, Ismael (Robélio), China (Gustavo) e Dominguinhos; Têty (Carlinhos) e Paulo Renato. Técnico: Pedro Mendes

Árbitro: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ) – Assistentes: Janete Mara Arcanjo (aspirante/Fifa/MG) e Pedro Araújo Dias Cota (MG) – Local: Estádio Municipal Radialista Mário Helênio – Cartão amarelo: Assis (Tupi); Dominguinhos, Santos, China, Paulo Renato, Renan (TEC) – Vermelho: Leivinha. (Jornal do Tocantins)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias