- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
sexta-feira, 20 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

TOCANTINS: Ação pede internação compulsória de dependente por conta do Estado

Mais Lidas

“É devastador. Destruiu a nossa família”. Com essas palavras o jornalista Oebem Barbosa dos Santos contou como chegou ao ponto de entrar na Justiça para requerer a internação compulsória de seu irmão adotivo, Rosendo Cardoso de Souza, 20 anos, dependente químico há cerca de 10 anos. Uma audiência será realizada hoje a tarde no Fórum de Palmas onde poderá ser decida a internação compulsória, ou não, de Rosendo em clínica especializada em tratamento para dependentes químicos.

Além disso, a ação requer do governo do Estado o custeio das despesas correspondentes ao tratamento, já que segundo Santos na ação, não há unidade de saúde no Tocantins que ofereça tratamento gratuito e compulsório de desintoxicação. “As pessoas precisam entender que droga é questão de saúde pública”, afirmou Santos, ressaltando que casos policiais são para traficantes. A expectativa de Santos é que hoje seja um dia de ponto final no sofrimento do irmão e da família. “E que sirva de alerta para a necessidade urgente de uma clínica de internação no Estado”, defendeu.

História

Segundo Santos, Rosendo começou a usar drogas quando tinha 11 anos. “Ele começou com desodorante aerosol, depois cola de sapateiro, indo para a maconha e depois cocaína e por último o mais devastador que é o crack”, contou, acrescentando que depois de diversas tentativas com várias formas de tratamento, com ocorrências constantes de furtos e ações de violência contra a família, Rosendo teve sua interdição provisória declarada.A ação, impetrada através da Defensoria Pública, relata que a principal companhia de Rosendo, que é a mãe adotiva, Idelzita Barbosa dos Santos, 86 anos, já teve sua vida em risco por três vezes, em uma delas, o jovem ateou fogo na casa.

Santos, ao contar a última tentativa de tratamento de Rosendo. Segundo ele, Rosendo foi internado no Hospital Geral de Palmas (HGP) com overdose. Depois de alguns dias em coma, disse Santos, ele melhorou e pediu aos funcionários do hospital desodorante aerosol. “Ele inalou 18 frascos em uma semana”, contou. (Jornal do Tocantins)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias