- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 23 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

TOCANTINS: Agrotins prevê R$ 70 milhões em negócios na edição 2011

Mais Lidas

A edição desse ano da Feira de Tecnologia Agropecuária da região amazônica do Brasil (Agrotins) terá como tema a Agropecuária de Baixo Carbono e irá abordar um novo panorama para o desenvolvimento agropecuário de forma sustentável no Estado. O evento, que será realizado entre os dias 10 e 14 de maio, no Centro Agrotecnológico de Palmas, estima gerar R$ 70 milhões em negócios e atrair de 45 a 50 mil visitantes.

Durante o evento, produtores rurais, pesquisadores, estudantes e interessados participam de palestras e conhecem novidades do setor através das clínicas tecnológicas e expodinâmicas que complementam a programação da Agrotins. O subsecretário de Energias Limpas, Ailton Parente, destaca que o evento servirá para expor novas possibilidades de recursos renováveis e de energia. “Serão apresentadas diversas tecnologias na área de energia solar, eólica e alternativas para comunidades isoladas.”

Parente antecipa que uma das novidades será um sistema de tratamento de esgoto capaz de gerar energia e com o custo de manutenção reduzido aos tradicionais, destinado a cidades pequenas. O subsecretário inclusive conheceu a tecnologia, na noite de ontem, apresentada por um técnico da Embrapa, durante viagem a São Paulo.

Parente destacou ainda que um “projeto embrionário” da subsecretaria é a criação de um centro de referência de energias limpas do Tocantins. Sendo que uma das propostas é a substituição do carvão vegetal para o capim elefante, que é renovável.

Outro ponto abordado pelo subsecretário é levar uma nova alternativa de energia para assentamentos, como a oriunda de energia solar. “Temos muitos projetos, agora, estamos atrás de parceiros para colocá-las em prática. Estamos buscando investimentos para o setor.”

O evento é uma realização da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seagro), e as subsecretarias da Aquicultura, da Energia Limpa e dos Assentamentos da Agricultura, em parceria com instituições públicas, de iniciativa privada e entidades de classe ligadas ao setor produtivo.

2010

Ano passado, a feira registrou cerca de R$ 68 milhões negociados pelos agentes financeiros que apoiaram a maior feira do agronegócio no Norte brasileiro. O montante foi de R$ 10 milhões a mais do negociado na edição de 2009.

Na edição 2010, o tema central da feira foi Manejo e Uso Sustentável da Água e do Solo na Agropecuária. Várias alternativas foram apresentadas, como a prosaica “roça vertical” onde há racionalidade de espaço e área de plantio capaz de produzir alimentos para dezenas de famílias. Os conhecimentos de hidroponia (cultivo onde as plantas recebem durante todo o seu ciclo as quantidades ideais de nutrientes), livre da variação do clima, dos insetos e de outros parasitas que vivem no solo, também chamou a atenção do público. (Jornal do Tocantins)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias