- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
sexta-feira, 20 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

Tocantins continua registrando casos de dengue

Mais Lidas

Apesar do período de estiagem que o Tocantins enfrenta, a Sesau – Secretaria de Estado da Saúde continua registrando casos de dengue no Estado. Casos estes que preocupam se comparados ao mesmo período do ano passado, pois de acordo com dados da coordenação de dengue e febre amarela da Sesau, foram notificados, até o momento, 15.849 casos suspeitos de dengue, contra 14.002 casos no mesmo período de 2010, significando um aumento de 11% do número de casos em relação ao mesmo período do ano anterior.

Durante todo o ano de 2010 foram confirmados 32 casos graves e em 2011, com o aumento da sensibilidade dos profissionais de saúde e com o acompanhamento diário da Gerência Técnica de Vigilância de Dengue e Febre Amarela, foi possível identificar 55 casos graves de dengue. Destes, quatro chegaram a óbito nas cidades de Palmas e Gurupi.

Diante desta situação, a coordenadora de dengue e febre amarela, Simone Milani, lembra que, apesar do período de seca, a população não deve descuidar das ações de prevenção, como manter os imóveis limpos, livres de lixo ou de possíveis depósitos para o Aedes aegypti (mosquito transmissor da dengue), lavar as vasilhas de animais diariamente, manter as piscinas sempre tratadas e as caixas d’água protegidas. “Se cada um fizer a sua parte podemos contribuir para uma sociedade mais saudável, livre da dengue”, afirmou.

No intuito de combater a dengue, a Coordenação de Dengue e Febre Amarela realiza constantemente o trabalho de supervisão e assessoria nos municípios do Estado, além de capacitações com médicos e enfermeiros sobre diagnóstico e manejo clínico da dengue, e com coordenadores de vigilância o acompanhamento é feito sobre a investigação de óbitos.

- Publicidade -spot_img

1 Comentário

Assinar
Notificar-me
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
O IMPARCIAL

As ações preventivas de combate as endemias, ou seja, a Medicina preventiva é cara porém consiste na solução da dengue, calazar e outros agravos. Senhores gestores apliquem na Prevenção, valorizem os Agentes Comunitários de Saude ACS e todos os Profissionais dos programas de atenção básica, com certeza a Saúde vai melhorar 100%, mesmo que os “louros da fama” venham em outros governos. Porque tudo isso é investimento a longo prazo.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias