- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quarta-feira, 25 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

TOCANTINS: Córrego transborda e alaga cerca 20 casas de bairro em Porto Nacional

Mais Lidas

Famílias do Jardim Querido, município de Porto Nacional, foram surpreendidas, na manhã de sábado, 27, com o aumento do nível da água do córrego Ribeirão São João, que chegou a invadir várias casas. Com a ajuda da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e a comunidade, os moradores fizeram mutirão para tentar salvar os móveis e sair do local. “As famílias que estavam na área de risco já foram retiradas e estão na casa de familiares em segurança”, informou o secretário Executivo da Defesa Civil, major Geraldo da Conceição Primo. Segundo ele, cerca de 20 casas podem ter sido atingidas com a inundação.

Segundo major Primo, o aumento da água se deu por causa da chuva, na noite da última quinta-feira, acima do sistema de captação de água da Companhia de Saneamento de Água do Tocantins (Saneatins). Por causa do volume de água na cabeceira do rio, o major falou que a barragem da Saneatins não comportou a quantidade de água.

O gerente operacional da Saneatins, Eduardo Lage, explicou que quando os técnicos perceberam que o nível da água estava subindo foram feitas todas as manobras necessárias, mas não foi o suficiente. “Já estava no limite máximo dela, por isso a gente controlava no registro. Quando veio acima, não foi suficiente e ainda passou por cima”, completou. Ele contou que o tempo de elevação do nível foi muito rápido, chegando a transbordar em questão de meia hora. O gerente falou que, na história da barragem, nunca tinha acontecido algo parecido.

De acordo com Eduardo Lage, existem fazendeiros acima da barragem da Saneatins, que também têm barragens. “Pode ser que alguma tenha rompido, mas ainda não temos nenhum registro”.

O major Primo falou que a barragem da Saneatins já foi vistoriada e o nível da água está baixando, mas não foi descartada a possibilidade da água subir novamente. Ele comentou que os moradores têm que continuar em alerta porque, se voltar a chover, pode ser que o nível também suba novamente.

“O que precisa ser feito agora é esperar a água baixar para fazer uma avaliação das casas para que as famílias retornem sem nenhum risco”, enfatizou o major Primo.

Medidas

Durante uma reunião, com representantes da Prefeitura de Porto Nacional e o Corpo de Bombeiros, foram repassadas orientações às famílias do local. A recomendação é que ninguém volte para as casas afetadas antes de uma avaliação e autorização da Defesa Civil.

Quanto as medidas que serão tomadas com as famílias atingidos, a secretária-executiva de Desenvolvimento Social do município, falou que o trabalho da prefeitura vai ser num primeiro momento fazer um levantamento das pessoas atingidas e tentar ajudar da melhor forma possível com transporte, abrigo e alimentação. “E posteriormente a gente vai ver como vai fazer com a questão de habitação”, ressaltou

Apesar de todos terem local para ficar, a prefeitura colocou a disposição dos atingidos o Ginásio de Esportes de Porto Nacional.

Alagamento

De acordo com a Saneatins, quando os técnicos perceberam que o nível da água estava subindo foram feitas todas as manobras necessárias, mas não foi o suficiente, porque o limite já estava saturado. (Jornal do Tocantins)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias